Tiago chamado ao Parlamento

Mal tomou posse, a Comissão de Educação chamou o Tiago ao Parlamento.

A iniciativa partiu do PCP, BE e CDS. Os comunistas e os bloquistas querem pedir explicações ao ministro sobre a falta de funcionários nas escolas. Os centristas exigem esclarecimentos sobre o fim dos chumbos no ensino básico, que consta do programa de Governo.

Aguardemos mais uma sessão de retórica para “boi dormir”…

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/11/tiago-chamado-ao-parlamento/

10 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Vanda Maria de Bragança Serrão on 8 de Novembro de 2019 at 10:12
    • Responder

    Falta a questão da violência

      • Paulo Anjo Santos on 8 de Novembro de 2019 at 14:25
      • Responder

      E das situações de alunos que não têm professor a algumas disciplinas desde o início do ano… mas parece que isso não interessa muito a ninguém, eu se tivesse um filho nesta situação já me tinha passado!

    • Nuno Costa on 8 de Novembro de 2019 at 15:15
    • Responder

    Quando a geração dos professores que estão agora com 58/59/60 anos se aposentar vai ser o caos em praticamente todas as disciplinas. Faltarão 5/6 anos. Isto dito pelo diretor de um grande agrupamento de Lisboa que anda louco para arranjar professores. Os pais não param de ir à escola e ele sem resposta. Porque simplesmente ninguém concorre. E eu cá estarei para ver o caos instalado e bem satisfeito. Mataram a profissão, a carreira e a imagem da classe docente. A escola está uma anarquia completa. Ninguém quer esta profissão. Morreu!!!

      • Vanda Maria de Bragança Serrão on 8 de Novembro de 2019 at 17:53
      • Responder

      E o Ministério impõe pesadas penalizações a um professor que recusa um primeiro horário em oferta de escola ou renúncia um segundo horário quando já está colocado com um horário de poucas horas.

    • maria on 8 de Novembro de 2019 at 15:31
    • Responder

    O senhor ministro Tiago Brandão, com o perfume do seu arrebatador carisma, fina e palaciana gestualidade, insofismável eloquência e requinte retórico, cintilante domínio do seu míster e demais atributos, nesta sua fugaz , mas certamente apoteótica passagem pela Casa da Democracia , fará jus a que seja exarada nos anais da A.R. uma nota de perpétua memória .

    • pardaleco on 8 de Novembro de 2019 at 18:17
    • Responder

    Aguardamos ansiosamente o coice do pardal!

    • Petrix on 8 de Novembro de 2019 at 21:12
    • Responder

    Concordo plenamente. E acho que não vão ser precisos 5/6 anos. Os professores com essas idades já estão numa situação infernal. Não aguentam. Vai ser o caos. Metem atestado médico. Mataram a profissão sim. Fala-se muito da violência física. A violência psicológica está a assumir níveis históricos. Os professores simplesmente, a maior parte com estas idades, vão-se arrastando pelas escolas. Já nem sentem forças para denunciar. Vão-se calando e arrastando…

    • Alexandra Almeida on 8 de Novembro de 2019 at 22:53
    • Responder

    A tutela vai colher o que semeou.

    • #dcontente on 9 de Novembro de 2019 at 12:43
    • Responder

    E já agora que lhe perguntem porque será que os professores foram avaliados, transitaram de escalão e estão à espera meses e meses ( alguns desde janeiro de 2019) que lhes atualizem os vencimentos de acordo com o novo escalão.

      • maria on 9 de Novembro de 2019 at 13:41
      • Responder

      Foram avaliados!? Como?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog