Pela José Gomes Ferreira

Venho comunicar-lhe mais uma situação escandalosa e ILEGAL, referente às Ofertas de Escola.

Na Escola Secundária José Gomes Ferreira, em Lisboa, diversos professores que se candidataram a horários existentes na escola, e que têm a sua candidatura válida na Plataforma do SIGRHE, não aparecem nas Listas Ordenadas Provisórias publicadas na página electrónica da escola.

Esta situação ocorre em horários de diversos grupos.

A situação foi detectada no dia 11 de setembro e hoje, dia 13, ainda se mantém, apesar de ter dado origem a diversas queixas  apresentadas pelos candidatos (por correio electrónico, telefone, carta registada e, inclusivamente , no livro de reclamações da escola).

Diversos candidatos deslocaram-se à DGAE, a fim de exporem o problema. Na DGAE afirmaram-lhes que a aplicação informática do Ministério ordena, pela sua graduação profissional, todos os candidatos cuja candidatura esteja válida. Pelo que, se algum candidato não consta da lista publicada pela escola, isso deve-se a manipulação da lista pela Direcção da escola.

Obrigada!

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/09/pela-jose-gomes-ferreira/

49 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Ana Silva on 13 de Setembro de 2012 at 16:50
    • Responder

    É uma vergonha o que se passa com as Ofertas de Escola… Continua o amiguismo e as CUNHAS!! É preciso fazer algo urgente!!!!

      • Margarida Rodrigues on 13 de Setembro de 2012 at 19:32
      • Responder

      Colega Ana Silva em relação há escola José Gomes Ferreira posso garantir-lhe que não é amizades ou cunhas pois eu estive lá o ano passado e posso dizer-lhe que nem eu nem os restantes colegas que trabalharam comigo foram chamados para uma única entrevista. 🙁

        • Alexandra on 13 de Setembro de 2012 at 23:46
        • Responder

        Eu tb estive no agrupamento ( na Pedro). Tb pensava assim. Desapareci dos 4 horários a que concorri!
        Eu e mais umas centenas de colegas…
        Mas aposto que há alguém…

        • Filomena on 14 de Setembro de 2012 at 11:07
        • Responder

        Isso é o que diz toda a gente.
        As Teips é um monte de cunhas e depois vêm para aqui desmentir a dizer que não fica lá quem já lá trabalhou.
        ALDRABONA

        • Sérgio Oliveira on 14 de Setembro de 2012 at 18:42
        • Responder

        Colegas, não me levem a mal, estamos todos no mesmo barco, mas não acham que um professor deve ter uma escrita irrepreensível? “As Teips é”??? Ou (mais acima) “em relação há escola (…) não é amizades”… Lembrem-se que não somos só nós que lemos os comentários e que a imagem que deixamos é a da classe profissional, e não apenas a pessoal.

      • lol on 14 de Setembro de 2012 at 11:29
      • Responder

      Para os “astronautas” que desconhecem o programa e ofendem pessoas dignas e profissionais aconselho leitura dos diplomas que regulamentam o programa TEIP. Comecem por aqui:

      Despacho Normativo nº55/2008, de 23 de Outubro de 2008

        • Ricardo S. on 14 de Setembro de 2012 at 18:45
        • Responder

        As Teip são sempre boas para as carçaças do quadro estarem bem instaladas. Uns porque compraram casa em frente à escola, outros porque podem ir a pé para escola e não precisam de ir a concurso de 4 em 4 como os outros nas escolas pseudo normais.
        Primeiro, aos contratados não podem concorrer em concurso às Teip, porque o perfil não é adequado.
        Subitamente em oferta de escola já se lembram destas almas samaritanas que são carne para canhão.
        Dão-lhes o piores horários, obrigam-nos a serem dt´s, obrigam-nos a dar não sei quantas horas a mais sem serem pagas,
        projetos para aqui e para li e no fim um chuto. E os do quadro sentados a encherem a pança sem trabalharem nada e a arranjar conflitos com os que realmente trabalham.
        E ainda no meio disto impera a cunha ou para o primo ou para o sobrinha que nem curso de professores possui e não passamos desta corrupção ativa e visível.

      • JOSÉ on 14 de Setembro de 2012 at 18:58
      • Responder

      Se formos a ver esta escola nem é assim tão problemática como se pensa.
      Isto interessa é tornar escolas em TEIP para assegurar vagas e estabilidade ao profs do quadro.
      Então o que é que essa gente que lá trabalha pega e faz: dão as piores notas aos alunos de modo a terem insucesso, é muito simples. Recusam-se a ensinar e ajudá-los e depois lá andam eles 3 e 4 anos no mesmo ano até se desmotivarem que é o que se passa nesta escola.
      E cada vez há mais escolas TEIP porque lhes convem.
      Não me venham tapar os olhos com aquilo que vi.

      • Anocas on 14 de Setembro de 2012 at 20:10
      • Responder

      O projeto deste agrupamento era “AMIGOS DA PEDRO” agora passa a ser “AMIGOS DO ESPERANÇA” com ISTO TUDO, parece-vos bem?

    • raquel on 13 de Setembro de 2012 at 16:51
    • Responder

    Eu fui uma dessas lesadas…da DGAE já obtive resposta…fizeram chegar à escola que estavam informados e solicitavam rectificações..da IGE minha queixa ainda esta em processo de analise…

    No meu caso foram dez ofertas do 110…em nenhuma aparece meu nome…telefonicamente foi-me negado esclarecimentos do porque e grosseiramente desligaram-me na cara…dai fiz chegar queixa via e-mail, via fax, via carta registada, e ainda informei a DGAE e a IGE…

    Soube de testemunhos de colegas que tiveram a oportunidade de estar cara a cara com o Sr. director Manuel Esperança e que este foi duma estrema falta de educação e arrogância irónica…

    provavelmente nem vindo nas listas alcançarei a vaga para mim, mas pelo menos exigi o respeito que qualquer candidato merece, ver o seu nome na lista de candidatos.

    • Prof.ª (Des)empregada on 13 de Setembro de 2012 at 16:53
    • Responder

    No 520 aconteceu-me o mesmo no Horário 21, da respetiva escola!…

    • ClaraMar on 13 de Setembro de 2012 at 16:53
    • Responder

    Eu já denunciei na IGE, acpnseçhp a todos que façam o mesmo!


  1. Também me aconteceu o mesmo em todos os horários do grupo 110!
    Que filme! Não se revoltem não!
    Dia 15 é dia de luta!

      • Otília on 14 de Setembro de 2012 at 0:06
      • Responder

      Filipa:

      Não te esqueças de também vires à concentração em frente à escola José Gomes Ferreira, amanhã, sexta-feira, às 16:00 horas.

      Vamos manifestar a nossa indignação.

    • Sónia on 13 de Setembro de 2012 at 17:13
    • Responder

    manifesto a minha indignidade fase a esta situação, pois candidatei-me a 3 horários para a referida escola e também não consto na lista de ordenação no entanto constatei telefonicamente a escola em questão e a funcionaria dos serviços administrativos informou-me q tinham chovido queixas neste sentido. Contudo já tomei as medidas indicadas…apelo q todos os colegas q estejas nesta situação não fiquem parados isto é uma vergonha…VIVA PORTUGAL

    • 110 on 13 de Setembro de 2012 at 17:47
    • Responder

    É GRITANTE O QUE SE ESTÁ A PASSAR NO AGRUPAMENTO JOSÉ GOMES FERREIRA

    Não só desaparecem com candidatos como a graduação de alguns deixa muito a desejar …vejamos o caso da candidata, Daniela Sofia Faria Guerra com graduação profissional na lista de ordenação da referida escola de
    25,742 e na lista de ordenação da DGRHE de 19,871. Isto é mesmo gozar à descarada….
    Agradecia q divulgassem está desonestidade…

      • Inês VF on 13 de Setembro de 2012 at 22:52
      • Responder

      Deve estar enganado/a, ou então a escola já rectificou a lista. Essa candidata apresenta 19,871 de graduação profissional na lista da JGF.


  2. Houve malta que foi mal informada pelo ministério de educação e que colocou o tempo de serviço até 31 de Agosto de 2012 e por isso as graduações podem estar alteradas, mas essas situações terão de ser todas retificadas!
    Agora de 19,871 pata 25,742 só se o ano letivo da colega tiver alguns 1365 dias!

    • Paulo on 13 de Setembro de 2012 at 18:40
    • Responder

    A mim aconteceu o mesmo. Fui várias vezes à escola e só hoje alguém falou comigo, mesmo assim não fui esclarecido. Enviei um e-mail e relatar o caso, mas ninguém me respondeu. Estou disposto a ir com isto para a frente. Se tiverem uma minuta para reclamar coloquem aqui.

    • Paulo on 13 de Setembro de 2012 at 18:52
    • Responder

    Acabei de enviar o seguinte e-mail para a DGAE, façam o mesmo e digam outras formas de repor a verdade.

    Ex.mo Sr. Diretor da

    Direção-Geral da Administração Escolar – DGAE
    Lisboa

    Eu, …., professor profissionalizado do grupo de recrutamento ……, com o n.º de candidato , venho por este meio apresentar reclamação em relação à seguinte situação:

    Tendo sido opositor ao concurso de contratação de escola para os horários número …., do grupo ….., na Escola Secundária José Gomes Ferreira, código 171694 constatei que o meu nome não consta das listas publicadas. Tendo eu efetuado a candidatura na plataforma de forma correta contactei a escola para que a situação fosse investigada e que o meu nome constasse nas listas graduadas, no entanto não me foi dado qualquer esclarecimento.
    Venho por este meio pedir a Vossa Ex.ª que coloque equidade nesta candidatura
    Com os melhores cumprimentos,

    Lisboa, 13 de Setembro de 2012

    O Professor,
    _________________________________

      • Tiago Leite on 13 de Setembro de 2012 at 19:38
      • Responder

      Paulo, uma adenda: o código do AE é 401973. O código 171694 é do Agrupamento de Escolas Damião de Góis.
      Abraços

      • lol on 14 de Setembro de 2012 at 11:30
      • Responder

      Só revela pouca seriedade nas acusações.

    • Sana on 13 de Setembro de 2012 at 18:55
    • Responder

    Aconteceu-me o mesmo a mim em todos os horários a que concorri do grupo 300. Aconselharam-me a enviar mail para a escola a pedir esclarecimentos…

    • marilu on 13 de Setembro de 2012 at 19:21
    • Responder

    aconteceu me o mesmo ……grupo 300…isto é uma vergonha…. ninguem denuncia estes casos? Chamem a TVI ……

    • Pedro on 13 de Setembro de 2012 at 19:44
    • Responder

    Se na vossa aplicação aparece a candidatura ao horário, então há prova em como concorreram! Se a escola se arma em parva, então enviem o caso para as entidades competentes! Não se calem!!! Eles vão ficar fartos de tanta reclamação!!!

    • Otília Marques on 13 de Setembro de 2012 at 19:45
    • Responder

    Colegas:
    Amanhã, às 16:00 horas, há uma manifestação de professores em frente à escola José Gomes Ferreira, em Benfica, perto do Centro Comercial Fonte Nova.
    Vamos estar TODOS presentes, para mostrarmos a nossa indignação!
    Passem a palavra e não venham sozinhos.
    Unidos venceremos!

    • Ana S. on 13 de Setembro de 2012 at 22:04
    • Responder

    Para onde enviamos a reclamação? Qual o contacto de e-mail ou morada? A mim também me aconteceu o mesmo!

      • raquel on 13 de Setembro de 2012 at 23:31
      • Responder

      correio@dgae.min-edu.pt
      ugmc@dgae.mec.pt
      DGAE.MEC@dgae.mec.pt
      gabinete.seeae@mec.gov.pt
      igec@igec.mec.pt
      incluindo o mail da escola que se encontra na pagina do agrupamento , tem um mail directo para a direcção

        • Inês Saraiva on 14 de Setembro de 2012 at 19:48
        • Responder

        Ainda bem que colocaste estes mails todos. É que também já fiz queixa para todo o lado e ainda para a Presidência da Republica a denunciar esta situação toda.
        Queria ele que eu ficasse a ver o filme de fora enquanto punha lá figurantes amigos e reles da laia dele .

      • Otília on 14 de Setembro de 2012 at 0:16
      • Responder

      As reclamações devem ser enviadas, QUANTO ANTES, para:

      1- Diretor da Escola ou Agrupamento (com registo e aviso de recção).

      2- Para O Ministro da Educação e Ciência ( Av. 5 de Outubro, 107, 1069-018 Lisboa)

      3- Ná página da IGEC, preencher o formulário eletrónico que lá se encontra

      4- DGAE – Direcção-Geral Da Administraçao Escolar ugmc@dgae.mec.pt

        • Carlos Alpoim on 14 de Setembro de 2012 at 18:35
        • Responder

        Obrigado Otília
        Mais uma queixa enviada para a IGEC e DGAE.
        Pensa que pode fazer tudo ou quê, hein? Pacóvio

      • lol on 14 de Setembro de 2012 at 11:36
      • Responder

      Envia para o Arlindo, os outros são TODOS curruptos.
      Já agora anexem também as reclamações que os Srs. Diretores fizeram nos últimos 3 anos, relativas à quantidade de pessoas integras como vós desistiram dos horários que aceitaram em TEIPs. Alguns já o estão a fazer de novo após a saída das RR.

    • Vânia on 13 de Setembro de 2012 at 22:14
    • Responder

    Este diretor é um vigarista, concorri ao 1º ciclo e ele não me pôs nas listas.
    Vou fazer queixa dele à DGAE e ao IGE, vou dar cabo dele.
    Reina o mundo da cunha e está tudo dito.

    • LUCIA on 13 de Setembro de 2012 at 22:19
    • Responder

    Fez-me precisamente a mesma coisa. Irei fazer queixa dele e estarei lá em frente à escola no dia da manifestação.
    Pensa que pode fazer tudo ou quê.

    • Maria João on 13 de Setembro de 2012 at 22:25
    • Responder

    A mim aconteceu-me precisamente a mesma coisa. MAs irei fazer queixa dele e irei estar presente na manifestação.
    Deve pensar que é o rei da escola, não. Parvalhão de um raio, só me apetece arrancar-lhe os olhos

    • João on 13 de Setembro de 2012 at 22:35
    • Responder

    Já estou farto destas ofertas rídiculas em que os lugares já estão escolhidos para os amigos.
    Como é que este tipo de director suja as suas mãos por tão pouco.
    Temos que lhe fazer uma espera à saída escola e dar-lhe uma coça.
    Só assim é que aprende.

    • Julieta on 13 de Setembro de 2012 at 22:44
    • Responder

    É lamentavel o que se passa neste agrupamento, é uma pouca vergonha, desligaram-me o telefone na cara. O gajo é um mentiroso, odei-o e já lhe estou com pó que até já nem me apetece lá dar aulas enfim

    • Vera Escaleira on 13 de Setembro de 2012 at 23:29
    • Responder

    Eu não percebo… O Programa TEIP, para aqueles que não sabem, Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP2) foi relançado através do Despacho Normativo nº55/2008, de 23 de Outubro de 2008 e visava a territorialização de políticas educativas segundo critérios de prioridade e de discriminação positiva em contextos socioeducativos particulares. Ora eu não me lembro de nessa altura muita gente que aqui reclama querer sequer trabalhar perto de uma escola assim! Agora digladiam-se… São injustas, sim, as colocações que são feitas, com os critérios mais descarados! No entanto entanto também reconheço que muitos colegas que hoje são convidados a ficar nessas escolas tão especiais, foram em tempos, os sacrificados a trabalharem em contextos muito difíceis!Não lhes deve ser dado algum crédito? Questiono-me se continuassem a aparecer as centenas de horários em outras escolas se haveria tanta polémica… questiono-me se entre ficar numa escola TEIP a 10 km ou noutra escola sem ser TEIP a 20km muitos não optariam pela mais distante??? Aconselho a lerem «Quem mexeu no meu Queijo? »de Spencer Johnson, M. D., Prefácio de Kenneth Blanchard, Ph.D.
    … falo eu, professora contratada, desempregada, a concorrer tal como muitos a ofertas de escola TEIP, e que nunca ficou colocada em nenhuma!!

    Read more: http://www.arlindovsky.net/2012/09/opinioes-e-taransky/#ixzz26OKeOI00

      • Otília on 14 de Setembro de 2012 at 0:20
      • Responder

      Vera:

      O que os professores que aqui manifestam a sua indignação pretendem, é APENAS, o cumprimento da Lei. (Decreto-Lei 132/2012 que todos deveríamos conhecer).

    • prof.contratada on 14 de Setembro de 2012 at 10:20
    • Responder

    Olá. Entendo a angústia de todos, tb eu não me encontro nas listas de um grupo de recrutamento para qual concorri. Mas encontro-me no outro. Conheço pessoas que trabalharam nessa escola no ano passado e posso garantir-vos que até ao momento não há amiguismos nem pessoas favorecidas. Todos aqueles que conheço que lá trabalham tb não foram chamados. Certamente ocorreu um erro que espero vir ser explicado e corrigido. Há que dar tempo ao tempo, até porque, se repararem nas listas para esta escola concorreram mais candidatos do que para outras.

    Relativamente aos critérios das TEIP oferecerem prioridade a quem lá esteve, eu estou, EM PARTE, de acordo. Pois se no concurso nacional tal é feito porque não o mesmo critério prevalecer nessas escolas. O que sinto é que de um momento para o outro muito gente, lembrou-se que existem as TEIP e já não se importa de ir trabalhar para longe de casa. Mas e aqueles que desde que começaram a trabalhar se sacrificaram e já foram p as ilhas ou então estão sempre a centenas de quilómetros longe de casa, em escolas TEIP, ou noutras? Pois bem, será que esses não têm direito a serem reconduzidos, só porque têm menos graduação do que outros? A mim também já me aconteceu isso nos anos anteriores, que fui ultrapassada por imensas pessoas com menor graduação ou então por outras sem habilitação profissional. Claro que me senti injustiçada e desesperada. Mas assim que consegui um lugar numa TEIP, também acho que merecia o mesmo que os outros, ser reconduzida. Talvez isso não vá acontecer. O que quero aqui dizer é que só nos lembramos dos outros quando estamos bem, porque quando estamos mal dizemos que tudo é uma injustiça. Se assim for, então não é só as ofertas de escolas que deviam mudar, mas sim o concurso nacional, n deveria tb permitir a recondução, pk mts desses candidatos reconduzidos tb têm graduações inferiores a mts que este ano ficaram de fora.

    Acho que o que deve ser feito não é criticarmos este ou aquele colega, mas sim unirmo-nos. Claro que se detectarmos irregularidades na graduação de outros, isso sim, denunciar logo. Pois uma coisa é pensarmos que o tempo de serviço seria contado até 2012, outra coisa é aumentar para o triplo esse tempo de serviço.

    Colegas desejo que consigamos brevemente uma colocação.

      • HD on 14 de Setembro de 2012 at 11:22
      • Responder

      Eu também estive 5 anos nas Ilhas não venha com essa desculpa…
      Agora, se existe uma lista de graduação é para ser respeitada no mínimo.
      Num grupo sou o 1700 e fui ultrapassado por 5 meninas que têm do numero 3000 para a frente.
      Noutro grupo estou em 5 mas fiquei fora pq não atingi o minimo de 9,5 valores nos sub-criterios, dos quais 30% era termos trab em TEIP… e outros 10% para o conhecimento do project educativo e proj TEIP (qualquer pessoa só tem conhecimento dos mesmos quando fica colocado numa escola). No proximo verão vou ler os projetos de todas as escolas do alentejo e no ano seguinte do Algarve.
      Eu trabalhei em escolas nas ilhas que eram piores do que TEIP apenas não tinham esse nome (Rabo de Peixe e Câmara de Lobos), já dei aulas em est. Prisionais. Mas, a minha experiencia em TEIPs é 0.

      Desde o ano passado que tenho vindo a avisar em diferentes blogs as contratações em TEIPs, inclusive mandei reclamações para o ministério que me respondeu que a escola era autonoma para colocar o candidato pretendido (mesmo não sendo do grupo que era o caso).
      Já estou esgotado destes concursos e desses meninos que só sabem o que é trabalhar numa escola TEIP pq foi a unica coisa que fizeram. Deviam colocar nas outras ofertas de escola “tempo de serviço em escolas normais?” Se é que elas existem…

        • prof.contratada on 14 de Setembro de 2012 at 14:05
        • Responder

        Não trabalhei apenas em TEIP, se é o que quer insinuar. Para seu conhecimento a minha segunda escola de trabalho foi em Rabo de Peixe e sei muito bem o que é trabalhar em escolas bem piores do que algumas TEIP. Mas a verdade e como eu disse muitos de nós professores lembramo-nos apenas agora de concorrer às escolas TEIP! Quantas são as pessoas que conhece que sempre trabalharam perto de casa e que agora porque não têm emprego já ponderam na hipótese de concorrer para uma TEIP qa Km de distância? Ceratmente conhece vários. E acha justo, se calhar muitos dos seus anos de trabalho foram de sacrificio longe de casa enquanto outros conseguiram ter trabalho e ao mesmo tempo organizar uma vida pessoal!

        Isso é que me revolta…. sempre trabalhei longe de casa, fiz sacrificios e não fiquei à espera de só ser colocado mais tarde, lutei sempre por entrar nas primeiras colocações, mesmo que isso me obrigasse a deslocar para longe. Fi-lo porque gosto da profisão e porque sabia que tinha de sacrificar para poder ganhar tempo de serviço.

        Eu não estou do lado de quem tem menos graduação. Não é isso! Mas se uns conseguem recondução eu também posso reclamar por ela, também está no meu direito! Apesar de nem todas as escolas TEIP estarem a fazer recondução!

        Não adianta estarmos para aqui a atirármos pedras uns aos outros. Apenas manifestei a minha opinião como direito que tenho enquanto cidadão, não preciso que me odendam porque não estou aqui com essa intenção.

      • Rui on 14 de Setembro de 2012 at 11:27
      • Responder

      Não vejo transparência nenhuma nestas ofertas de escola. Os directores já escolheram quem querem meter lá à força toda arranjando sempre uma maneira e neste caso eliminou quem concorreu a mais do que um grupo. Porquê?
      Porque é um vigarista de baixo nível como todos os outros que andam armados em chefões mandões que depois não prestam para nada.
      Até já ouvi dizer que até só lá entra os alunos que ele quer porque tem muitos conhecimentos.
      Agora não me venham tapar os olhos, esta oferta está viciada.

    • Lili on 14 de Setembro de 2012 at 11:53
    • Responder

    E só uma achega: este diretor da Gomes Ferreira é o Presidente do Conselho de Escolas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • rosie on 14 de Setembro de 2012 at 13:53
    • Responder

    Estou cansada de tanta confusão… há quatro anos atrás quando concorri pela primeira vez a TEIP’s , os colegas com quem fui falando, e não eram poucos todos troçaram de mim por ir para lá trabalhar, mas porque gosto realmente daquilo que faço fui. Nesse ano, por ser possível rescindir as vezes que quisesse, vi a escola ficar praticamente vazia, porque toda a gente só queria as escolas “ditas normais”. Os anos que seguiram foram difíceis, sim porque eu estava efectivamente numa escola TEIP onde numa só turma não temos 1 ou 2 casos especiais, são praticamente todos. E quando falo especiais não falo em NEE’s porque só o ano passado tive 5, sendo 1 dele CEI.
    Resultado do meu esforço foi zero, porque o meu agrupamento decidiu cumprir a lei e como tal não foi possível renovar com os professores que durante os últimos anos deram o corpo ao manifesto (como sucede no concurso nacional, e que ninguém reclama), em detrimento daqueles que preferiram uma vidinha mais tranquila.
    Em suma, o problema de estarmos como estamos é nosso e só nosso pois em vez de andarmos aqui a perseguir-nos uns ao outros, deveríamos era juntar-mo-nos todos, como fazem os outros profissionais. Enquanto continuarmos com guerrilhas com o vizinho do lado vamos continuar a ser tratados como LIXO!!!

      • prof.contratada on 14 de Setembro de 2012 at 14:10
      • Responder

      Haja alguém como a Rosie que me compreende:-)

      • Carla on 14 de Setembro de 2012 at 17:26
      • Responder

      Lixo é este diretor e as pessoas que ele lá mete a trabalhar com cunha, isso é que me revolta muito.
      É lamentável o ensino que se diz público estar a fazer o que o ensino privado faz.

    • Maria on 14 de Setembro de 2012 at 17:31
    • Responder

    Lixo é esse diretorzeco de nariz empinado e essa gente que ele lá mete com cunha a trabalhar.
    Revolta-me imenso esta podridrão de querer comparar uma escola pública a uma instituição privada.
    Mas estamos aonde afinal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog