adplus-dvertising

5 de Novembro de 2011 archive

Bom domingo

Pode dar jeito a muitas escolas.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2011/11/bom-domingo/

Lapsos de Darque

É tão fácil desculpar quando o erro é assumido pelo próprio.

Ex.ma Senhora Dra.

Por lapso no uso da aplicação de selecção no concurso 58 deste agrupamento (grupo 910 ensino especial) foi V. Exa. sinalizada como seleccionada. Na verdade, na lista ordenada a publicar (que inclui 285 candidatos) V. Exa. aparece ordenada na posição 79. Logo, nunca poderia ser a seleccionada.

Informamos de que se pretender aceitar a selecção esta nunca será comprovada pela escola e nunca produzira contratação visto que, havendo 78 candidatos pontuados a frente de V.Exa (a diferença para o 1º vale cerca de 7 valores, por exemplo) essa comprovação de uma selecção erronea geraria as legitimas reclamações dos restantes.

Assim, e pedindo desculpa pelos transtornos (muito embora ainda nem nos tenha contactado), solicitamos que, ou explicitamente não aceite o horário o que simplificaria a nossa tarefa de prosseguir com o concurso ou se o aceitar tome conhecimento de que imediatamente daremos os seus dados como não comprovados (forma de solucionar o problema e avançar para o candidato seguinte).

Não necessita de nos contactar mas apenas de realizar a operação de não aceitação na aplicação.

Esperamos que compreenda a dificuldade que muitas vezes se nos coloca no uso da aplicação que como utilizadora saberá ser por vezes pouco amigável (e que se agrava quando temos de gerir uma folha de calculo com 285 linhas de dados).

Em 3 anos de uso esta constitui a primeira situação do género que nos ocorre e muito o lamentamos.

Deste mail foi dado conhecimento por mail aos 78 candidatos ordenados acima de V.Exa para que tomem conhecimento e possam consultar a lista de ordenação para verificar a sua posição e se evitem as reclamações previsiveis face a este erro já corrigido.

Agradecendo a colaboraçao de V.Exa.

Com os melhores cumprimentos,

Luis Sottomaior Braga (Director do Agrupamento de Escolas de Darque)

Contacto telefonico 258320375 ou 370

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2011/11/lapsos-de-darque/

Debate em torno de EVT

O “TAMBOR” colocou neste post um texto que procura dar uma resposta ao anunciado fim da disciplina de EVT anunciada por Nuno Crato.  Como não discordo desta ideia e porque pode ser complementada com outras propostas deixo aqui o seu texto e a minha ideia complementar a esta proposta.

A defesa da disciplina de EVT passa sobretudo por defender ET. A produtividade a capacidade técnica/produtora. O estímulo de competências empreendedoras de produção/criação de objectos utilitários, buscando materiais e suportes diversos, constitui um laboratório de experiências muito útil para o futuro no mercado de trabalho da grande maioria dos alunos. É nesta base pragmática, que deve assentar Revisão Curricular no que respeita a EVT. Políticos e economistas tem vindo, nos últimos anos, a alertar para a falta de qualificação técnica dos portugueses e as consequências que dai advém para a economia. Esta é uma das razões mais apontadas para o enfraquecimento da competitividade das nossas empresas relativamente às da Europa de leste ou às potências económicas emergentes.
A perigosidade do uso dos instrumentos e dos materiais na faixa etária com a qual trabalhamos, só por si, já justificam a manutenção do par pedagógico em ET, que aliás sempre existiu, mesmo antes do 25 de Abril. Basta imaginar turmas de entre 25 e 30 alunos, com idades a rondar os 10,12 anos, de ferramentas na mão, a cortar martelar e furar madeira ou metais em simultâneo com a supervisão de apenas um docente na sala! É quase uma caricatura à segurança no trabalho, que é curiosamente um dos conteúdos fundamentais do programa da disciplina no quadro da ET. Defendamos o que é justo, imprescindível e por isso mesmo defensável. Temos toda a legitimidade na defesa do par em ET.
Neste contexto considerem o seguinte:
– Colocação de professores de EVT no grupo 140 – Expressão Plástica do 1º Ciclo.
– No 2ºCiclo dividir a disciplina em duas, Educação Tecnológica e Educação Visual. Em que ET continuaria com par pedagógico e E.V com apenas 1 professor. Ambas com 90 minutos, ou seja 2 tempos lectivos cada. Ambas com 90 minutos, ou seja 2 tempos lectivos cada (actualmente EVT tem 180min correspondente a 4 tempos lectivos com 2 professores em permanência).

Estando a existência do par-pedagógico condenada à partida pela pressão externa na redução de despesa deixaria aberta a possibilidade da disciplina de ET ser feita em desdobramento de turma (Anual) com uma disciplina complementar para esse desdobramento na área das Tecnologias de Informação e Comunicação (45 minutos) e na parte experimental das ciências nos restantes 45 minutos. Ganhava assim o currículo do 2º ciclo e a disciplina de ET.

Apesar de gostar de trabalhar em par-pedagógico, não coloco de parte a sua eliminação, desde que seja possível trabalhar com uma turma reduzida.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2011/11/debate-em-torno-de-evt/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: