Crato Tem Mais Dois Meses

… para responder à Comissão Europeia no processo dos Professores Contratados e vai alegar a especificidade do corpo docente.

Geralmente uma coisa especial é tratada melhor que uma coisa não especial, não é por isso que são especiais? Porque para isso mais vale uma carreirinha normal sem especialidades de alguma espécie.

Na mesma página do Sol uma entrevista a João Casanova que garante que os docentes que entrarem no quadro não terão horário-zero e volta a usar a especificidade do corpo docente para que a vinculação automática seja apenas ao 6º contrato sucessivo em horário anual e completo.

 

sol - mais dois meses 1

Sol (24-01-2014)

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2014/01/crato-tem-mais-dois-meses/

3 comentários

    • Rui on 24 de Janeiro de 2014 at 14:54
    • Responder

    Para umas coisas somos “um corpo especial”, mas somos funcionários públicos comuns para outras. Sempre a bater no ceguinho.

    • crio on 24 de Janeiro de 2014 at 14:56
    • Responder

    A aldrabice com a conivência acidental, espero eu, da Comissão Europeia. A anedota continua, e dura e dura e dura…

    • Júlio Cruz on 24 de Janeiro de 2014 at 15:35
    • Responder

    Que falta de vergonha!
    Agora é possível não cumprir a legislação invocando ser um caso especial?
    Será que posso fazer o mesmo no dia a dia? – Sr Polícia eu circulava a 300 Km\h no interior de uma localidade, mas foi uma situação especial! –
    Mas o mais caricato é constatar o seguinte:
    As leis que regulamentam o trabalho surgiram para proteger os trabalhadores dos abusos dos patrões. Por chocante que possa parecer é o estado português que não quer cumprir essa legislação!
    Neste caso, ter o poder de legislar é ter o poder de oprimir uma classe profissional!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: