Aluna agredida em escola internada em estado considerado grave

A violência entre alunos não é novidade, acontece todos os dias. A maior parte das vezes não é extrema e a coisa resolve-se depois da intervenção de um adulto ou dos próprios colegas. Neste caso, ainda sem pormenores, tal não aconteceu, a aluna teve de ser evacuada para um hospital central.

Este tipo de violência, apelidada muitas vezes de Bullying, é um dos principais problemas das escolas. A campanha lançada pelo governo contra este tipo de situações é bem vinda e deve ser “agressiva” para que nas escolas se possa entrar sem medos ou receios.

Na escola não há lugar para qualquer tipo de violência, para que isso seja uma realidade é necessário que se implantem medidas drásticas e que se faça uso e abuso do Estatuto do Aluno.

 

Jovem de 16 anos agredida em escola de Campo Maior internada em Lisboa

O porta-voz da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), Ilídio Pinto Cardoso, indicou que a rapariga deu entrada no hospital de Portalegre durante a tarde de terça-feira, “em estado considerado grave”.

“A jovem deu entrada nas urgências do Hospital José Maria Grande, em Portalegre, foi avaliada e estabilizada pela equipa pediátrica. Porque precisava de cuidados diferenciados, nomeadamente devido a traumatismos maxilofaciais, foi transferida para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa”, disse.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/11/aluna-agredida-em-escola-internada-em-estado-considerado-grave/

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Vanda Maria de Bragança Serrão on 6 de Novembro de 2019 at 18:14
    • Responder

    Penso que nem na Idade Média havia tanta violência

    • Lelo on 6 de Novembro de 2019 at 19:02
    • Responder

    é residual…

    peçam aos intervenientes do prós e contra que eles explicam como se resolve

    eles são demais

    • Silva on 6 de Novembro de 2019 at 19:31
    • Responder

    Mais um resíduo ….quando prendem o aluno responsável ou só existe resposta imediata com suspensão e prisão quando um professor comete um erro e perde a cabeça com mal comportados . Segundo os inteletuais do prós e contra temos que estudar o meio onde esta inserido o jovem, ao aluno agressor tudo se minimiza tudo se desculpa….. o aluno agressor não em culpa é a sociedade e a família….. tudo se resolve com teatro para todos, planos , relatórios e flexibilizações….. só vaidades e tanto inteletual da teoria….é muito fácil ser bom professor com “cunha ” na direção para ter as melhores turmas , as piores turmas sempre ficam para o soldado raso vulgo “contratado”

    • Andrew on 7 de Novembro de 2019 at 15:25
    • Responder

    Incrível!
    Muitos Encarregados de Educação já choraram de certeza, porque já perceberam que produziram monstros já há muitos anos. E já estão a ser agredidos pelos monstros que criaram. Que tenham vergonha! A “vacina” da Educação elabora-se em casa.

    • Marta on 7 de Novembro de 2019 at 16:22
    • Responder

    Os pais deviam estar sempre do lado dos professores e dizê-lo em casa aos seus filhos, para que eles os respeitassem incondicionalmente nas escolas.!Mas o que vemos? A maior parte das vezes, ainda que de forma velada, estão do lado dos governos e dos seus rebentos. Política!…. mas isto está a ruir…por tanta politiquice e os professores estão exaustos, desencantados, sofridos., a sangrar da alma…, temos que começar a pensar sobretudo na nossa saúde menta! Estamos a ficar velhos!… Não é assim que nos querem, desalentados?….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog