10 de Outubro de 2018 archive

Das Mais Parvas Que Vi Até Hoje

Omiti o nome da escola nesta ficha que dizem medir a “sociodemografia”.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/10/das-mais-parvas-que-vi-ate-hoje/

Divulgação – Professor(a) de Inglês – horário de 220 horas anuais

URGENTE

Professor(a) de Inglês – horário de 220 horas anuais

1º, 2º, 3º ano Ensino Profissional – Ensino Secundário – entrada imediata

Escola Profissional Magestil

Avenida Almirante Gago Coutinho, nº 95, 1700-028 Lisboa

Envio de cv para  rh@magestil.pt

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/10/divulgacao-professora-de-ingles-horario-de-220-horas-anuais/

António Costa a Gozar com os Professores

No dia das eleições esqueçam os votos dos professores:

Temos pena!

PS:

E nós, professores, não esquecemos a ILC:

 

Ainda A ILC

 

942 | Fomos Entalados Mas Ainda Há Uma Saída. ACORDEM!!!

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/10/antonio-costa-a-gozar-com-os-professores/

Pelo Correio da Manhã – Treze alunos deficientes da Maia estão sem transporte

Treze alunos deficientes da Maia estão sem transporte

As aulas no Agrupamento de Escolas Gonçalo Mendes da Maia, na Maia, já começaram há três semanas, mas 13 alunos deficientes, que frequentam o ensino especial, ainda não conseguiram comparecer por falta de transporte.

Continue a ler

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/10/pelo-correio-da-manha-treze-alunos-deficientes-da-maia-estao-sem-transporte/

Greve por falta de assistentes operacionais fecha escola secundária em Braga

Greve por falta de assistentes operacionais fecha escola secundária em Braga

 

A Escola Secundária Alberto Sampaio, em Braga, esteve hoje fechada até às 10:30, devido a uma greve dos trabalhadores em protesto contra a “escassez” de assistentes operacionais, disse à Lusa uma dirigente sindical.

Segundo Helena Peixoto, do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte, o ano letivo arrancou com 25 assistentes operacionais, “quando, por portaria, deveriam ser 34”.

“O próprio diretor da escola diz que até deveriam ser 38, mas venham os 34. Assim é que não pode ser. Os que estão ao serviço trabalham a dobrar e estão exaustos, uma situação incomportável e inadmissível”, referiu, alertando que “é a própria segurança dos alunos que fica em causa”.

A dirigente sindical adiantou que, “após o anúncio da greve”, o Governo anunciou a contratação de mais 14 assistentes operacionais “a tempo parcial” para aquela escola.

Continue a ler

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/10/greve-por-falta-de-assistentes-operacionais-fecha-escola-secundaria-em-braga/

Pelo Expresso – O Zé não lê, não escreve, não fala. Mas vai ter de aprender o “Auto da Barca do Inferno”

O Zé não lê, não escreve, não fala. Mas vai ter de aprender o “Auto da Barca do Inferno”

A ciência não garante que todas as crianças com necessidades especiais têm vantagens ao estar numa sala de aula tradicional. Mas a ciência também diz que uma criança normal ganha muito por crescer com a diferença

Não é fácil que Zé fique sossegado por mais de 40 minutos, a mãe diz-nos que é quase impossível. Querem que fique uma hora e meia sentado na sala de aula.

Não é fácil que Zé compreenda mais que uma ordem direta. Querem que ele compreenda as aulas de matemática, físico-química, língua portuguesa.

Não é fácil que Zé esteja num ambiente novo. Querem que ele esteja numa sala onde poucas vezes esteve.

Não é fácil que Zé fique em sítios com muito barulho porque ouve a triplicar. Querem que ele fique numa sala com mais 20 crianças.

Zé, José Pedro Miguel, na verdade, não lê nem fala. 16 anos. Aluno do 9º ano em Cascais. Autismo médio-grave diagnosticado (ao qual está muitas vezes associado a hiperatividade). Nunca antes esteve a tempo inteiro com os 20 e pouco colegas da sua turma. Até ao ano letivo passado estava a maioria do tempo na sala de ensino especial. As coisas mudaram. A lei está diferente. Os políticos querem educação inclusiva, que na verdade é também o que querem pais, professores, diretores e escolas. Querem-no de outra forma, com outros prazos.

Continue a ler

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/10/o-ze-nao-le-nao-escreve-nao-fala-mas-vai-ter-de-aprender-o-auto-da-barca-do-inferno/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog