Valor dos cortes para 2012

A Fenprof apesenta o valor dos cortes por escalões previstos no Orçamento de Estado para 2012.
Não é por aqui que me assusto, apesar do dinheiro ainda ser dinheiro e custar ficar sem 4710 euros em apenas um ano. Aprenderei a fazer uma nova forma de vida, apenas isso.

O que mais custa é que apesar deste esforço saber que o corte para muita gente será total. Que além destes 709 milhões haverá outros cortes que colocarão grande parte dos 15000 + 10 (só 10 docentes no índice 126?) no desemprego.

Continuo a achar que deve haver uma outra saída para combater uma diminuição drástica do curriculo que acabará por ser prejudicial para o futuro. O currículo pode estar desajustado e precisar de ser revisto mas não deve ser feito com base em critérios estritamente orçamentais.

Manuela Ferreira Leite lançou recentemente uma ideia que vem mais ou menos no seguimento do que penso. Pode ser possível em vez de se destruir o currículo que se atribuam pagamentos temporários e excepcionais para algumas ofertas não essenciais do currículo nacional às famílias com maiores rendimentos, mantendo assim possível uma matriz curricular ampla e universal.

 



Estes quadros para mim são importantes porque em contas por alto adientei que poderiam estar no quadro cerca de 107.387 docentes nos quadros e os números que a Fenprof aponta como sendo do MEC diz que existem 108.240. Se acertei por uma margem de erro inferior a 1000 quero a minha montra, ok?

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/11/valor-dos-cortes-para-2012/

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • professor quando calha on 9 de Novembro de 2011 at 16:43
    • Responder

    10 docentes no índice 126?
    estão a gozar?
    só pode.
    quem são os outros 9?

    1. Só num agrupamento existe mais 4 …. coloquem a questão ao misi.min-edu.pt

        • Zeca on 9 de Novembro de 2011 at 23:28
        • Responder

        Comigo incluido somos 3 no agrupamento onde estou!

  1. Mas uns quantos que conheço e num instante ultrapassou-se os 10.
    Será que a Fenprof desconhece esta realidade? Isso preocupa-me.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: