adplus-dvertising

Professores de substituição com o subsídio de Natal em atraso

Há professores que não receberam subsídio de Natal

Erro das escolas fez com que não fosse pago o subsídio a pelo menos uma dezena de docentes contratados. Ministério garante que situação será regularizada.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/professores-de-substituicao-com-o-subsha-quem-nao-saiba-sequer-quando-vai-receber-o-subsidio-de-natal/

12 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Paulo Anjo Santos on 3 de Dezembro de 2019 at 15:33
    • Responder

    Não sei se no artigo sabem que os professores em substituição só recebem sub de Natal do dia que entraram até final de novembro, em algumas escolas final de outubro. Um contrato de substituição tem no mínimo um mês, mas pode não ter mais que isso. Os professores que entraram no mês de outubro acabam por receber, na maioria dos casos apenas um mês de subsídio de Natal… o artigo só se consegue ler o início, mas parece-me que estão a supor que os professores deixaram de receber um subsídio que é indêntico ao vencimento mensal… o que revela a falta de conhecimentos dos média em relação a este tipo de assuntos!

    • Marta Paiva on 4 de Dezembro de 2019 at 11:04
    • Responder

    Boa tarde
    eu contratada com horário anual e completo só recebi metade do subsídio de natal. Diz a secretaria que recebo o resto no fim do ano. Em 20 anos de serviço é a primeira vez que isto acontece é normal?

    Cumprimentos
    Marta Paiva

      • Paulo Anjo Santos on 4 de Dezembro de 2019 at 11:27
      • Responder

      Sim é normal, eu nem metade recebi, recebi 1/3, referente aos meses de 2019 do contrato, no final do ano vou receber os restantes 8 meses. Mas o artigo refere-se a horários de substituição.

      • FrankieAT on 4 de Dezembro de 2019 at 17:11
      • Responder

      Obviamente que é normal porque de janeiro a agosto já recebeu na escola onde estava em 2018/2019. Agora recebe os restantes 122 dias ( de set a dez).

      Não quererá receber a dobrar, pois não?

    • xuxu on 4 de Dezembro de 2019 at 11:29
    • Responder

    Recebe o equivalente aos meses de setembro a dezembro. No final do ano recebe o resto.

    Em agosto ou setembro, deste ano, a escola anterior não lhe pagou o equivalente aos meses de janeiro a agosto?

    Já é assim há algum tempo.

    • FrankieAT on 4 de Dezembro de 2019 at 17:09
    • Responder

    Ficam sem subsidio de natal não. Sendo substitutos não há data de terminus do contrato e comotal há que esperar. Ficando ao serviço até 31.12.2019, em janeiro recebem o SN até essa data. No final do contrato, caso ultrapasse 01.01.2020, recebe o restante,

    Sempre foi assim

    • Mónica on 4 de Dezembro de 2019 at 17:41
    • Responder

    Compreendo a preocupação com esta situação, mas também há quem no caso dos professores dos quadros tenha progredido logo com o faseamento e ainda não esteja a receber pelo novo escalão! E ninguém faz notícia disto….

      • Maria on 5 de Dezembro de 2019 at 0:26
      • Responder

      Mónica,
      Eu também estranho essa situação e ninguém fala dela; na minha escola há quem tivesse mudado em maio e nada… eu, com o faseamento, mudei em julho… e nada! Somos uns dez (ou mais) professores nessa situação. Nos serviços administrativos dizem-nos que a culpa é da DGAE e do IGeFE; mas hoje pediram-nos que registássemos num formulário toda a nossa formação, desde a última progressão, para inserir na plataforma.
      NINGUÉM FAZ NOTÍCIA!!!

        • FrankieAT on 5 de Dezembro de 2019 at 9:11
        • Responder

        A culpa é do IGeFE que vai cabimentado as progressões a conta gotas. Se tudo estiver em ordem, devem ter sido cabimentados esta semana.

        No entanto é preciso saber se efectivamente está tudo em ordem. Não é só completar o tempo de serviço, é preciso também ter sido avaliado e ter a formação correspondem a cada escalão.

          • MJ on 5 de Dezembro de 2019 at 11:49

          O pior é quando tudo já foi mais que confirmado e a progressão continua a ser uma miragem…
          Após mais de uma década de congelamento, congelados estamos! Viva o Centeno, que nem 1 cêntimo nos dá!

    • Maria on 5 de Dezembro de 2019 at 18:14
    • Responder

    DGAE, IGeFE, Serviços Administrativos, etc. Também os professores que refiro, inclusive eu, tinham tudo confirmado (horas de formação que relevam, avaliação)… Soube hoje, na escola, que só agora em dezembro é que vão ter acesso à tal plataforma onde se inserem os dados. Verdade?
    “Após mais de uma década de congelamento, congelados estamos! Viva o Centeno, que nem 1 cêntimo nos dá!”
    Todos “descabimentados”!!!

    • Paulo Anjo Santos on 5 de Dezembro de 2019 at 18:51
    • Responder

    Falei com um amigo meu que está aqui no Algarve e ele está a receber pelo novo índice. Isso deve depender de escola para escola ou de região para região, e como há falta de trabalhadores em todo o lado a coisa emperra…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: