Power Point de Apresentação do Concurso

Na ausência do aviso de abertura podem ir lendo o powepoint apresentado a semana passada às organizações sindicatos e escolas.

PPDGAECONCURSODOCENTES2013

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/04/power-point-de-apresentacao-do-concurso/

33 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Patrícia on 22 de Abril de 2013 at 13:41
    • Responder

    Bom dia, aguardo com alguma ansiedade informação sobre os docentes que concorrem ao DCE. sobre este concurso não há nenhuma informação relevante?

    • fdoc on 22 de Abril de 2013 at 13:44
    • Responder

    Só para dizer que agora que os qzp’s foram alargados, não faz sentido nenhum manter o mínimo de 2 qzp’s na manifestação de preferências.

      • Prof.ª (Des)empregada on 22 de Abril de 2013 at 14:54
      • Responder

      Colega, sem dúvida… O problema é que isso exigiria a revogação do DL 132/12 e a publicação de um novo diploma de concursos…

        • fdoc on 22 de Abril de 2013 at 15:18
        • Responder

        Quando lhes interessa fazem todas alterações e mais algumas em poucos dias, até portarias servem….
        É inadmissível porem contratados a correrem 1/3 do país.

      • João on 22 de Abril de 2013 at 14:54
      • Responder

      Boas tardes.
      Segundo me parece interpretar…
      Os limites mínimos não se aplicam aos QZP —- SLIDE 19.
      Agradeço contudo confirmação e melhor interpretação!
      Cumps.

        • Maria on 22 de Abril de 2013 at 19:42
        • Responder

        Leia o aviso de abertura: os QZP concorrem obrigatoriamente ao seu QZP mais pelo menos um código de outro agrupamento de outro QZP.


  1. Com tanta aldrabice já conhecida, este concurso vai acontecer mesmo???

    Entretanto, se nem o MEC se entende com a nova ortografia, escrevendo um só documento simultaneamente com e sem acordo ortográfico (“lectiva”, “letiva”… ), como havemos nós, professores, de o impingir aos alunos com convicção?!
    Não haverá por lá nenhum especialista que saiba trabalhar com um conversor ortográfico, ao menos?

    • Margo on 22 de Abril de 2013 at 14:14
    • Responder

    Concordo com o que foi dito. Não faz sentido manter 2 zonas pedagógicas com este alargamento. Será que já não alteram isto? Vai ser mesmo assim? Arlindo o que te parece?

    • castle on 22 de Abril de 2013 at 15:04
    • Responder

    Uma pergunta, Arlindo.

    Aquando da mobilidade interna será possível concorrer a outro grupo de recrutamento, para o qual tb se tenha profissionalização e que consta no e-bio, para além daquele a que se pertence? Exemplo: sou do 300, mas não obtive colocação na mobilidade interna; dá para ficar numa vaga do 910 se houver vaga ou é lá colocado um colega contratado?

    Se querem realmente aproveitar os recurso humanos dos quadros, esta possibilidade faz todo o sentido.

    Senão para que servirá o e-bio?!?

      • Inessantos on 22 de Abril de 2013 at 16:41
      • Responder

      colega,
      estive nas mesmas condições e não me foi permitido ocupar vaga do 910; fui obrigada a concorrer para M.I. apenas para o grupo 520 e a vaga do 910 do meu agrupamento foi ocupada por colega contratado. Eu, mesmo sendo do Q.A., fui colocada por M.I. a 40 km do agrupamento para exercer no 520. Mas, nunca se sabe… cada vez mais, nas nossas escolas é cada cabeça sua sentença…

        • Castle on 22 de Abril de 2013 at 18:02
        • Responder

        Para mim, para além de injusto, não tem lógica nenhuma. Não é assim que estão a aproveitar os recursos dos quadros.

        Penso que seria um dever dos sindicattos chamar a atenção para estas situações..

        E penso que ainda vão a tempo…

    • ginia on 22 de Abril de 2013 at 16:07
    • Responder

    será que vai haver reconduções este ano?

      • Ana Duro on 22 de Abril de 2013 at 17:08
      • Responder

      Este é ano de concurso interno e externo! Não há reconduções…tb para tal teriam de existir vagas.

      • Maria on 22 de Abril de 2013 at 19:45
      • Responder

      Reconduções como colega, explique lá? Vamos saltar TODOS, ai reconduções. E já acabavam com essa treta também.

    • Transmontano on 22 de Abril de 2013 at 16:23
    • Responder

    Também estou interessado nessa resposta, colega Castle.Em 2009 começou essa desigualdade de acesso a essas vagas entre docentes de quadro e docentes contratados e está na altura de a alterarem .Quem for opositor à transição de grupo deve poder voltar a candidatar-se no concurso de M interna, a menos que o MEC tenha outras intenções…

      • Castle on 22 de Abril de 2013 at 18:08
      • Responder

      Também sou da mesma opinião e não sei porque é que, até aqui, não o fizeram assim. Não tendo nada contra os contratados, bem pelo contrário, pergunto-me se faz sentido meter um contratado no lugar de um do quadro (que permanece com horário 0) para fazer o mesmo serviço, sendo obrigado pagar dois ordenados?

      Mas tb já estou como o colega: será intencional…?!?

      Alguém que os meta na ordem e os chame à razão que começo a ficar cansado com toda esta situação…

    • Maria on 22 de Abril de 2013 at 16:28
    • Responder

    Pois… eu também estou preocupada com as informações sobres os DAR e os DCE… Não há qualquer informação até agora sobre o assunto…. Será que deixam de existir???

      • João on 22 de Abril de 2013 at 16:32
      • Responder

      Boa tarde colegas.
      Apenas uma indicação que creio fará algum sentido para os colegas do quadro. QE e QZP.
      As permutas serão a partir de agora uma figura bastante interessante e a ter em conta.
      Cumps.

      • António Silva on 22 de Abril de 2013 at 17:36
      • Responder

      Os DAR e DCE passaram a ser mobilidade interna e concorrem na 2ª prioridade atrás dos QZP que não ficam colocados em QE/QA, com o concurso extraordinário deste ano é fácil de ver que todos esses recem efetivos vão passar à frente porque não têm ~vagas para serem colocados em sede de concurso interno.

        • Maria on 22 de Abril de 2013 at 19:47
        • Responder

        Recém-efetivos calma aí, sou QZP há 11 anos, ouviu bem, há 11, e vou continuar a ser.

          • António Silva on 23 de Abril de 2013 at 11:34

          Obviamente o recem-efetivos reporta-se àqueles que foram admitidos no concurso extraordinário de 2013.. Aliás com as novas regras de jogo (mobilidade interna) é vantajoso ser QZP porque são os primeiros a concorrer Às vagas disponíveis e com maior probab ilidade de obterem serviço nos agrupamentos da sua preferência .

        • Maria on 23 de Abril de 2013 at 18:28
        • Responder

        Deus o ouça António Silva. Estou sujeita a, no mínimo 130km e no máximo 300km de casa. Não estou assim tão otimista, mas obrigada na mesma. 🙂

    • António Silva on 22 de Abril de 2013 at 17:33
    • Responder

    Este regime da mobilidade interna é uma grande injustiça porque facilita que docentes menos graduados em QZP vão na 1ª prioridade passando à frente daqueles colegas com muito mais tempo de serviço, mas porque foram obrigados a efetivar em uma escola deixaram de poder concorrer para aproximação à residência em pé de igualdade com os outros porque agora só podem concorrer na 2ª prioridade!
    Se são todos docentes dos quadros porque não concorrem na mesma prioridade à mobilidade, quer tenham horário atribuído ou não, já que as suas vagas por escola seriam libertadas para outros não haveria diferença para o MEC.

      • José on 22 de Abril de 2013 at 18:04
      • Responder

      Concordo plenamente! Já que noutra altura defenderam a lista de graduação (ex: na contratação) é discriminatório porque os QA estão para sempre condenados a uma colocação (no fim do mundo) vendo colegas que ingressaram agora na carreira nas vagas que aguardam há pelo menos 4 anos. Nem sei se será legal, porque os concursos públicos obedecem a graduação…

        • Maria on 22 de Abril de 2013 at 19:53
        • Responder

        Compreendo a sua indignação José, mas os colegas que estão em QZP não têm culpa nenhuma, é o meu caso. E não estou há 11 anos em QZP por gosto, estou mesmo porque não tive alternativa ainda. E mais lhe digo: muitos colegas de QZP que tiveram a sorte de entrar antes de mim porque são mais velhos do que eu, em quadros onde eu gostaria de estar e que têm graduação inferior à minha. E agora? Vou dizer que isso não é legal e se estão atrás de mim têm que ir a concurso comigo obrigatoriamente para eles saírem e entrar eu? Claro que não, azar o meu agora, que vou aproximar quando tiver 60 anos ou por aí.

          • António Silva on 23 de Abril de 2013 at 11:30

          O que eu defendo por uma questão de justiça é que na afetação ao abrigo da mobilidade interno não faz sentido existirem diferentes prioridades, todos os docentes deveria poder concorrer em simultâneo e de acordo com a lista graduada.
          Porque é que o ministério dá prioridade a quem não tem serviço atribuído, esses ao concorrerem obrigatoriamente à mobilidade serão sempre colocados onde necessário pelo que par o MEC é indiferente. Mas não para os docentes porque da forma como está definido os colegas sem serviço são premiados face a outros que foram obrigados a efetivar “no fim do mundo” só porque são mais antigos.

      • Maria on 23 de Abril de 2013 at 18:34
      • Responder

      António, lá vamos nós de novo. Eu também estou num quadro do fim do mundo. Dou-lhe razão, mas a verdade é que não ter horário não é um prémio, é mesmo uma desgraça. Só quem não quer trabalhar e está mas é preocupado em receber o seu ao fim do mês é que não percebe isso.
      E depois, do ponto de vista ético, o que é prioritário? Dar a possibilidade a quem já tem o seu prato de trocar a comida porque não gosta assim muito daquela, ou dar primeiro um prato de comida, seja ela qual for, a quem não tem nada para comer? Hum? 🙂

        • António Silva on 24 de Abril de 2013 at 11:44
        • Responder

        Não está em causa ter um “prato que comer” porque estamos a falar de professores efetivos QA ou QZP, mas já que falamos em ética e justiça, não é justo que quem chegou por último (ou tem pior classificação) fique com o “melhor prato” porque, se eu trocar o meu por outro melhor, vai haver outro que ficará com o meu, só isso. Ninguém vai ficar de fora é apenas uma troca de cadeiras ou então esqueçamos os concursos ordenados e é a lei da selva, o mais forte que agarre o lugar e salve-se quem poder.

    • Maria on 22 de Abril de 2013 at 17:53
    • Responder

    Na medida em que qzp’s foram alargados, não faz sentido nenhum manter o mínimo de 2 qzp’s na manifestação de preferências. Qual o objectivo de obrigar os Contratados (com 8 horas, 10 hoars, 15 horas), normalmente sem horário complecto a concorrer a 1/3 no país. Esta medida interessa a quêm ? é útil a quêm ? é uma mais valia para quêm? qual a razão desta obrigatoriedade ? qual o sentido ?


    1. Agradeça aos sindicatos, andam a dormir.

    • DulceG on 22 de Abril de 2013 at 18:07
    • Responder

    Alguém pode esclarecer o que significa isto, relativamente às preferências…???
    artigo 9.º
    3 ‐ Os limites mínimos referidos no número anterior não são, porém, aplicados aos
    candidatos aos concursos previstos na alínea a) do n.º 1 do artigo 5.º (concurso
    interno), nas alíneas a) e d) do n.º 2 do artigo 6.º (mobilidade interna,
    contratação de escola), bem como aos docentes de carreira candidatos ao
    concurso previsto na alínea c) do n.º 2 do artigo 6.º (reserva de recrutamento)

    • quero trabalhar on 22 de Abril de 2013 at 21:42
    • Responder

    Dulce G também gostaria de esclarecer esse ponto. Eu interpreto que os contratados não necessitam de concorrer pelos minimos, Será? Sinceramente não me apetece concorrer a 2 QZP

    • Jorge on 25 de Abril de 2013 at 15:18
    • Responder

    Viva, uma coisa que não entendo, alguém me explique por favor!

    no documento aqui apresentado aparece em 4ª prioridade os docentes que entraram ao abrigo do dl 7/2013!, mas no DL nº132/2012 não aparece a 4ºprioridade!

    Sou eu que estou a ver mal ?????

    alguem me explique isto

    cumprimentos
    Jorge

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog