Identificada professora suspeita de ter divulgado exame de português

Identificada professora suspeita de ter divulgado exame de português

 

 

A professora que terá divulgado as informações relativas ao exame nacional de português que circularam nas redes sociais já foi identificada pelas autoridades, revela o semanário Expresso.

 

 

Já foi identificada a professora suspeita de ter divulgado informações sobre o exame nacional de português do 12.º ano, escreve este sábado o semanário Expresso. Segundo o jornal, a origem da fuga de informação é uma professora de uma escola pública da Grande Lisboa que está envolvida na preparação dos exames nacionais.

A docente dá explicações a alunos do ensino secundário, e terá sido numa dessas sessões de explicações que as informações relativas ao exame foram divulgadas. Na altura, uma aluna divulgou um ficheiro áudio através da rede social WhatsApp em que descrevia algumas das informações que tinha obtido pela explicadora de uma amiga:

Ó malta, falei com uma amiga minha cuja explicadora é presidente do sindicato de professores — uma comuna — e diz que ela precisa mesmo, mesmo, mesmo e só de estudar Alberto Caeiro e contos e poesia do século XX. Ela sabe todos os anos o que sai e este ano inclusive. E pediu para ela treinar também uma composição sobre a importância da memória…”, ouve-se no ficheiro áudio.

De acordo com o Expresso, já não é a primeira vez em que esta professora, que há vários anos faz parte do grupo que prepara a prova de língua portuguesa, está envolvida numa polémica do género. Já tinha havido, em anos anteriores, suspeitas não concretizadas de que a explicadora tinha informado os seus alunos da matéria a ser incluída no exame.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2017/07/identificada-professora-suspeita-de-ter-divulgado-exame-de-portugues/

7 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • TáBonitoTá on 8 de Julho de 2017 at 18:52
    • Responder

    Já havia suspeitas em anos anteriores e ela nunca foi afastada? Espero que desta vez se faça justiça e seja expulsa.

  1. Espero que esta senhora seja excluída desta profissão para sempre.

    • Fátima Carvalho on 9 de Julho de 2017 at 13:48
    • Responder

    A punição deve ser exemplar, afastando-a definitivamente dos alunos.. Mau exemplo.

    • Figueiredo on 10 de Julho de 2017 at 10:59
    • Responder

    Não sendo simpatizante de exames, sempre os entendi, particularmente no final do secundário, como forma de nivelar pela mesma bitola, como uma forma de justiça relativa. Tal entendimento esvai-se quando se percebe que as pessoas que fazem os exames dão explicações de preparação para o mesmo!!!??? Quantos alunos? A senhora não leva telemóvel para o IAVE e depois? Fazem-lhe uma lavagem cerebral à saída? Não pode divulgar os conteúdos da prova e depois? Basta trabalhar mais aqueles assuntos que se sabe irem sair? Estamos todos loucos? Deve ser a isto que chamam república das bananas!!! Gostava de acreditar que este é um caso isolado, mas não creio. Como pai e como professor estou nauseado!!!

    • VazCristina Vaz on 10 de Julho de 2017 at 14:41
    • Responder

    Por isso ganham bem com explicações….será que vai ser punida???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: