Alerta: em menos de uma década teremos falta de professores

Alerta: em menos de uma década teremos falta de professores

 

A cada concurso nacional de professores, o que costuma sobressair são as dezenas de milhares de candidatos que não garantem um lugar nas escolas públicas, ficando limitados a disputar os horários incompletos que vão surgindo ao longo do ano letivo. Mas as coisas estão a mudar. Há determinados grupos de recrutamento em que já começam a escassear os docentes. E com mais de metade da classe acima da faixa etária dos 50 anos, em áreas como a Matemática, o Português, a Física e Química e a Geografia, começam a acumular-se os sinais de alerta: no espaço de uma década, avisam os responsáveis das escolas, Portugal poderá conhecer os problemas de vários países europeus, do Reino Unido à Alemanha, que não planearam a tempo a renovação geracional das suas escolas.

“Esse é um risco que já se está a prever há algum tempo”, confirma ao DN Arlindo Ferreira, diretor do Agrupamento de Escolas Cego do Maio e autor do blogue Arlindovsky, especializado em questões relacionadas com a carreira docente. “A formação de professores não é em número suficiente para a quantidade de aposentações que se prevê em breve.”

“Há grupos com mais problemas do que outros”, ressalva. Mas a tendência tem vindo a acentuar-se: “Já se sente carência em alguns grupos disciplinares, em que já quase não há professores de reserva, como o Inglês, a Geografia e a História. Pela lista dos colocados consegue-se ter um panorama de quais são os grupos piores.”

Continua aqui

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/05/alerta-em-menos-de-uma-decada-teremos-falta-de-professores/

3 comentários


  1. Para mim, que não pretendo exercer nos próximos anos, não é surpresa.
    Ninguém melhor do que os alunos sabe, que a carreira docente neste país deixou de ter interesse.
    Só mesmo para os que ainda podem escolher as suas “turmas-nata-da-casa” ou para os sado-maso, que gostam de humilhar e ser humilhados diariamente.
    Eu tenho outros planos:
    https://profemlsvld.blogspot.com/


  2. Há determinados grupos de recrutamento em que já começam a escassear os docentes. – ninguém está preocupado. As direcções escondem esse problema, os pais ignoram, os alunos adoram.
    Era bom que no próximo ano lectivo os directores assegurassem no inicio do ano essas situações. Devem lançar horário completos o mais possível de forma a evitar criar desigualdades e injustiças.
    Na minha opinião os professores profissionalizados deveriam ter horário completo : o ministério pagou a sua profissionalização, criou expectativas logo deveria possibilitar a essas pessoas estabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog