Não Há Manual Para a Recolha de Necessidades Temporárias?

Até ao momento não foi publicada qualquer nota informativa, ou manual sobre a recolha de necessidades temporárias. Não me desagrada nada essa ausência, pelo contrário.

Porque:

  1. Há Mobilidades por doença que não são comunicadas à escola de provimento, porque entretanto houve colocações no concurso interno e oficialmente a escola de provimento não tem conhecimento delas.
  2. Há docentes que foram colocados no concurso interno e não aceitaram a colocação (em especial docentes das RA) e nenhuma escola de provimento tem conhecimento dessas não aceitações.
  3. E os créditos atribuídos para as medidas de Promoção do Sucesso Educativo ao longo do ano letivo 2016/2017 existem para 2017/18, ou não?

 

E assim novamente na RR1, 2 ou 3 poderão sair mais horários do que aquilo que seria expectável.

Mas gosto desta ausência de respostas. Dá uma certa liberdade que com respostas não se tem.

Por um lado ainda bem que foi quase tudo a banhos.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2017/08/nao-ha-manual-para-a-recolha-de-necessidades-temporarias/

26 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • João Leão on 9 de Agosto de 2017 at 19:54
    • Responder

    Parece que estamos a jogar no euromilhões… transparência…muito pouca…! Qual a razão de não serem publicitadas listas das MPD, das mobilidades estatutárias, etc, etc…
    Sempre mais do mesmo!!!

      • Agnelo Figueiredo on 10 de Agosto de 2017 at 3:15
      • Responder

      Estão publicadas na “Movimentação 2017”

        • Ana Ferreira on 10 de Agosto de 2017 at 11:04
        • Responder

        Onde? Na página da Dgae?

          • Agnelo Figueiredo on 10 de Agosto de 2017 at 13:46

          Sim, embora não estejam mesmo todos

          • Ana Ferreira on 10 de Agosto de 2017 at 23:33

          Ok. Obrigada

    • ClauMiau on 9 de Agosto de 2017 at 20:38
    • Responder

    Pergunta parva mas seria: que hipotese haverá de levar o ME a tribunal caso isso aconteça? É que estou farta de isso acontecer todos os anos. Gente muito menos graduada a ficar ao pé de casa apenas porque os horarios nao sao pedidos a tempo ou porque metade das turmas ainda nem aprovacao tiveram.

    • concursos on 9 de Agosto de 2017 at 21:08
    • Responder

    Os horários que as escolas têm/devem indicar até sexta-feira destinam-se a docentes da mobilidade interna?

    • Colocações on 9 de Agosto de 2017 at 22:47
    • Responder

    “E assim novamente na RR1, 2 ou 3 poderão sair mais horários que na MI/CI.”

    As suas proprias tabelas, que faz todos os anos, desmentem o que escreveu!

    1. Mais do que aquilo que seria de supor. Obrigado pela correção.

      • Elisabete Mateus on 9 de Agosto de 2017 at 23:20
      • Responder

      Onde está isto escrito?
      Eu leio: “E assim novamente na RR1, 2 ou 3 poderão sair mais horários do que aquilo que seria expectável.”

      1. Estava dessa forma, mas já emendei.

    • Elisabete Mateus on 9 de Agosto de 2017 at 23:15
    • Responder

    Realmente é fantástico!!Não vinculei porque não tinha 12 anos completos.”Só tinha 11 e meio” Passaram-me à frente cento e tal contratados e eu cá continuo e, ainda por cima, vou ficar com os restos na CI para uma semana depois aparecerem melhores vagas!!É realmente o melhor que poderia acontecer a quem não vinculou, foi ultrapassado e tem condições para ficar colocado na CI!!Sim senhor!!

      • SapinhoVerde on 10 de Agosto de 2017 at 16:36
      • Responder

      Foi precisamente o que me aconteceu a mim. Fui colocado a 250 Kms de casa na CI e depois nas RR saíram horários a menos de 50 Kms de minha casa (aos quais obviamente concorri!), até parece que foram horários do tipo “gaveta”.

      • Isabel on 13 de Agosto de 2017 at 23:37
      • Responder

      Faltavam-me 8 (sim, oito) dias para poder vincular.
      Há 2 anos aconteceu-me o q se espera aconteça este ano. Fiquei com 10 horas e qd vejo as RR saír, foi um fartote de ver malta a passar-me à frente.

      Foi lindo… Foi mesmo muito lindo….

        • João da Ega on 14 de Agosto de 2017 at 11:31
        • Responder

        8 dias para vincular ou oito dias para poder concorrer à vinculação extraordinária?…
        Muitos há que cumpriam ambos os requisitos e não vincularam por não haver vagas…

    • concursos on 10 de Agosto de 2017 at 3:27
    • Responder

    Os horários que as escolas têm/devem indicar até sexta-feira destinam-se a docentes da mobilidade interna?

    • joão on 10 de Agosto de 2017 at 10:26
    • Responder

    Este ano, a MPD foram deferidas ou indeferidas no fim de julho inicio de agosto, no ano passado só sairam depois de sair as colocações da MI e CI , sairam em setembro e muitas depois de começarem as aulas, neste aspeto melhorou um pouco.
    Será que as escolas que participam no Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular estão todas aprovadas e em condições de conseguirem fazer a Recolha de Necessidades Temporárias (Pedido de Horários), as que necessitarem até ao dia 11/08/2017?

      • Agnelo Figueiredo on 10 de Agosto de 2017 at 13:49
      • Responder

      Não há diferença entre essas escolas e as outras no que respeita à tempos

    • Orquidea Selvagem on 10 de Agosto de 2017 at 14:11
    • Responder

    Como é que se acede às listas de mobilidade por doença?

      • Francisco p on 10 de Agosto de 2017 at 18:00
      • Responder

      Não há listas de mpd

    • Questões on 10 de Agosto de 2017 at 18:29
    • Responder

    A mobilidade por doença nem devia abrir vaga na MI porque é algo temporário, de um ano, só deveria ser aberto o lugar na RR3 ou 4. O que se faz depois ao docente aí colocado na MI no ano a seguir, manda-se embora porque não tem 6 horas? Sabemos que no ano a seguir terá muito mais dificuldade porque as outras escolas estarão ocupadas. Não seria melhor nem enviar para MI? Se é para abrir uma vaga no quadro no externo também não é razoável pois não se trata de uma vaga verdadeira.

      • Orquidea Selvagem on 10 de Agosto de 2017 at 23:31
      • Responder

      Mas a mobilidade por doença não ocupa o lugar de ninguém. Se for ver o decreto lei, este é muito explicíto. O docente em MPD não pode ser prejudicado, mas também não pode prejudicar ninguém.

        • Agnelo Figueiredo on 11 de Agosto de 2017 at 2:16
        • Responder

        Era assim, Orquídea, mas já não é.
        Neste ano, as orientações são para atribuir serviço a todos os docentes da MPD, a não ser que se trate de doença do próprio.

          • Orquidea Selvagem on 11 de Agosto de 2017 at 12:43

          Mas eu li o decreto este ano. Estou nessa situação. Acho que diz que não é atribuída componente letiva a não ser que a doença do próprio não o permita. Não quero prejudicar ninguém. Só quero trabalhar

        • Anabela Ricardo on 11 de Agosto de 2017 at 11:44
        • Responder

        E alguem em mobilidade estatutaria por 1 ano, liberta vaga da sua escola para MI ou para RR, tendo a escola sido informada durante a Icl?

        • indignada on 12 de Agosto de 2017 at 12:19
        • Responder

        Tás nessa maminha, não é!? Vens aqui meter areia nos olhos dos outros…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: