Listas do Concurso Externo Extraordinário

No sítio do costume.

Ainda bem que o MEC seguiu o que aconselhei.

 

EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR
 
100 – Educação Pré-Escolar
1º CICLO DO ENSINO BÁSICO
 
110 – 1º Ciclo do Ensino Básico
2º CICLO DO ENSINO BÁSICO
 
200 – Português e Estudos Sociais-História
210 – Português e Francês
220 – Português e Inglês
230 – Matemática e Ciências da Natureza
250 – Educação Musical
260 – Educação Física
3º CICLO DO ENSINO BÁSICO-SECUNDÁRIO
 
300 – Português
310 – Latim e Grego
320 – Francês
330 – Inglês
350 – Espanhol
400 – História
410 – Filosofia
420 – Geografia
430 – Economia e Contabilidade
500 – Matemática
510 – Física e Química
520 – Biologia e Geologia
540 – Eletrotecnia
550 – Informática
560 – Ciências Agro-Pecuárias
600 – Artes Visuais
620 – Educação Física
EDUCAÇÃO ESPECIAL
 
910 – Educação Especial 1
920 – Educação Especial 2
930 – Educação Especial 3
 
 
100 – Educação Pré-Escolar
1º CICLO DO ENSINO BÁSICO
 
110 – 1º Ciclo do Ensino Básico
2º CICLO DO ENSINO BÁSICO
 
200 – Português e Estudos Sociais-História
210 – Português e Francês
220 – Português e Inglês
230 – Matemática e Ciências da Natureza
250 – Educação Musical
260 – Educação Física
3º CICLO DO ENSINO BÁSICO-SECUNDÁRIO
 
300 – Português
310 – Latim e Grego
320 – Francês
330 – Inglês
350 – Espanhol
400 – História
410 – Filosofia
420 – Geografia
430 – Economia e Contabilidade
500 – Matemática
510 – Física e Química
520 – Biologia e Geologia
540 – Eletrotecnia
550 – Informática
560 – Ciências Agro-Pecuárias
600 – Artes Visuais
620 – Educação Física
EDUCAÇÃO ESPECIAL
 
910 – Educação Especial 1
920 – Educação Especial 2
930 – Educação Especial 3
 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/04/listas-do-concurso-externo-extraordinario/

19 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • ginbras on 10 de Abril de 2013 at 23:13
    • Responder

    Felicidades para os que conseguir entrar. A grande maioria, chapéu de palha!

      • Shue on 10 de Abril de 2013 at 23:47
      • Responder

      Deixa lá que depressa muitos se aperceberão do verdadeiro presente que lhes deram.


    1. ????

    • Vitor Miranda on 11 de Abril de 2013 at 1:12
    • Responder

    Facto: Houve Concurso Extraordinário para professores contratados;
    Facto: Houve providências cautelares nos Açores e madeira aceites pelos tribunais;
    Facto: Ministério não impediu a continuação do concurso aquando das providências alegando que não tinha sido notificado;
    Facto: O tribunal de Ponta Delgada deliberou ontem dia 9 de abril contra o MEC exigindo que os professores dos Açores fossem considerados nos Concursos (tribunal da Madeira segue a mesma orientação);
    Facto: Dia 10 noite dentro MEC publica listas de colocação sem considerar decisões do Tribunal.
    Questão: E agora?
    Para mim mais uma forma de o MEC colocar as culpas em cima dos tribunais.
    Como: alegando que as listas estavam feitas e publicadas aquando da notificação dos tribunais e por isso não puderam abrir novamente aplicação, fazer novas listas, novos prazos de reclamação e por aí fora.
    Logo: Condenado e não cumpridor forma mais airosa – anular colocações obtidas no concurso e dar início ao Concurso Interno e Externo o mais rápido possível.
    Conclusão: É no mínimo estranho que as listas tenham sido publicadas hoje depois de quase três meses de espera. É estranho que não se cumpra, uma vez mais as decisões do sistema judicial…. é estranho mas muito conveniente, numa altura em que todas as despesas estão congeladas.
    Pode ser que me engane, mas continuo a ter todos os dias provas que só não acerto no número do Euromilhões.

      • Cristina on 11 de Abril de 2013 at 1:29
      • Responder

      FACTO:tudo uma confusão e muito estranho…

    • Jóni on 11 de Abril de 2013 at 10:36
    • Responder

    Eu sou docente contratado nos Açores e continuei excluído nestas listas. Embora não entrasse, não me parece congruente nem lógico atropelar as decisões dos tribunais… Parabéns aos colocados!


  1. obrigado mais uma vez ao Arlindo por dar a noticia aos seus seguidores sem termos de estar sempre de olhos postos no site do Mec

    • RicardoF on 11 de Abril de 2013 at 14:22
    • Responder

    É UMA VERGONHA DE CONCURSO. MAS É AINDA MAIS VERGONHOSA A CLASSE POLITICA E SINDICAL QUE TEMOS… Que não permitiu a professores de QZP, que já sacrificaram as suas vidas para subirem de prioridade para poderem aproximar mais rapidamente de casa, concorrer a estas vagas. Resultado: professores de QZP ficam mais uns bons anos longe de casa se tiverem emprego, enquanto que alguns professores contratados (que não tenho nada contra eles) com graduação superior e inferior, ficam colocados nos QZPs pretendidos…
    Já não chega ter sorte!

      • rosa on 11 de Abril de 2013 at 15:38
      • Responder

      Que grande mentira ,eu não fiquei no QZP pretendido fiquei a 250km de casa!!É paleio sem fundamento!!!!!

        • ratatui on 12 de Abril de 2013 at 13:43
        • Responder

        Pois… mas ficou, rosa. Sou QZP, a 200 km de casa e estou num grupo de recrutamento que no próximo ano irá pertencer à mobilidade especial. Sinto-me injustiçada, porque há 8 anos que estou na EE e não consegui entrar nos quadros e agora, à luz deste concurso extraordinário, colegas, com menos tempo de serviço do que eu, ficaram com lugar.
        Durante 20 anos andei longe de casa e continuo, efetivei em QZP há 13 anos e a 400 km de casa e os colegas que agora ficaram, salvo raro exceções, já poderiam estar há muitos anos nos quadros. A sorte deve ser só para alguns. Mas pronto, é o país que temos e quem não estiver bem que se mude. Bem haja a todos os que ficaram colocados e boa sorte.

          • Cristina on 13 de Abril de 2013 at 0:07

          Concordo!! Fiquei agora em qzp, longe de casa, mas ficar neste qzp seria impossível num outro concurso com todos os profs, CONCORDO!!!!!Não sou da EE……

        • Ricardo on 12 de Abril de 2013 at 18:23
        • Responder

        Como é possível???? Ninguém tem culpa que a Rosa esteja mal informada, informada parcialmente ou que não queira ver a realidade… Mas penso que também para isso serve este blog (parabéns a quem o criou). Diga lá qual é o fundamento que lhe falta antes de falar em “mentira”.

    • António on 11 de Abril de 2013 at 20:32
    • Responder

    Se este concurso incomodou tanta gente a começar pelos Senhores sindicatos (que não é o mesmo que professores, que não exercem funções letivas e se auto proclamam defensores daqueles que fazem aquilo que eles sempre fugiram que é dar aulas) e eram 603 vagas, o que seria se fossem os tais 10000 lugares que os sindicatos diziam pedir. É que às vezes pede-se o que já se sabe que não se consegue para passar a imagem que se defende os verdadeiros professores. ACORDEM os sindicatos defendem os seus, lançam a confusão para passar a imagem que são imprescindíveis. Felizmente já me des sindicalizei há mais de 15 anos e cada dia que passa acho que foi mas melhores decisões que tomei, senão chorava cada cêntimo que descontava para esses grupos, que vivem dos nossos impostos e de confusão que está lançada também por eles, na educação em Portugal.

    • O Cão Danado on 13 de Abril de 2013 at 15:30
    • Responder

    Expliquem-me…

    Como é que professores com mais de 60 anos de idade e cerca de 30 anos de serviço entram neste momento num concurso externo extraordinário? Onde é que eles andaram este tempo todo?

      • Cristina on 13 de Abril de 2013 at 17:03
      • Responder

      LOL…..no meu grupo isso tb acontece……pois é…andaram por aí!!!!!!

    • Daniel on 14 de Abril de 2013 at 1:40
    • Responder

    Andaram pelo privado. Conheço a primeira colocada do 110, esteve até 2006 num colégio, nesse ano o bispo arranjou-lhe um lugar no 290, quando este tacho acabou, em 2011, por força de um mega, virou-se para o 110. São estes os contratados com muitos anos de “escola pública”.

    • O Cão Danado on 15 de Abril de 2013 at 14:58
    • Responder

    Não percebo a falta de interesse pelo tema Arlindo. Gostaria de ver uma grelha a perceber qual o número de colegas oriundos dos privados e dos superiores com idades avançadas.

    Mas não…nem uma palavra.

    • Maria Silva on 15 de Abril de 2013 at 15:21
    • Responder

    Alguém sabe como vão ser reposicionados na carreira os colegas que ficaram no CE?


  2. Não foi falta de interesse, mas sim ausência do país até ontem à noite. Mas não sei porque me perguntas isso já que fui dos poucos que achava bem que o tempo mínimo dos 3600 dias no público devia ser uma condição a manter-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog