Diploma do Regime Jurídico da Formação Contínua

… que foi acordado com alguns sindicatos.

E depois de o ler fiquei com a nítida sensação que é um diploma bom e vai permitir que parte da formação seja feita em ações de curta duração que podem durar entre 3 e 6 horas.

Sobre o facto dos formadores internos serem obrigados a fazer 25 horas de formação por ano, no limite de 3 anos, acho bem que assim seja já que beneficiaram de uma equiparação a bolseiro durante algum período da sua vida profissional e ficaram dispensados da sua componente letiva, total ou parcialmente.

E como à partida já sabiam das condições para usufruírem da bolsa, nem os próprios devem ter muito a reclamar.

 

 

[gview file=”http://www.arlindovsky.net/wp-content/uploads/2013/09/DL_RJFCD_negociacao_3_Sindicatos.pdf”]

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/09/diploma-do-regime-juridico-da-formacao-continua/

8 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • JCP on 20 de Setembro de 2013 at 14:20
    • Responder

    Diploma fraquinho. Sustentado em mão de obra a preço zero, com redução (?) na componente que dá para tudo. Qualquer dia, até as férias e a vida sexual de cada docente um vai para a componente não letiva.

    • António Fernando Nabais on 20 de Setembro de 2013 at 20:41
    • Responder

    Há muitos formadores que não usufruíram de equiparação a bolseiro. De resto, concordo com o JCP.

    1. Os que não usufruíram de equiparação a bolseiro não são obrigatoriamente formadores internos.

        • EueTu on 20 de Setembro de 2013 at 20:50
        • Responder

        Amor à causa… a quanto obrigas!
        Para quando uma medida que obrigue o formador a pagar aos formandos a presença na formação?

    • Xispe on 21 de Setembro de 2013 at 2:38
    • Responder

    Jamais darei formação gratuíta.
    Na minha escola dei várias e não recebi nem uma!

    A componente não letiva que me sobra será exclusivamente para desenvolvimento de projetos com os alunos.

    Sobe-se na hierarquia e até se tem formação no estrangeiro e bem paga pelos contribuintes.
    Cá são os cães que para além de tudo o resto agora tb dão formação à borla.

    Da minha parte vou solicitar o cancelamento da minha acreditação de formador.

    XULOS

    • o homem sem qualidades on 21 de Setembro de 2013 at 9:54
    • Responder

    Nunca usufrui de uma equiparação a bolseiro ou de qualquer isenção lectiva para formação. Pelo contrário, em certos contextos organizativos a prudência aconselhou a não falar sobre a formação que estava a fazer… Com o congelamento até perdi um ano de bonificação do mestrado.
    A propriedade intelectual é só para as empresas, não para os indivíduos. Estes últimos são obrigados a conviver com uma colectivização forçada, defendida por aqueles que, precisamente, fazem do liberalismo o seu estandarte. Não me importaria de o fazer, se os restantes bens da sociedade estivessem sob o mesmo regime. Lembro-me do sorriso tão surpreso quanto alarve de um director de curso de uma especialização bastante cara, ministrada numa instituição do ensino superior, quando lhe perguntei se não poderia haver uma espécie de atenuação da propina para docentes (aproximado àquele usufruído pelos colegas do ensino superior)?

    Fica uma dúvida: posso dar formação remunerada a convite de uma instituição do ensino superior, não sendo formador interno da CFAE a que pertenço (artigo 16.º)?

  1. Não vai faltar quem queira dar por prestígio insípido ou outra razão qualquer….É assim o ser humano.Agora surgem os titulares da formação.

    • António Dias on 21 de Setembro de 2013 at 17:21
    • Responder

    A ASPL não assinou, entre outras razões, exactamente pela gratuitidade do serviço dos formadores. Acabamos nós por estar a financiar um serviço que o Estado exige, mas não pretende remunerar. Mas ainda assim há quem aceite quando se vão dando pérolas a porcos…..

  1. […] Diploma do Regime Jurídico da Formação Contínua […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: