Quadro Síntese das Colocações em 2006 e 2009

… a antecipar a publicação das listas de colocações de 2013.

De acordo com esta sondagem a maioria das respostas diziam que seriam menos de 1000 as colocações neste concurso de 2013.

Eu era capaz de apostar no intervalo entre 1000 e 3000 mil, já que pelos menos 618 colocações vão acontecer.

Vamos aguardar a publicação tardia destas listas que pode atrasar para o mês de Agosto a manifestação de preferências para a mobilidade e a contratação.

 

2006-2013

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/07/quadro-sintese-das-colocacoes-em-2006-e-2009/

14 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • trill on 15 de Julho de 2013 at 11:43
    • Responder

    o que queremos saber é que acordo foi feito para o MEC ter tido o à-vontade para mandar quem não tiver 6 horas (3 turmas nas “expressões”!!!) atribuídas ter obrigatoriamente que concorrer á mobilidade interna (7 concelhos em Lisboa!!!!). O resto é conversa de entreter idiotas.

    Já agora as gravações das negociações onde estão?

    • trill on 15 de Julho de 2013 at 11:45
    • Responder

    então não foi assinado que as co-adjuvações e todo o trabalho com os alunos contam como horas letivas? Que raio de incompetência dita que não se salvaguarda os truques de chico-espertismo, sabendo os sindicatos dos truques anteriores?

      • trill on 15 de Julho de 2013 at 11:47
      • Responder

      ou seja: sabendo os sindicatos dos truques anteriores porque é que não exigiram que fosse elaborado um despacho de raíz? O que os levou a pressupôr – tendo em conta o passado – que o governo é “pessoa de bem” e que não iam acontecer novos truques?

        • Maria on 15 de Julho de 2013 at 19:01
        • Responder

        Creeeedo, que azedume trill!… Aproveite as férias que vêm aí. 🙂

    • touaki on 15 de Julho de 2013 at 12:26
    • Responder

    Lamento discordar do “post” mas se forem colocados nos quadros 300 novos já será muito demais… mas mesmo muito demais . Parece estar toda a gente a esquecer que há pessoal dos quadros em escolas com vagas para fechar que se candidataram a lugares onde havia vagas positivas… Novos elementos do QA/QE deverão chegar os dedos das mãos e dos pés. Não é ser pessimista mas no final, o Arlindo que faça as contas….

    1. Era para ter já preenchido com zeros as colocações de 2013 no concurso externo. Não é difícil adivinhar que é isso que vai acontecer. E na coluna dos QZP a grande probabilidade é que os únicos QZP a entrar sejam os das regiões autónomas.

      • Paulo Pereira on 15 de Julho de 2013 at 19:58
      • Responder

      Atenção que o MEC conta como colocações todos os movimentos de colocações (dança das cadeiras). Contudo serão muito baixas este ano as movimentações e menos ainda as novas entradas pois muitas das movimentações serão de professores em escolas com vagas negativas e assim quando ocupam já não libertam.
      Aposto em menos de 400 a movimentarem-se.
      Acho que o computador vai fazer aquilo em cinco minutos… mal abre o processo fica logo sem vagas!
      Agora podiam era dizer para ligar o computador, certo?!!

    • Nuno coelho on 15 de Julho de 2013 at 12:39
    • Responder

    touaki
    Não se está a falar em novas colocações, mas sim no nº total de colocações.

      • Nuno coelho on 15 de Julho de 2013 at 12:42
      • Responder

      Mais, em análises anteriores feitas pelo Arlindo facilmente se verifica que é quase certo que as colocações serão quase todas, se não mesmo todas, mudanças de quadro ou de grupo.

      • touaki on 15 de Julho de 2013 at 13:52
      • Responder

      O interesse é na inclusão em QA/QE de gente que não está lá! O “dançar de cadeiras” (leia-se grupo e/ou escola) não conta para o totobola! É gente que já está no sistema com lugar num ou noutro lado. Por isso, a meu ver, não conta. É que estamos na base de um concurso externo de provimento, ou estou equivocado? Se eu tiver 1500 profs do quadro e um se deslocar de uma escola para outra, não deixo de ter 1500…

        • Nuno coelho on 15 de Julho de 2013 at 19:35
        • Responder

        Repito o que disse antes
        Os dados do Arlindo (e a sondagem) dizem respeito ao número total de colocações e não ao nº de colocações no concurso externo.
        Se as análises que o Arlindo fez anteriormente indicam que a (quase) totalidade das vagas serão para mudança de quadro ou de grupo, isto é, serão no Concurso Interno, isso significa que no Concurso Externo as colocações serão (quase) zero.

        • Paulo Pereira on 15 de Julho de 2013 at 20:00
        • Responder

        «É que estamos na base de um concurso externo de provimento, ou estou equivocado?» estás … é um Concurso Interno e Externo.
        E não vai haver quase nada para os internos, muito menos para os externos. Bom vai ser o de Agosto com os QZP e horários zero a conseguirem escolas bem centrais!

    • Tita on 15 de Julho de 2013 at 14:08
    • Responder

    Uma pergunta, tenho lido em vários sítios falar na manifestação de preferências para os contratados, mas eu já as inseri aquando do concurso. Terei de manifestar novamente?

      • José on 15 de Julho de 2013 at 15:30
      • Responder

      Claro que sim.
      Manifestou preferências para uma hipotética vinculação. Posteriormente terá de o voltar a fazer para contratação.
      Boa sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: