Sobre a Quota de Emprego

Agradecia que confirmassem com este post.

 

Quota de Emprego ao Abrigo do Decreto Lei 29/2001

 

Acho que acertei tudo.

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/04/sobre-a-quota-de-emprego/

23 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • dedinho on 10 de Abril de 2013 at 22:56
    • Responder

    No meu caso, é a 11ª pessoa que entrou no QZP, sim!

    • Mimi on 10 de Abril de 2013 at 23:03
    • Responder

    Arlindo, confirma-se! No grupo 200, não entrei por uma unha negra, porque uma colega ao abrigo desse decreto e que estava atrás de mim ficou colocada.

    • Maria Ferreira on 10 de Abril de 2013 at 23:08
    • Responder

    Tanto quanto vi sim, acertou! 🙂


  1. Obrigada, Arlindo, por teres sido um nosso aliado nesta causa.
    Já ganhamos a VE, vamos agora continuar a batalhar pelos colegas que ainda não entraram.

      • Mimi on 10 de Abril de 2013 at 23:17
      • Responder

      Obrigada, colega!

    • Shue on 10 de Abril de 2013 at 23:46
    • Responder

    Pois… isto de ser ultrapassado pela direita por uma lambreta é enervante mas pronto.


    1. Esse seu comentário pode ser muito mal interpretado…não se esqueça que os colegas a quem se refere como “lambreta” têm problemas de saúde muito sérios!!

        • Pereira on 11 de Abril de 2013 at 7:20
        • Responder

        Tem a certeza?
        olhe que eu conheço colegas que durante 5 anos têm esse estatuto mas depois deixam de ter ou terão uma avaliação. Imagine que um desses colegas ficava colocado a senhora “M.” achava justo?
        Desde que o “problema” seja permanente concordo com essas colocações mas se forem temporarias sou contra, já que estes vinculos tambem não são temporarios.

          • M. on 11 de Abril de 2013 at 10:39

          Sim, tenho a certeza!
          Ainda que o atestado multiusos seja por 5 anos, é um direito que lhes assiste, porque têm (ou tiveram) um algum problema grave, com o qual, geralmente, terão de viver o resto da vida. Se a lei permite que usufruam desse benefício, acho muito bem, pois para desgraça, já lhes chega a da saúde!
          Mas esse é o meu ponto de vista, que convivo diariamente com alguém nessas condições… não lhe posso pedir que imagine o que isso é, pois nunca conseguiria sequer chegar perto!!

        • Maria on 11 de Abril de 2013 at 14:56
        • Responder

        M, tem toda a razão. A falta de civismo que se encontra por aqui é mato.

          • M. on 11 de Abril de 2013 at 19:38

          Chega a ser assustador o que as pessoas são capazes de dizer ou fazer… já vale tudo!!
          Está a perder-se tudo…
          Professores? educadores? formadores?? …. de quê? o que têm alguns para dar ou mostrar que não seja a sua falta de valores, de civismo, de solidariedade, de amor ao próximo??
          Hoje são “eles, os do DL 29/2001”, amanhã poderão ser vocês… e como se arrependerão até dos pensamentos mais escondidos!!!
          Desculpem-me os que nada têm a ver com estas características…

          • G. on 12 de Abril de 2013 at 12:16

          Caro(a) colega, lamento informar, mas existe um portador de defeciência do grupo 620 que vai ser denunciado.

          Sabe porquê? Porque somos colegas dele e conhecemo lo desde novo e nunca tivemos conhecimento de nenhuma defeciência….Quantos mais estarão nestas condições?

          • M. on 12 de Abril de 2013 at 15:08

          Não lamente informar-me (a mim!!), que nem sou portadora de deficiência, nem sou da área de Ed. Física… quem tem de lamentar é o colega que vai ser denunciado (caso tenha cometido fraude), ou quem o vai denunciar (que pode desconhecer a verdadeira realidade, em termos de saúde, claro!) da pessoa em questão. Sabe, certamente, que nem todos os portadores de incapacidade (isto é, ao abrigo do DL 29/2001), têm de andar com um letreiro pendurado ao pescoço a identificar as suas condições… mas quanto a esse caso específico, não me pronuncio. Desconheço.
          Sabe o que lhe digo, cada um conhece a sua realidade e defende, legitimamente, os seus interesses. A verdade de cada um de nós está, necessariamente, relacionada com isso.

          • Nuno Coelho on 12 de Abril de 2013 at 18:09

          G.
          Já vai tarde
          Devia-o ter feito na fase de reclamação/denuncias. Se não o fez, concordou com tudo o que estava na lista provisória, incluindo a indicação de que esse colega estava a concorrer ao abrigo deste DL

    • Cristina on 11 de Abril de 2013 at 1:09
    • Responder

    Sim, no grupo 500 acertou tudo!!!!e eu ñ entrei na minha 1ªopção por causa duma vaga destas..mas ENTREI!!!!!!!e enquanto tiver saúde e vontade tudo se vai conseguir!!!!!


  2. Arlindo, as quotas de emprego preveem 5% em casos superior a 10 vagas…sendo que no da Ed. Especial haviam 156, os 5% traduzem-se em 7,8…que com o arredondamento chega às 8 vagas…

    como aparecem os 17???

      • Nuno Coelho on 11 de Abril de 2013 at 12:15
      • Responder

      Lp
      Porque o apuramento da cota não é feito pelo total nacional, mas sim por QZP, pois as vagas são lançadas por QZP.
      ´O DL 29/2001 prêvê que quando exiastem entre 3 e 9 vagas, uma delas é reservada para estes colegas.
      Já no concurso externo e na contração, a cota é calculada por escola.


      1. Nuno Coelho, permita-me discordar, mas antes de abrirem as vagas por QZP abrem as vagas a nível nacional….ou Não?

          • Nuno Coelho on 11 de Abril de 2013 at 19:49

          Não. As vagas que abriram foram por QZP.


  3. Eu não considero falta de civismo ou amor ao próximo atribuir uma vaga a alguém por “pena” ou que tenha graves problemas de saúde, problemas esses que vão atribuíram a um professor uma vaga, possivelmente longe da sua residência.

    Gostava, no entanto, que alguém me explicasse como é que alguém que tem graves problemas de saúde tem as capacidades necessárias para lecionar Educação Fisica, por exemplo.

    Compreendo perfeitamente que deve haver justiça nestes casos mas a verdade é não é uma justiça que remete ao mérito, ao esforço, ao empenho. Respeito muito quem tenha uma doença oncológica, mas não consigo digerir uma situação como esta: um professor no final de uma lista passe à frente de pessoas que há muitos anos lutam para vincular.

    A saúde é um bem fundamental mas nunca e jamais poderá ser discriminatório, um “privilégio”, um “escape”. Vamos ter passar esta situação para o privado. Seria possível?

      • Nuno Coelho on 11 de Abril de 2013 at 21:29
      • Responder

      Dl 29/2001
      Artigo 2.o
      Âmbito pessoal de aplicação
      1 — Para efeitos do presente diploma, consideram-se
      pessoas com deficiência aquelas que, encontrando-se em
      qualquer uma das circunstâncias e situações descritas
      no n.o 1 do artigo 2.o da Lei n.o 9/89, de 2 de Maio,
      possam exercer, sem limitações funcionais, a actividade
      a que se candidatam ou, apresentando limitações funcionais,
      estas sejam superáveis através da adequação
      ou adaptação do posto de trabalho e ou de ajuda técnica.
      2 — A deficiência prevista no n.o 1 abrange as áreas
      de paralisia cerebral, orgânica, motora, visual, auditiva
      e mental.

      Lei n.o 38/2004 (revogou a Lei 9/89)
      Artigo 2.o
      Noção
      Considera-se pessoa com deficiência aquela que, por
      motivo de perda ou anomalia, congénita ou adquirida,
      de funções ou de estruturas do corpo, incluindo as fun-
      ções psicológicas, apresente dificuldades específicas susceptíveis de, em conjugação com os factores do meio,
      lhe limitar ou dificultar a actividade e a participação
      em condições de igualdade com as demais pessoas.

      Ou seja, não é necessário ter um “grave” problema de saúde. Por exemplo, determinadas lesões relativamente comuns em diversos desportos (e muitos professores de educação física praticaram algum tipo de desporto, muitos de alta competição) podem ser o suficiente para os incluir neste DL. Por este motivo até é provavel encontrar mais professores de E.F. que possam utilizar este DL.


  4. Nuno Coelho, a sua resposta parece-me excelente para encerrar este tema… que tanta dor de cabeça faz!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog