adplus-dvertising

Como é Possível?

Chegar-se a coisas destas.

image

Correio da Manhã (27-05-2015)

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/05/como-e-possivel/

21 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Paula Gil on 27 de Maio de 2015 at 10:27
    • Responder

    Na realidade, não existe indisciplina na sala de aula que não seja manipulada de fora, nos tempos que correm!

    **************************
    Esta é a verdade que alguns querem esconder, porque lhes dá jeito!

    • Armando Oliveira on 27 de Maio de 2015 at 11:22
    • Responder

    Como é possível? Não é a pergunta correta. Devia ser ….a que ponto deixamos isto chegar!?

    • Rui Cardoso on 27 de Maio de 2015 at 11:29
    • Responder

    E agora? Será que a escola vai agir? Será que a colega vai apresentar queixa judicial contra estes Pseudoestudantes? Pois… não se sabe muito bem o que irá acontecer… Uma coisa é certa, o “garoto” já não deve ter muita vontade que a mãe vá à escola!!!

      • Anabela Jalles on 28 de Maio de 2015 at 8:15
      • Responder

      Está enganado.
      Quando ele diz que a mãe vai à escola ele sabe muito bem que tipo de mãe tem para apoiar a situação que ele criou no início, com o pç, a ponto de a mãezinha dele servir como ameaça para a professora.

  1. O ponto importante do texto é “ameaçou que a mãe iria à escola”. Enquanto os pais não forem responsabilizados por estas atitudes criminosas de menores, que são inimputáveis perante a lei, vamos ter estes criminosos minorcas a atacar os professores. Os próprios pais os incentivam a isso!

    Se fosse comigo, com um dedo do pé partido, estragaria a minha vida e partiria a cabeça do miúdo. Depois, seria eu o criminoso!!! Um dia, quando algo semelhante se passar com alguém que pense como eu, vamos chegar a isso…

      • Limão on 27 de Maio de 2015 at 14:14
      • Responder

      Ser agredido na sala é que não, partia aquilo tudo em legitima defesa!

      • Anabela Jalles on 28 de Maio de 2015 at 8:30
      • Responder

      Concordo inteiramente consigo.
      Enquanto as pessoas se acobardarem por detrás de leis ridículas e estatutos do aluno que defendem monstros, isto vai sempre acontecer e cada vez há-de ser pior. Situações destas têm tendência a piorar e nunca a melhorar por obra e graça do Espírito Santo.
      Entretanto, eu não agiria de imediato, na aula cheia de testemunhas!
      1 – há que fazer uma queixa crime na psp, e os pais vão ter que arcar com a responsabilidade.
      2 – há muita maneira de “matar pulgas”, e como a escola nunca vai resolver o assunto, nem ficar do seu lado, só tem que se jogar com as mesmas armas e a escola não precisa de ficar a saber de nada. Mas dentro da escola NÃO. Aí sim, desgraçava a sua vida.

        • Limão on 28 de Maio de 2015 at 9:47
        • Responder

        Exato colega Anabela, mas no acaso de sermos agredidos temos mesmo que nos defender no momento, não ficaria quieto a levá-las.

    • manuelavaz on 27 de Maio de 2015 at 12:43
    • Responder

    “Isto” não só é possível como é apenas a ponta da parte visível do icebergue que é o problema da violência e indisciplina na escola.
    É neste caso, como há uma lesão fisica, vem para os jornais. Porque quando a agressão é sobretudo feita através de palavra (palavrões) e mau comportamento, os casos ficam no santo desconhecimento público ( e até dos directores dos agrupamentos).

    • benvinda branquinho on 27 de Maio de 2015 at 13:08
    • Responder

    Espero que esses meninos e os pais deles devem uma lição exemplar. Como é que se pode admitir uma coisa destas ? Isto está uma selva. Quem é que quer ser professor?

    • Dr. Rebelo on 27 de Maio de 2015 at 15:12
    • Responder

    A culpa é da sociedade, os garotos só são aquilo que lhes dão.
    Necessitam de carinho e compreensão, acompanhamento psicológico e uma escola
    inclusiva, não repressiva.

      • João on 27 de Maio de 2015 at 17:43
      • Responder

      Só não percebi onde está o papel fundamental (educação) dos pais nessa resposta…. :O

      • Anabela Jalles on 28 de Maio de 2015 at 8:55
      • Responder

      Então a culpa é da sociedade e os garotos são o que lhes dão?
      Mas a sua cabeça funciona como?
      Tem a certeza que sabe para que serve o raciocínio?
      Nem vou dizer mais nada porque não vale a pena. É por existirem ideias como a sua que as coisas vão piorando.
      Com gente deste calibre não há conversa nem apoio psicológico. São da pior raça…
      Faça festinhas na cabeça destas bestas menores e logo vê onde vai parar a sua mão!

    • Margarida420 on 27 de Maio de 2015 at 23:54
    • Responder

    Esta realidade existe. De um lado os alunos têm a cobertura de alguns Directores de Turma e dos pais do outro lado está a Direcção da Escola. Os meninos podem tudo quando se trata de Prof contratados (não sei se este é o caso). Na escola onde estou os alunos podem dizer tudo aos Profs contratados a direcção da escola não toma nenhuma atitude . Quando se trata de um Prof do quadro isso é totalmente diferente é suspensão, policia, pais e tudo mais. É um inferno ….

    • Sandra on 28 de Maio de 2015 at 0:21
    • Responder

    Infelizmente nada nesta notícia me espanta. Já existem casos (vários) de indisciplina grave, com direito a suspensões, no 1º ciclo. A escola e os professores nos últimos dez anos, perderam toda a credibilidade e são, muitas vezes os próprios pais que incentivam a violência, que desculpabilizam todas as atitudes dos filhos sempre culpando terceiros.

  2. A direcção da escola irá ficar calada. Eu gostaria de saber qual vai ser o comportamento dos colegas do conselho executivo e do director de turma deste jovem. Todos sabemos que é necessário banir os telemóveis e o facebook das salas de aula. Estamos no final do Ano. A senhora fica com o pé partido e o director(a) irá fingir que não sabe de nada.

  3. Os professores deveriam utilizar este espaço para descrever/contar o que se passa nas suas aulas, escola. A opinião pública tem o direito de saber e exigir que este situações sejam denunciadas e de conhecimento de todos. Os senhores directores têm o dever moral e ético de proteger os alunos e professores das suas escola. Esse dever de protecção não é compatível com situações de elevada indisciplina. Hoje assistimos a problemas graves na escola pública – esses problemas tem que ser resolvidos e é JÀ.

      • Anabela Jalles on 28 de Maio de 2015 at 9:37
      • Responder

      Dona Maria,
      Não diga isso.
      A culpa é da sociedade que não dá carinho, nem compreende os aprendizes de bestas, que de aprendizes não têm nada. Na opinião do Dr. Rebelo (comentário acima) temos que dar muito amor a estes queridos. E o pior é que há muito quem pense assim.
      A escola é, a escola está uma baderna completa. Há muita gente que designo por “gente das barracas” que nem deviam andar na escola.
      Não são pobres, porque esses muitas vezes dão cartas na educação dos filhos.
      Esta “gente das barracas” a que me refiro, não se sabe muito bem de onde vieram.
      Sabe-se que são uma imensa camada de gentinha ordinária, reles ao máximo, com a mania que metem medo a todos, dizem que não querem trabalhar porque estão protegidos e cheios de direitos por serem uns coitadinhos… etc, etc, etc

      Esta ” gente das barracas” nem deviam frequentar as escolas, o interesse não é em aprender, é só em desestabilizar qualquer ambiente onde permaneçam mais de 2 ou 3 minutos.
      A maioria são criminosos de mão cheia, já vem de família e é só isso que sabem fazer.
      Desordem pública, destruição de patrimônio público, roubam sempre que podem, são ordinários nas escolas, nos hospitais e centros de saúde, mentem sempre para ter acesso a todas as ajudas do estado, etc.
      Muitas. Vezes certos locais são tidos como mau ambiente por causa destes elementos. Se estiverem atentos, poderão vê-los, com as famílias inteiras, (parecem os ciganos) nos hipermercados na tentativa de roubarem e provocarem confusão nos seguranças.

      É um problema cada vez mais grave, esta gentinha no exterior da escola incita à violência e à destruição, os alunos que colocaram lá dentro. Desconcentra o mais paciente dos professores, destabiliza qualquer turma. Organizam grupos para bater nos professores que se insurgem, etc. Etc. Etc….
      Sem lei repressiva que olhe para isto com olhos de ver, a escola não vai lá, nunca mais!
      Esta “gente das barracas”, é a designação mais apropriada que lhes cabe.

        • maria on 30 de Maio de 2015 at 22:38
        • Responder

        sIm é muito grave o que se está a passar. Aos professores cabe fazer o uso correcto da Lei: fazer uma queixa crime na PSP, e os pais vão ter que arcar com a responsabilidade.

    • maria on 30 de Maio de 2015 at 22:43
    • Responder

    Vou contar um caso de indisciplina: tenho uma aluno que levou 6 faltas disciplinares associadas ao uso de telemóvel dentro da sala de aula. chegou o natal e o Pai ofereceu como prende de natal … sim, foi um telemóvel de última geração. Nunca consegui perceber… Resultado final: a aluno chumbou por faltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: