adplus-dvertising

ME anuncia “Prémio Gandhi de Educação para a Cidadania”

Na próxima edição o tema deverá ser “Os princípios éticos de como tratar o corpo docente”…

Governo anuncia Prémio Gandhi de Educação para a Cidadania

O Governo vai lançar o Prémio Gandhi de Educação para a Cidadania, revelou este sábado o Ministério da Educação, adiantando que a iniciativa, a envolver as escolas, incidirá na primeira edição sobre os princípios éticos para o bem-estar animal.

O prémio, com periodicidade anual, é “inspirado nos pensamentos e afirmações” do líder indiano Mahatma Gandhi (1869-1948).

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/me-anuncia-premio-gandhi-de-educacao-para-a-cidadania/

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • António Melo on 22 de Dezembro de 2019 at 14:14
    • Responder

    Creio tratar-se de uma manifestação de completo desnorte governativo; as escolas e em particular os professores, não precisam deste tipo de iniciativas; precisam de carinho, de respeito.
    As escolas já desenvolvem projetos neste âmbito; a questão central a ultrapassar reside nas relações entre pessoas, a começar na família. Cada vez mais complicadas com o contributo das novas tecnologias.
    A continuar, o tema inicial deveria ser: o respeito entre pares e com adultos; não os animais – dedinho de quem?

    • Lúcio Aneu Séneca on 22 de Dezembro de 2019 at 16:47
    • Responder

    Refinados hipócritas! Medidazinha medíocre e demagoga! Estão-se borrifando para os professores, inclusive os que são agredidos, e agora vêm com esta medida cínica!!! Depois a conversa da dignidade humana…
    Dignidade humana é quando se defendem os profissionais da Educação Pública; dignidade humana é investir na educação e no SNS… Não são premiozinhos da tetra para mostrar que são bonzinhos e humanistas. Hipócritas! Paredes caiadas de branco!

    • Falo(u) on 22 de Dezembro de 2019 at 18:15
    • Responder

    É de loiça Portuguesa made in Caldas

    • Rui Filipe on 23 de Dezembro de 2019 at 23:51
    • Responder

    Eu gostaria mais, se fosse um prémio e segundo o seu exemplo, com o nome de Aristides Sousa Mendes. Bom, pelo menos em Israel, o seu exemplo é de uma gratidão eterna e um exemplo de humanismo, que como diria Camões, o liberta da lei da morte. Mas o que é nosso, é sempre relegado para segundo plano.E’ a massa política que temos.

    • Sandra Sousa on 26 de Dezembro de 2019 at 1:20
    • Responder

    Deve ser mais um prémio para justificar o lugar de mais uns quantos que vão avaliar quem merece recebê-lo. Acho que faz falta é um novo 25 de abril. Vergonha de governantes…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: