Lugares de Quadro de Agrupamento

Neste fim de semana prolongado resolvi contabilizar os lugares de quadro da portaria 127-A/2007 a que lhe juntei as vagas positivas e negativas do aviso de abertura do concurso de 2009.

De acordo com a portaria 127-A/2007 havia na altura, se o trabalho de conversão do pdf não errou, 102429 lugares de quadro em todas as escolas de Portugal continental a que se lhes juntavam ainda os 31771 docentes em quadro de zona pedagógica. Ou seja, no ano de 2007 existiam 134200 lugares ocupados nos quadros do MEC.

O saldo de 16583 vagas positivas de 2009 permitiu colocar em quadro de agrupamento 20383 docentes dos quadros de zona pedagógica (possivelmente alguns entraram em quadro de agrupamento através do concurso de professor titular mas que não é possível fazer essa contabilização por esse concurso ter sido interno não havendo publicação de vagas) mais 397 docentes contratados.

Ainda recentemente, Nuno Crato anunciou que atualmente existem cerca de 105000 docentes dos quadros. De acordo com estes números posso afirmar que em 6 anos o Ministério da Educação eliminou cerca de 30 mil professores dos quadros através da aposentação. A continuar o ritmo atual de pelo menos 3000 aposentações por ano não se justifica de forma alguma ameaçar os professores com a mobilidade especial porque nos próximos 6 anos mais uma enorme fatia de docentes irá abandonar o ensino da mesma forma.

Ficam aqui os dados da portaria 127-A/2007, mais as vagas positivas e negativas do aviso de abertura de 2009, o número de docentes em QZP que havia em 2009 e no início de 2013. Acresce ainda a estes dados os 603 novos vinculados em QZP através do concurso externo extraordinário mais os lugares criados para professores titulares em 2008 e 2009 que nunca foram públicos.

Uma continuação de boa páscoa.

lugares quadro

ADENDA: retificação do quadro com o número de vagas da portaria nº 127-A/2007 e respetivo texto introdutório, às 22 horas do dia de publicação do post.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/03/lugares-de-quadro-de-agrupamento/

15 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. http://smartforum.educare.pt/index.php?id=81880

    1. quanto à última coluna, os QZP desde 2009 serão:

      100 1921
      110 3522
      200 343
      210 110
      220 216
      230 162
      240 239
      250 144
      260 195

      300 1032
      310 0
      320 27
      330 719
      340 30
      350 0
      400 456
      410 178
      420 242
      430 78
      500 273
      510 316
      520 377
      530 19
      540 1
      550 51
      560 8
      600 209
      610 0
      620 381
      910 0
      920 0
      930 0

      a diferença deve-se, por exemplo, a colocações em TEIP…
      entretanto pode ter havido mais aposentações…

  2. os meus dados da Portaria citada dão-me pequenas variações
    envio tb os meus dados dos QZP antes de 2009

    QE qzp
    100 5865 3648
    110 17291 15279
    200 3187 704
    210 1780 214
    220 3155 557
    230 5111 888
    240 5428 602
    250 1462 249
    260 1965 409
    290 724 0
    300 9545 1508
    310 11 0
    320 565 81
    330 5166 998
    340 23 41
    350 33 0
    400 3418 823
    410 2108 432
    420 2807 443
    430 2289 161
    500 6242 1041
    510 4806 769
    520 4247 976
    530 3413 39
    540 405 15
    550 1841 596
    560 347 11
    600 3070 332
    610 45 0
    620 3936 1106
    910 1982 0
    920 125 0
    930 48 0

    102440 31922

    de qq modo acho que se deve enaltecer o trabalho feito
    podemos ter melhor a noção do roubo de vagas que tem sucedido

    chamo a atenção para que, por muitas vagas que abram em QA/QE (ou QE/QA se preferirem)
    nunca chegarão às mais de 11000 negativas de QZP, fora as negativas de QE/QA (ou QA/QE…)

    1. Ainda bem que tenho alguém com quem confrontar os meus dados. Já verifiquei o erro que tinha que prendia-se com a soma automática de cada coluna.
      Neste momento os números da portaria só diferem em 11 lugares.

    • manuel on 31 de Março de 2013 at 19:07
    • Responder

    Os lugares de quadro para profs titulares foram uma pouca vergonha. Ficou muita gente com lugar de quadro de A/E que por concurso nacional nunca teria lá chegado! Estavam apenas no sítio certo, à hora certa. Acabaram-se os titulares, mas aqueles profs. ficaram bem aconchegados no seu lugarzito. Muitos outros colegas teriam melhor graduação profissional e continuam sem vaga. Uma vergonha. Mas, sobre isso ninguém fala e o Mec não quer saber!

      • João Pires on 31 de Março de 2013 at 21:48
      • Responder

      Concordo!

    • Maria on 31 de Março de 2013 at 22:00
    • Responder

    Obrigada pelo trabalho ultra meritório Arlindo. Continuação de uma boa Páscoa também para si.

    • PipaII on 31 de Março de 2013 at 22:36
    • Responder

    “A continuar o ritmo atual de pelo menos 3000 aposentações por ano não se justifica de forma alguma ameaçar os professores com a mobilidade especial”

    Há grupos que não têm vagas, nem com as aposentações todas que possam existir e vamos ver o que acontece com as mexidas nas cargas curriculares, quantos mais vão perder o lugar….

    • António on 1 de Abril de 2013 at 8:37
    • Responder

    Arlindo,
    É estranho o nº que apresentas para as entradas no quadro: com 16583 vagas entraram 20780 para os quadros?
    Não tenho conhecimento que apareçam vagas posteriormente ao Aviso de abertura, com excepção da deslocalização das mesmas (recuperação de vagas por saída do quadro no concurso).
    Além disso, todas as escolas Teip e com contrato de Autonomia ficaram com muitos lugares em aberto: 1º, no concurso das escolas prioritárias, em que houve vagas não preenchidas; 2º, ao não haver recuperação da vagas no concurso nacional – todos os que saíram deixaram lugar vago.

      • Nuno Coelho on 1 de Abril de 2013 at 14:01
      • Responder

      Antonio
      16583 vagas é a diferença entre o nº de vagas positivas (19228) e o nº de vagas negativas (2645).

        • António on 1 de Abril de 2013 at 16:09
        • Responder

        Eu sei, mas as vagas negativas só significam que não são recuperadas as vagas caso alguém saia para outro quadro, o que ainda diminui o nº de lugares de quadro disponíveis, que é sempre inferior ao nº de vagas positivas.
        Continua válido o meu comentário anterior, pois ficaram muitas vagas por preencher nas escolas prioritárias ( só no meu agrupamento foram cerca de 43).
        Além disso, os lugares de prof titular saíram dos lugares indicados na portaria, com uma ou outra exceção referente aos QZP e aos destacados. Mas isso provocou o acerto (eventualmente negativo) no concurso de 2009.

      1. Não sei quantos qzp em 2008 e 2009 passaram para quadro de agrupamento pelo concurso de professor titular.. E nesse caso já não seriam cerca de 32000 mil docentes em QZP que havia na altura.

    1. http://smartforum.educare.pt/index.php?id=102248

      (…)

      Questiono(-me) sobre números que encontrei

      11302 QE/QA foram colocados, ou deslocados/transferidos?

      17090 QZP foram colocados em QE/QA (mas sairam doutro lugar de quadro; criaram 17090 vagas negativas? (ou foram roubadas?)
      NÃO VEJO EM LADO NENHUM QUE HAVIA 30000 VAGAS NEGATIVAS!
      e ia apostar que teriam de vir assinaladas no aviso de abertura…

      23 LSV (no CONCURSO INTERNO!) READQUIRIRAM LUGAR DE QE/QA!

      SÓ VEJO 389 COLOCADOS MESMO EM QE/QA!

      278 CN + 111 OUTROS = 389 (se somarmos 23 LSV obtemos 412…)
      —————-
      ESQUECE-SE QUE WalterLemos PROMETEU 2600 LUGARES EM QE/QA?

      Foram os roubos (principalmente devidos a uma porcaria – TEIP)?

      DONDE SAIRAM OS MAIS DE MIL professores colocados nas “TEIP”?

      por que (e como) foram os externos impedidos de concorrer às ditas?

      Quantas centenas de professores QE/QA sairam AGORA das ditas TEIP?

      Quem repara que as suas vagas voaram?

      Em 2006 roubaram 1500 vagas, este ano ainda não sei quantas foram no total…
      por lm, 2009.07.11 19:48:59

        • António on 1 de Abril de 2013 at 20:56
        • Responder

        Lm,
        Os professores colocados no concurso das escolas prioritária – Teip e escolas com Contrato de Autonomia – saíram dos QA/QE e dos QZP. Os contratados não puderam concorrer para não passarem à frente dos do quadro e, destes, muitos foram excluídos por não verificarem os critérios desse concurso. Além disso, muitos QE/QA/QZP não concorreram por não quererem leccionar em escolas problemáticas.
        Desta forma, das vagas colocadas a concurso, muitas ficaram por preencher; a que se juntaram as vagas não recuperadas no concurso nacional (3 e 43, respectivamente, no caso do meu Agrupamento).
        Como é óbvio, vão desaparecer muitas vagas, fruto da reorganização curricular e dos cortes restantes…

  3. Neste próximo concurso não haverá praticamente nenhuma vaga positiva, pois conheço escolas que estão a solicitar que se fechem vagas de QA/QE. Por exemplo tem 12 professores nos quadros de uma determinada disciplina e todos os professores estão na escola a dar aulas e ainda têm mais 5 professores( 3 destacados e 2 Contratados) mesmo assim mandaram fechar quadros. O resultado final será quase zero de vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: