Aquecimento desligado em escolas por falta de verbas

Aquecimento desligado em escolas por falta de verbas

 

 

A falta de orçamento tem levado muitas escolas a não ligar os sistemas de aquecimento durante o Inverno. O Diário de Notícias dá conta de vários casos registados em Bragança e Viana do Castelo, distritos onde o frio se faz sentir com mais intensidade e durante largos meses.

 

 

“São muitas as dificuldades, não só para liquidar as contas do combustível para aquecimento, como para a electricidade e comunicações”, alerta o presidente do agrupamento de escolas Emídio Garcia, em Bragança, em declarações ao Diário de Notícias.

Depois de o estabelecimento de ensino ter sido alargado, com a anexação de mais duas escolas, o dinheiro disponível não tem sido suficiente para pagar as despesas a tempo e horas. As temperaturas negativas registadas na cidade impedem profissionais e alunos de trabalhar em condições dignas, pondo em causa o normal funcionamento da escola.

É por isso que os pedidos para alargamento dos prazos de pagamento se têm sucedido, não só nesta como em outras escolas do País, revela hoje o Diário de Notícias.

A situação repete-se em Viana do Castelo, nas escolas Secundária de Monserrate e Secundária de Santa Maria Maior, onde os equipamentos de tecnologia de ponta têm estado desligados ou têm sido ligados apenas às primeiras horas da manhã e apenas em várias secções.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2014/01/aquecimento-desligado-em-escolas-por-falta-de-verbas/

1 comentário

    • Adri on 3 de Janeiro de 2014 at 17:21
    • Responder

    Contem cmg para a proposta!
    Boa sorte a todos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: