Documento de Apresentação do Concurso

Utilizado pelo MEC no dia de ontem na apresentação às organizações sindicais.

Clicar na imagem para aceder ao documento em pdf.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/04/documento-de-apresentacao-do-concurso/

29 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • F620 on 12 de Abril de 2012 at 15:02
    • Responder

    Olá arlindo, obrigado pelo exelente trabalho.

    Questões:
    Nos moldes anteriores relativamente ás prioridades quem entra na 1ª são aqueles que leccionaram no ensino publico num dos dois anos anteriores, mas com habilitação profissional? Estou certo…
    Ou também aqueles com habilitação própria que agora (concurso 2012-13) já têm a profissionalização?
    E relativamente ás AECS como se processa? Eu leccionei AECS no ano 2009-10 e 2010-11 mas não possuia habilitação (ou qualificação não sei se é a mesma coisa) profissional só própria, pois foi em 2011 que conclui o mestrado que me conferiu a profissionalização.

    Gostava do teu feedback, Abraço.

    • Filipe on 12 de Abril de 2012 at 15:08
    • Responder

    Alguem me “traduz” o que diz no slide 8 (CONTRATAÇÃO INICIAL – Efeitos da ADD)?

    É que já dei voltas e voltas e não percebo…

    Obrigado.


    1. A renovação de contrato vai ficar condicionada a uma avaliação mínima de bom neste ano letivo.

        • Filipe on 12 de Abril de 2012 at 15:19
        • Responder

        Obrigado, e em relação às bonificações? Sempre se mantem 1 ponto para quem tenha sido avaliado no minimo com Bom?

          • Bruno on 13 de Abril de 2012 at 12:49

          Não. Este ano, excecionalmente, não há bónus para ninguém pelos vistos.

        • educar A educação on 12 de Abril de 2012 at 17:51
        • Responder

        Sempre foi assim. Mas agora ficou claro para os senhores directores que renovam antes de avaliar.

        Um abraço.

    • Sara on 12 de Abril de 2012 at 15:45
    • Responder

    Arlindo, da forma como diz no documento como será calculada a graduação, não parece que a avaliação vai contar?
    Eu tinha percebido que não, mas como faz referência àqueles decretos fiquei com dúvidas.

    • C3PO on 12 de Abril de 2012 at 15:52
    • Responder

    Alguém me consegue explicar isto:

    Na parte da Mobilidade Interna:

    c) 2.ª prioridade – Docentes de carreira do quadro dos agrupamentos de escolas ou
    escolas não agrupadas que pretendam exercer transitoriamente funções docentes noutro
    agrupamento de escolas ou escola não agrupada.

    Isto já existia antes?


    1. Não, ainda não existia. É uma das alterações constante no novo acordo sobre os concursos…


  1. Mais um fantástico cozinhado, agora em forma de puzzle, artisticamente elaborado pela dupla FNE/ME!
    Apesar do DL ao qual reporta se referir a concursos nacionais internos e externos, se o concurso deste ano é apenas para contratação, porque é que se terá mexido em DAR?
    É mandar às urtigas a continuidade pedagógica que justificou concursos tri ou quadrianuais?
    A ser assim, porque razão permanece essa periodicidade para vinculação e não se retoma, também, a periodicidade anual?

    É este o ponto, a exigência de que este concurso seja para vinculação, que deve merecer forte acção dos contratados. Mexam-se, bolas!

    Não haverá outra oportunidade, se a tudo isto acrescer a obrigatoriedade de, no próximo ano lectivo, serem formadas turmas com um mínimo de 26 alunos desde a pré até ao 12º!

    E os tidos-como-representantes, representaram o quê? Talvez a mais miserável de todas as peças de teatro negro!

      • Sara on 12 de Abril de 2012 at 16:50
      • Responder

      tb são quadrianuais para as renovações.

      • moi-même on 12 de Abril de 2012 at 20:09
      • Responder

      Mexeu-se em D.A.R. e muito bem! É que há muita gente deslocada há três anos que quer aproximar e que tem sido impedida de o fazer! Por que razão é que eu hei-de gastar 300 euros por mês em gasolina e portagens para ir trabalhar, havendo perto de minha casa horários que são atribuídos a quem está milhares de lugares abaixo de mim? Concordo que os DACL sejam colocados antes de mim (o sistema não pode desperdiçar recursos), mas nunca os contratados, ora essa! Também já fui contratada e esperei pela minha vez! Lamento muito, mas é assim que deve ser, por muito que não lhe dê jeito.


      1. Agora pense no Contratado que gasta também 300 euros em gasolina ou 400 euros no aluguer de um quarto ou de uma casa por estar longe da sua…

        Ok é verdade que se a/o colega tem mais graduação deve ter prioridade, tudo muito bem, mas agora diga me lá qual é mesmo o seu vencimento?

        É que o “Contratado” ganha pouco mais de 1000€ e não paga menos portagens por isso ou tem a gasolina mais barata…

        E gosto da sua atitude, estão abaixo de mim na lista? que se lixem… É bonito de ver…

          • moi-même on 13 de Abril de 2012 at 8:03

          Não leu em lado nenhum que eu diga “Que se lixem por estarem abaixo de mim na lista!”. Parece-me que alguns de vocês é que dizem “Que se lixe quem está acima, porque ganha mais”. Eu lamento que os contratados sejam mal pagos, mas também lamento ficar a ganhar tanto como um contratado que está à porta da minha casa e não tem o desgaste que eu tenho. Acho que os contratados deviam ser integrados na carreira e que se deve lutar por isso, mas nunca se deve subverter o princípio da graduação. Repito: já fui contratada e esperei pela minha vez. Temos que analisar as questões com sentido de justiça e não conforme nos dá jeito.

        • Fernanda on 4 de Junho de 2012 at 23:01
        • Responder

        Sou QZP de Bragança desde 2000 e moro em Gaia. Posso concorrer à aproximação à residência? Tenho estado destacada, mas este ano não sei se consigo. Esclareçam-me , por favor!


  2. Isso não é verdade, Sara.
    Todos os anos é obrigatória a apresentação a concurso e a renovação só se verificava se permanecessem o horário e as vontades e, simultaneamente, não existirem DCE e DACL (agora também DAR) interessados.

      • Sara on 12 de Abril de 2012 at 18:33
      • Responder

      mas podendo haver renovação, pode ser até ao limite de 4 anos

    • Bruno on 12 de Abril de 2012 at 21:31
    • Responder

    Boa noite,

    Eu já li este documento três vezes e não vi escrito em parte nenhuma que a ADD não vai contar para efeitos de graduação…Já li em vários blogs que excecionalmente este ano não iria contar,por ter sido revogado o Decreto Regulamentar 2/2010. Pelos vistos foi a informação dada aos sindicatos. No entanto, neste documento do MEC não vi nenhuma referência à não inclusão da ADD (respeitante ao ano 2010/2011) para efeitos de graduação.

    • sara on 12 de Abril de 2012 at 23:31
    • Responder

    Claro que “moi meme” tem razão…resta acrescentar que no concurso de há 3 anos atrás muitos dos docentes do quadro ficaram bastante longe de casa, pois na 1ª colocação de Agosto tinham que ficar com os horários de 22 horas, depois foram colocados os qzp sem componente (atrás destes portanto), e depois os contratados foram ocupar os restantes lugares com horários menores dos quais mts foram completados. tenho passado estes anosna estrada enquanto os colegas abaixo de mim na lista centenas de lugares – muitos anos a menos de serviço – quase só atravessam a rua para ir trabalhar. Isso teve um custo muito elevado a todos os niveis, pois erros sempre existiram, mas agora foram por 3 e 4 anos seguidos. E n adiantou nada ter se concorrido sempre a nivel nacional e tentar sempre dar aulas.


    1. Eu não digo que não tenha razão, só estou a estranhar que não haja qualquer restrição…

      Muda quem quer? Só porque sim? Quer dizer:

      Já não gosto desta Escola, aqui na do lado há um Contratado com horário completo? Então eu vou para lá e ele que vá para outra…

      Isto vai funcionar assim?

      Eu apenas acho injusto se isto for possível “para quem quiser” sem haver qualquer “motivo justificativo”….

    • Revoltado on 13 de Abril de 2012 at 0:00
    • Responder

    Afinal o que pode acontecer a quem teve Muito Bom e Excelente no ano letivo 2010/2011 e esperava neste concurso obter uma bonificação na sua graduação? Vai ficar tudo na gaveta? É injusto, quero o meu ponto na graduação! Mereço tanto como aqueles que obtiveram MB e EX. nos anos letivos anteriores e por isso me ultrapassaram na lista de ordenação.
    Se uns tiveram essa oportunidade, os outros também a devem ter. Se me impedem de ter essa bonificação então deverão retirar todos os pontos a quem tem sido avaliado com MB e EX nos últimos anos.
    Direito de igualdade para todos!


    1. Só um reparo. As bonificações já usadas não acumulam.

    • helena on 13 de Abril de 2012 at 11:14
    • Responder

    Eu gostaria de saber se quem ficou colocado por DAR no concurso de 2009/2010 mantém a colocação mais um ano de forma a terminar o quadriénio para qual foi colocado ou se tem que obrigatoriamente concorrer novamente a DAR senão tem que voltar à sua escola onde se encontra efetivo?

    • Patrícia on 13 de Abril de 2012 at 12:55
    • Responder

    Olá Arlindo.

    Mais uma vez parabéns pelo excelente trabalho que tem vindo a desenvolver!!!!
    Estou confusa… Afinal a avaliação conta ou não para efeitos de graduação? Depois de ler os decretos apontados, fiquei com a sensação que de facto avaliação contaria para efeitos de graduação: Excelente- 2 valores; Mt Bom – 1 valor

    Obrigada


    1. ñ conta

    • maria on 15 de Abril de 2012 at 17:41
    • Responder

    Os DAR têm de manifestar intenção de concorrer no mesmo período dos contratados ou só em Junho?
    Há alguma restrição à situação dos DAR?

    • EX-PT on 17 de Abril de 2012 at 20:21
    • Responder

    Eu sou um docente EX – PT. Lamentavelmente fui impedido de concorrer nos últimos concursos. Desde então, vi os lugares ao lado de casa ocupados por colegas muitíssimos mais novos. Refira-se que não tiveram culpa nenhuma.
    Fico ansioso por poder exercer, ainda que transitoriamente, funções docentes noutro agrupamento. Acho justo poder poupar aqueles 300 euros de gasóleo que “moi-même” já referiu!
    A figura do DAR desapareceu, certo? Lamentavelmente, também alguns colegas foram impedidos de concorrer nesse âmbito por leccionarem numa escola pertencente ao mesmo concelho. Outros que estavam nos limites de um concelho diferente podiam usfruir dessa aproximação.
    Acho bem que se possa exercer transitoriamente funções docentes noutro lugar, se existirem vagas. RESPEITE-SE A LISTA GRADUADA!

    • Fifas on 21 de Janeiro de 2013 at 22:49
    • Responder

    Se bem entendi, os contratados vão poder renovar contratos???? Não era suposto ser só por 4 anos????
    Isto quer dizer que quem está abaixo de mim na lista de graduação vai poder renovar e eu, que concorri a pensar em 4 anos, vou ficar de novo desempregada????? Não quero acreditar:((((


  3. Ando mesmo desorientada com isto tudo, só agora reparei que isto é tudo referente ao ano passado, daaaahhhhh! Desculpem. E parabéns Arlindo pelo excelente trabalho e apoio.


  1. […] dos Concursos29 de Maio de 2012… desta vez enviado às escolas e idêntico ao apresentado às organizações sindicais no dia 11 de Abril.Ao fim de quase dois meses mantêm-se as datas inicialmente previstas.A mobilidade por (ex-DACL e […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog