11 de Fevereiro de 2019 archive

O Paulo Guinote Foi Censurado pelo Facebook com a Mão da Pandilha Amiga do Engenheiro

A Velha Guarda Nunca Desapareceu | O Meu Quintal

 

Que Comunidade? Que Padrões? | O Meu Quintal

 

Censura Póstuma | O Meu Quintal

 

PS:

A mesma pandilha que acha isto normal:

Elisa Ferreira descarta incompatibilidades e não pede escusa da CGD – ECO

A mesma sra.  cujo marido foi vice-presidente da La Seda, uma das empresas cujo calote deu maior prejuízo à Caixa”.

Censurado pelo Facebook que esta semana bloqueou o acesso à ProPublica, um serviço noticioso de investigação que se especializa na investigação da qualidade cívica e que já ganhou um Pulitzer de Serviço Público. O que a Propublica fazia era um ato de transparência: expunha aos utilizadores a forma como os seus perfis eram utilizados no Facebook e que anúncios chegavam a quem, permitindo o escrutínio e forçando a transparência que são essenciais nas sociedades liberais.”

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/02/o-paulo-guinote-foi-censurado-pelo-facebook-com-a-mao-da-pandilha-amiga-do-engenheiro/

Faz hoje 11 anos que este Blog Nasceu

Tudo começou como uma pequena brincadeira que em 11 de Fevereiro de 2008 iniciei este blog.

Não imaginava nessa altura que este espaço alguma vez atingisse 50 milhões de visualizações e que fosse a “casa” de muita gente que por aqui passa diariamente.

Manter este espaço ativo por tanto tempo é um desafio constante que atualmente só é possível  por ter colaboradores que me apoiam neste espaço. E é com esta equipa que poderão continuar a contar nos próximos tempos.

Um enorme obrigado a todos por continuarem a aturar-nos.

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/02/faz-hoje-11-anos-que-este-blog-nasceu/

Sobre as “Mulheres de gravata e homens de collants”, João André Costa diz…

 

A professora pôs-se a jeito (mas o Eduardo sabia o que estava a fazer)

E ainda ninguém quis saber qual a versão da professora. Por uma questão de princípio, justiça e igualdade, direitos defendidos pelo Eduardo. Mesmo sabendo como a professora se pôs a jeito para a bordoada, ou não fosse o Eduardo o mais jovem delegado do Bloco de Esquerda.
Conclusão: versado nos grandes ideias modernos, onde se inclui a identidade de género, o Eduardo sabia muito bem o que estava a fazer. Já tinha visto o exercício e já tinha topado a falha. Atrevido, arrojado e habituado a questionar verdades absolutas e  conceitos adquiridos, o Eduardo não se preocupou em alertar a professora para o exercício de Inglês, exercício esse não só politicamente incorrecto, mas também caduco. Não, o Eduardo é um aluno, a professora é a professora, e a professora é um inimigo e um alvo a abater. Diálogo, zero.
Afinal, lendo o texto é perceptível a “diferença de idades abismal” entre o Eduardo e a professora, assim justificando ainda mais a insolência adolescente do Eduardo ao responder “Both” a todas as perguntas. O isco estava lançado.
E das duas uma, ou a professora fotocopia o mesmo exercício desde 1986, ou a professora não sabe quem é o Eduardo. Estou inclinado para as duas, facto que abona ainda menos a favor do Eduardo, consciente da presa fácil.
Num verdadeiro duelo geracional, o Eduardo desafiou a professora, e a professora, em vez de mostrar jogo de ancas e rins e usar o tema como mote para um debate em inglês, caiu na esparrela, ainda pior fazendo com a ameaça de uma falta disciplinar. Ui, que medo! Agora a sério, pobre professora às mãos do Eduardo, e o país inteiro no chão a rir.
O problema é que o Eduardo não sabe inglês, ou não fosse o exercício em questão digno de uma criança de 11 anos (talvez menos, o inglês já se dá no ensino primário). E o que eu tenho pena é que o Eduardo esteja mais preocupado em afirmar-se como futuro dirigente político ao invés de interpelar a professora sobre a pobreza do ensino de Inglês ao nível de um país inteiro. Mas interpelar, discutir, debater, tudo isso é sobejamente aborrecido e este não foi senão um exercício de afirmação e vaidade às custas de uma professora, professora essa com mais de 40 anos de trabalho em cima do corpo e deserta por uma reforma antecipada que o governo insiste em não dar.
Porque isso, Eduardo, é que é política, daqui a 100 anos já cá não estará ninguém para contar a história, mas se entretanto fizermos algo de realmente útil, então teremos a certeza de um fim, não necessariamente tranquilo, mas digno.
Para a próxima, não custa nada falar com a professora, ela não morde, eu também não, de confrontos já estamos fartos e só no diálogo e na concórdia, com um pouco de boa educação à mistura, podemos construir, juntos, um mundo verdadeiramente melhor e  igual. Um mundo onde os meninos se tornem homens e as meninas mulheres para poderem usar collants e gravatas quando quiserem, onde quiserem, como quiserem.

Mulheres de gravata e homens de collants 

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/02/sobre-as-mulheres-de-gravata-e-homens-de-collants-joao-andre-costa-diz/

Prolongamento Até ao Dia 13 o Recenseamento por Parte dos Docentes

Depois dos problemas de hoje que não permitiam o acesso à aplicação SIGRHE a DGAE prolongou até ao dia 13 de fevereiro o prazo para os docentes procederem à aceitação ou não dos dados introduzidos pelas escolas no Recenseamento Docente 2019.

 

 

Exmo.(a) Sr.(a) Diretor(a)/Presidente da CAP,

Informamos que o prazo para preenchimento da aplicação “Recenseamento Docente- Reclamação”, por parte dos docentes, será prolongada até às 18 horas de dia 13 de fevereiro de 2019.

Com esta funcionalidade os docentes podem manifestar a sua concordância relativamente à informação registada ou reclamar perante o Sr.(a) Diretor(a)/Presidente da CAP relativamente a algum dos dados introduzidos, em campo destinado para o efeito.

Com os melhores cumprimentos,

A Diretora-Geral da Administração Escolar em Regime de Suplência

Susana Castanheira Lopes

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/02/prolongamento-ate-ao-dia-13-do-recenseamento-por-parte-dos-docentes/

Aplicação SIGRHE a dar erro

Ocorreu um erro na aplicação

Para que mais facilmente possamos regularizar a situação, por favor contacte os nossos serviços indicando o código 75cefefc-2df2-11e9-8411-005056893cf4 (sigrhe130).

Obrigado.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/02/aplicacao-sigrhe-a-dar-erro/

Já Reclamou/Confirmou o seu Recenseamento?

 

De acordo com a nota informativa anterior ao prolongamento do prazo para as escolas inserirem os dados, o prazo desta reclamação termina, hoje, dia 11 de fevereiro.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/02/ja-reclamou-confirmou-o-seu-recenseamento/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog