Escolas com autorização para completar horários e contratar professores

Escolas com autorização para completar horários e contratar professores

As escolas podem completar horários de professores, pagar horas extra e até contratar docentes para garantir o regresso às aulas presenciais dos cerca de 160 mil alunos do 11.º e 12.º anos na segunda-feira.

A garantia foi dada pelo Ministério da Educação a diretores de escola, preocupados com a falta de professores para ensinar turmas desdobradas ou substituir quem pertence a grupos de risco.

As normas de regresso às aulas presenciais obrigam a deixar dois metros entre cada pessoa e os sindicatos insistem que o número de alunos por sala não deve ultrapassar os 10 ou 12. Se assim for, as turmas que hoje têm um professor serão desdobradas em duas ou em três. Além disso, os docentes que pertencem a grupos de risco continuarão em teletrabalho. Por isso, é de esperar que sejam precisos mais professores.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/05/escolas-com-autorizacao-para-completar-horarios-e-contratar-professores/

8 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • fernandasobralinho on 12 de Maio de 2020 at 13:03
    • Responder

    Isto tudo porque o ministério não quer fazer o que outros países fizeram, simplesmente cancelar os exames.

    • Zaratrusta on 12 de Maio de 2020 at 14:06
    • Responder

    Podem ter toda a autorização do mundo, não o vão é conseguir fazer.

    • Maria Dias on 12 de Maio de 2020 at 14:12
    • Responder

    Sobre o Regresso às Aulas em 18 de maio, regresso este ainda sem legislação formal…
    Como sempre, os alunos do Ensino Profissional têm que seguir a “Lei dos Exames”. dos cursos Científico-Humanísticos! Mais sentido faria se o regresso à escola fosse direcionado apenas para os alunos do 3.º (12.º) ano, e para a componente tecnológica, em módulos /UFCD imprescindíveis para a preparação da PAP (Prova de Aptidão Profissional) que é a prova de avaliação por excelência, para os Cursos Profissionais. Sobretudo em UFCD que requerem materiais e equipamentos que os alunos não têm em casa. Para além destes, regressariam apenas os alunos inscritos em provas de ingresso, para apoio extra nas disciplinas selecionadas.

    • Filipe on 12 de Maio de 2020 at 14:41
    • Responder

    Se soubessem o número de infetados e mortes REAIS por Covid – 19 em Portugal , não contando as sequelas deixadas … a bem do Turismo e Economia , deixavam as Listas vazias . Tudo o que for relacionado como enfrentar o vírus ativo , será igual a um alistamento para entrarem numa guerra real , existem sempre baixas . Portugal só com os números declarados , consegue ser na UE o 10º pior país em infetados e mortes . Comparem a curva da China onde tudo começou com a curva REAL de Portugal , não aquela que a DGS mostra para propaganda eleitoral que se avizinha .
    https://www.worldometers.info/coronavirus/#countries


  1. Com os devidos cuidados mascara e horarios desfasados o risco e pequeno. Os jovens todos os dias na em grupo como se verifica atualmente tem risco superior. O professor em risco que meta atestado muitos como eu esperam desde marco uma oportunidade para trabalhar.

    • António on 12 de Maio de 2020 at 17:03
    • Responder

    CA, podias ter a proveitafo este tempo para aprenderes a escrever correctamente.


    1. Escrever no telemovel quem nunca errou?

    • Matilde on 12 de Maio de 2020 at 17:10
    • Responder

    Quantos milhões de euros vão ser gastos à conta desta obsessão pelos exames?

    Se o Governo cumprir a promessa já feita:

    Serão, certamente, gastos milhões de euros em máscaras, em material de higiene e desinfecção, em produtos específicos de limpeza e em contratação de novos professores, porque é impossível assegurar as aulas presenciais nos moldes previstos e indicados, pelas próprias estruturas do Ministério, sem contratar mais docentes…

    O que dirá o Dr. Centeno, quase sempre muito parcimonioso quanto a gastos do erário público, sobre este esbanjamento de dinheiro, sem qualquer tipo de retorno possível? É curioso o seu silêncio e estranha-se que ainda não o tenhamos ouvido falar sobre este significativo aumento das despesas adicionais…

    Além dos custos materiais, que custos humanos poderá vir a ter esta insensatez? Essas contas ficarão, certamente, para depois…

    E isto tudo para quê? Para realizar exames, perfeitamente evitáveis, substituíveis e dispensáveis…
    Só uma teimosia obstinada pode explicar este despropósito… E o dinheiro até parece não ser problema, desde que se cumpram determinados desígnios…

    Se isto não parece uma brincadeira de mau gosto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog