E Alguém Vê Com Bons Olhos a Sua Permanência Cá?

A troika viu com maus olhos a negociação de Nuno Crato com os sindicatos dos professores e considera que o ministro da Educação cedeu às reivindicações dos docentes. Esta situação pode revelar a outras áreas da administração pública que as contestações e as greves podem compensar. Ou seja, que o Governo não tem força política para fazer os cortes previstos e já anunciados. A troika duvida da vontade e da capacidade do Executivo para executar os 4,7 mil milhões de euros de cortes na despesa pública.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/06/e-alguem-ve-com-bons-olhos-a-sua-permanencia-ca/

22 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,


  1. a troika não manda em terra alheia

    • marta on 29 de Junho de 2013 at 23:25
    • Responder

    o nosso governo já cortou mais na educação ,,,, comparando com que a troika proponha! não entendi este post, arlindo.


    1. Pois cortou, mas a troika quer mais. Espero que não surjam pressões externas para o entendimento ficar apenas pelas actas.

    • caos on 30 de Junho de 2013 at 12:02
    • Responder

    Triste “país” este”! Onde o “governo” não tem autonomia nem para negociar com sindicatos.
    Quem é esta gente que tanto exige? É verdade que nos emprestam dinheiro, mas também é verdade que lhes pagamos juros absurdos que estão na base de todos os nossos problemas. Ajuda? Será?


    1. Talvez esteja na altura de pedir contas a quem os chamou, a quem não soube gerir o país (pela 3ª vez).

    • João Martinez on 30 de Junho de 2013 at 13:08
    • Responder

    Não se percebe porque razão nem sindicatos nem MEC salvaguardaram a situação dos professores com mais de 50 anos.
    A falta de consideração pela idade das pessoas atingiu um ponto CHOCANTE!
    Será que alguém ainda fará alguma coisa pelos professores mais velhos?
    Ou será que vão deixá-los apodrecer na requalificação?

      • m.elis on 30 de Junho de 2013 at 13:29
      • Responder

      Não quero e não goste de alimentar guerrinhas, mas ao ler este comentário lembrei-me que o que está em voga é exatamente o contrário. Os professores mais novos acham que os “velhadas” são os culpados de tudo. Às vezes parece que desejam o, vou ser branda, afastamento dos “cacos”!! Lixo com eles!

      É o exemplo típico de “casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão”!
      Estamos com um problema sério de emprego, para novos e menos novos! Devemos unir-nos e não separar-nos 🙂


      1. nem mais…

    • KukaMona on 30 de Junho de 2013 at 13:42
    • Responder

    Como já disse muitas vezes os Sindicatos estão a festejar uma mão cheia de nada…
    As Escolas continuam a aplicar o que estava escrito na lei, por exemplo no que se refere aos horários, e das pessoas que pediram as reformas… entretanto entra tudo de férias, em Setembro logo se vai ver…


    1. Quando as escolas tiverem de declarar as necessidades para 2013/2014 e indicarem os horário “zero” é que tem de haver orientações de acordo com o entendimento assinado.

        • KukaMona on 30 de Junho de 2013 at 15:56
        • Responder

        Então e a distribuição das horas de DT só se faz nessa altura também? Como é visto se há as tais 6 horas de letiva? com ou sem DT?

        • KukaMona on 30 de Junho de 2013 at 16:45
        • Responder

        Eles vão adiar isto ao máximo em Setembro quando a mal for toda colocada (às custas dos Contratados) eles vão vir dizer “estão a ver isto estava tudo controlado, tudo previsto não há horários zero e não há mobilidade” que se lixem (novamente) os milhares de contratados que vão ter de dar o lugar…

    • João Pestana on 30 de Junho de 2013 at 14:13
    • Responder

    O que me parece é que haverá que ajustar salários.
    O que sei é que os colegas que de “topo de carreira” (LIMPOS) ganham um “bocadinho” mais do que os colegas que ganham 1100…
    Não há velhadas… e contra mim falo… acho que entre escolha de desemprego para TODOS designadamente os mais novos… escolho em qualquer hora reajuste de ordenado… (Não ganho 2000 nem 1100) …. e estou cansado de ouvir o “coitadinho” de uns para outros.
    Raios de profissionais estes! (alguns destes pelo menos).
    E deixem-se de conversas fiadas p.f….
    Face ao que se vê hj… 1100 não é muito, aceito todo o dia, mas é mais do que muita da pop portuguesa tem… e se calhar,,, os valores mais elevados serão um “bocadinho” diferente…

    • :(... on 30 de Junho de 2013 at 14:26
    • Responder

    Não se percebe é porque é que a troika não vê também com maus olhos todas as nomeações que já foram feitas por este governo (tantas nomeações…, tanta gente “especialista” mal acaba de sair da universidade, enfim…), as regalias de que os políticos continuam a usufruir, etc… Aí sim, tinha toda a razão para “ver com maus olhos”!!

      • Contribuinte on 30 de Junho de 2013 at 17:02
      • Responder

      E as reformas vitalícias dos ex-presidentes da república. políticos, autarcas, ex-presidentes das assembleias da república e regiões autónomas, subsídios de renda dos juízes e deputados?

    • Alberto Miranda on 30 de Junho de 2013 at 14:53
    • Responder

    E os senhores da TROIKA o que acham disto:
    “Estado injecta 1,1 mil milhões de euros no Banif”
    Digo eu: mas por carga de água o estado tem que ajudar um banco privado? E nós cidadãos que pagamos impostos temos a ver com isso? O estado não devia ter outras prioridades? A Educação e a Saúde nomeadamente?

    • Xana G. on 30 de Junho de 2013 at 21:42
    • Responder

    Desculpem lá!!! Mas o Governo cedeu nalguma coisa? Então o Ministro não disse que o que ficou acordado era o que ele próprio já tinha proposto??? E que tudo não tinha passado de uma birra dos Sindicatos e de umas greves sem sentido??? Nâo estou a perceber… 😉

      • anónimo on 30 de Junho de 2013 at 23:47
      • Responder

      Sim o Governo quis ceder antes da greve geral de profs, dia 17, parece que a Pró-Ordem queria chegar ao entendimento nessa fase, mas os 2 sindicatos precisavam de fazer 1ª a greve para (re)ganharem autoridade sobre os zecos.

    • Frankie on 1 de Julho de 2013 at 11:55
    • Responder

    Greve do dia 27.06 na minha escola: 5 assistentes técnicos, 3 assistentes operacionais e 3 professores num universo de cerca de 150 pessoas.
    E depois não querem que a troika mande e desmande em Portugal?

    • Margarida on 1 de Julho de 2013 at 12:57
    • Responder

    Se o Governo for buscar o dinheiro desviado por alguns médicos em prejuízo do sistema nacional de saúde, tal como foi recentemente noticiado, já não precisava de atacar desta forma alguns sectores profissionais. Parece-me que a classe docente foi eleita como alvo a abater por este governo. E já agora, será que a Troika não tem uma página no FB para que se possa postar a enorme vergonha das chorudas reformas vitalícias dos políticos que trabalham apenas meia dúzia de anos, já para não falar em ” milhentas” outras poucas vergonhas dos nossos políticos, entidades bancárias, etc, etc,


  2. Este governo quis a troika. Disse, várias vezes, que queria ir além da troika Escudando-se atrás da mesma, sentia-se confortável para lançar o maior ataque aos portugueses e desgraçar portugal, principalmente a nossa juventude…Será que ainda há futuro?


    1. Então não foi o anterior governo que “meteu” cá a troika? Tem memória curta?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: