Sindicatos Independentes desconvocam Greve de Docentes de Dia 14 de Junho

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2017/06/sindicatos-independentes-desconvocam-greve-de-docentes-de-dia-14-de-junho/

48 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • algarvio on 9 de Junho de 2017 at 21:48
    • Responder

    Tretas….

    • Afonso Oliveira on 9 de Junho de 2017 at 22:06
    • Responder

    REGIME GERAL DE APOSENTAÇÃO – Esses senhores dos sindicatos não aproveitam a dica do Dr- Costa? Pois… Os docentes do 1º ciclo (monodocência) só servem como arma de arremesso e nunca é reivindicado para eles.
    É o que temos.
    Espero que as outras organizações sindicais (Femprof e Fne) façam algo pelos docentes do grupo 100 e 110.
    A ver vamos…

      • Professora on 9 de Junho de 2017 at 23:12
      • Responder

      E saber que muito boa gente há 10 anos se aposentou com 52 anos e/ou 55 anos. Que mal fizemos nós a Deus ou aos governantes – que têm mais de quantas reformas e trabalham em várias empresas em simultâneo e ainda têm mais uns escritórios aqui, ali, além e acolá… Que mal lhes fizemos quando alguns se reformaram aos 42, 45…por alguns/poucos anos de trabalho? 🙁

        • Contribuinte on 9 de Junho de 2017 at 23:13
        • Responder

        O quê??????????’

        Então a maralha reformava-se por inteiro aos 52 ANOS DE IDADE????

        Grande forrobodó! é por essas e por outras que o País tem uma divida publica colossal!……

        Ainda tem a lata de vir para aqui dizer que se REFORMAVAM POR INTEIRO AOS 52 ANOS DE IDADE….Gande LATA……

          • Maria Santos on 10 de Junho de 2017 at 4:42

          Eram só os educadores de infância e os professores do 1.º ciclo do ensino básico. Aos restantes, aplicava-se o regime geral de aposentação. Agora, aplica-se a todos. E nem pensar, novamente, em regime especial só para alguns! Ou há moral, ou comem todos! Os educadores e professores do 1.º ciclo do ensino básico, aos 60 anos de idade, já beneficiam de um regime especial de trabalho. Os outros todos têm de continuar a dar aulas até aos 66 anos de idade e 3 meses…

          • Kalimandro on 12 de Junho de 2017 at 1:02

          Nem sei onde foram buscar estas ideias todas, onde a ignorancia prevalece, e é esta ignorancia que tem lesado os professores do 1º ciclo:
          – O professores do 1º ciclo que tinham 22h semanais, como os outros professores
          – Algures entre o final do sec. XX e o início do sec. XXI, uma mente esclarecida ( que eu penso que foi o ‘Cavaco’, achou que os professores do 1º ciclo tinham de trabalhar 25h semanais.
          – Os professores do 1º ciclo, ficaram assim em desvantagem em relação aos outros professores do Básico em 3 h semanais.
          – Mais tarde, foi reposta justiça, não se reduziram as 25 h semanais de trabalho, mas o crédito das 3 horas semanais, foi transformado num bónus na aposentação e, assim sendo, enquanto os professores continuaram a reformar-se com 36 anos de serviço, como o resto dos funcionários públicos, os professores do 1º ciclo, com justiça, beneficiaram de uma redução de 4anos, que matemáticamente correspondia ao tempo que trabalhavam a mais.
          Por ignorancia ou má-fé dos que governam e por imposições indiscriminadas e discriminatórias, voltaram a um regime geral e como não chegou, subrepticiamente foi-lhe agravado o horário de trabalho, o professor do 1º ciclo chega a estar na escola das 9h às 17:30, são únicos, porque isto não acontece com os restantes.
          – Os professores sempre fizeram parte de um corpo especial da função pública porque devido às suas especificidades, não podem ser tratados de maneira igual a outros grupos da função pública e até com outras atividades do privado e, não é por acaso – apenas a exemplo, um professor desde que entra em serviço até que sai, apenas relaxa ( algumas vezes), quando há intervalos (pequenos), de resto a “sua clientela” exige-lhe uma permanente atenção, precisa de estar em permanente diálogo, e se a clientela questiona, nunca se pode desculpar com o colega que faltou ou não está de serviço.
          Nunca pode deixar a clientela ao balcão à espera de ser atendida, porque não é ele que trata “desses” assuntos, porque quer os alunos sejam dele ou não esse é sempre um assunto de qualquer professor.
          – Aposentações: Os professores sempre tiveram a Caixa Geral de Aposentações, que sempre foi a responsável pelas reformas dos professores – não tínhamos nada a ver com Segurança Social, até que o “Sócrates” tentou fundir a CGA na Segurança Social. Enquanto esta tinha um grande buraco a CGA estava e está bem de saúde, tanto quanto sei. E por isso a tentativa de fusão.
          Mesmo assim a maior parte dos professores, por obrigação ou até alguns porque foram enganados, passaram a descontar para a Segurança Social.
          Os professores que no imediato poderão beneficiar do regime de aposentação, eu arriscaria que 100% ainda estão inscritos na CGA, por isso não afectam, aqueles que estão na Segurança Social, por isso penso que alguns comentários aqui lidos não têm substancia.
          – Por último e porque no meu ponto de vista penso que o país iria beneficiar com a redução do tempo de reforma com as devidas adaptações para cada grupo de ensino:
          – Com a aposentação o encargo no orçamento com os professores teria uma redução substancial, pois estes professores regra geral, estão no topo da carreira, este encargo passa para a CGA.
          – Os novos professores como estão no início de carreira, geravam um encargo substancialmente menor no orçamento de estado.
          – O M.E. poderia gerir melhor a relação entre o número de professores e o número de alunos por turma, com claros benefícios para estes últimos.
          – A qualidade de ensino melhorava bastante, pois é sempre melhor ter um professor novo, com sangue na guelra e pronto para fazer coisas novos, a um professor que começa a ressentir-se e a sentir os efeitos do desgaste da profissão:
          – Depressões
          – Surdez
          – Doenças crónicas como faringites ou outras do mesmo foro.
          – Diminuição da acuididade visual.
          Qualquer destas maleitas, acabam por ter um efeito corrosivo na assiduidade destes professores, a claro desbenefício dos alunos.
          Ficam assim, aqui algumas dicas, para os que de uma forma ligeira e pouco ponderada, gostam de corrosivamente criticar os professors.

      • Moralidade on 10 de Junho de 2017 at 0:20
      • Responder

      Camarada!,,,e os outros Grupos??????

      «Ou há moralidade ou comem todos»

      • Professor Contratado on 11 de Junho de 2017 at 17:08
      • Responder

      Ó Afonso Oliveira tens cá uma LATA.

      Claro que DEVIA EXISTIR DISCRIMINAÇÃO NOS DOCENTES e entre as diferentes Classes Profissionais como na Europa Desenvolvida.

      Os docentes não são todos iguais porque não possuem “Conteúdos Funcionais” iguais.

      Uma coisa é uma “Educadora de Infância”, outra um “Professora Primária” e, outra ainda, um “Professora do Ensino Secundário”. Temos ainda uma “Professora do Ensino Superior”.

      São todas Professoras, mas não possuem o mesmo “Conteúdo Funcional”, as mesmas “Competências”, nem o mesmo grau de “Responsabilidade”.

      Dizem que os “Professores Não São Unidos” e bem.

      Claro que não podem ser unidos porque colocaram tudo no mesmo “Saco”.

      Conheci uma antiga Professora Primária que fez aquilo que agora se designa de 9º Ano de Escolaridade (antigo 5º ano dos Liceus) e depois foi tirar o Curso do Magistério Primário (3 anos). Ou seja aos 18 aninhos foi Professora Primária.

      Chegou ao Topo da Carreira e aos cinquenta e picos anos ficou REFORMADA a ganhar mais do que se estivesse no activo. Anda por aí a passear numa BOA.
      Os mais novos que paguem a factura e os desmandos da ABRILADA.

      Atualmente já não existe o Magistério Primário, mas as coisas são pouco diferentes. As agora “educadoras” e “professoras do 1º ciclo” acedem com o 12º ano a uns cursos (ditos superiores) de 3 aninhos no (dito) ensino superior privado e nas ESEs e aí estão elas na maior (agora com Licenciaturas e Mestrados da TRETA).

      Que maravilha de Carreira.

      http://www.educare.pt/noticias/noticia/ver/?id=36902&langid=1

        • Desempregado on 11 de Junho de 2017 at 17:09
        • Responder

        Professora Primária……”Chegou ao Topo da Carreira e aos cinquenta e picos anos ficou REFORMADA a ganhar mais do que se estivesse no activo.”

        Que Maravilhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa……

        Vamos comemorar!….Os Contribuintes pagam.

        http://revistaadega.uol.com.br/media/versions/champagne-1262279028_free_medium.jpg

    • Professor Contratado 68 Anos on 9 de Junho de 2017 at 22:59
    • Responder

    A malta quer reformas a partir dos 50 anos de idade. Os contribuintes que paguem.

    Nós temos um trabalho muito difícil, pior que os mineiros da Urgeiriça

    O Costa é um gajo porreiro e vai atender esta reivindicação.

    Saia uma Garrafa de champanhe fresquinho para ser bebida com o Camarada Nogueira.

    http://revistaadega.uol.com.br/media/versions/champagne-1262279028_free_medium.jpg

    • Comité Central on 9 de Junho de 2017 at 23:05
    • Responder

    Camaradas

    Resta-nos a Greve de dia 21 de Junho. É pegar ou largar

    https://3.bp.blogspot.com/-Bi2e94qG3uM/V0dsltWcHPI/AAAAAAABsOs/ktModmX5YDsmzNHI1CcX-4nhh6dyyL6MgCLcB/s1600/1051569.jpg

    • Alerta on 9 de Junho de 2017 at 23:17
    • Responder

    Caros Professores do Ensino Secundário

    De um total de 33 países da OCDE, a grande maioria (23 países!) detém um regime de vencimentos diferenciado em favor dos professores do secundário. Apenas oito países não registam diferenças salariais (Portugal e mais sete). Será que os outros 23 países é que estão errados? Penso que não! É de uma total injustiça colocar no mesmo “saco salarial” professores que têm uma complexidade de tarefas totalmente diferentes. É que volto à carga e não me canso de o afirmar: os docentes dos 2º e 3ºciclo e do secundário têm muito mais trabalho do que os docentes do 1º ciclo e pré-escolar, pelo que os regimes salariais deveriam ser totalmente diferentes.

    Ver aqui:

    http://maisumaaula.blogspot.pt/2012/11/dados-da-ocde-sobre-os-salarios-dos.html

      • Alerta on 9 de Junho de 2017 at 23:19
      • Responder

      O Camarada MÁRIO NOGUEIRA luta por colocar as BÁBÁS e os PROFESSORES PRIMÁRIOS numa Carreira Única que englobe também os Professores do Ensino Superior.

      Qualquer dia (por vontade do Camarada Nogueira as BÁBÁS e os PROFESSORES PRIMÁRIOS tinham o mesmo Vencimento de um Professor Catedrático.

      Haja Paciência…

      • José Ferreira on 9 de Junho de 2017 at 23:43
      • Responder

      Em Portugal também há diferenças. Um professor dos 2º e 3º ciclo e do secundário lecionam 1100 minutos por semana, os do 1º lecionam 1500. Como vê há diferenças no vencimento. Quanto a saber quem trabalha mais …

        • Direito de Resposta on 9 de Junho de 2017 at 23:50
        • Responder

        – Tem 2 anos de dispensa total de componente letiva aos 25 e 33 anos de serviço.
        – Aos 60 anos, reducão de 5 horas da componente letiva.

          • José Ferreira on 9 de Junho de 2017 at 23:59

          Não sei o que quer dizer com esse comentário. Só me refiro a horários sem redução. Quer que lhe apresente as contas com horários de 14 horas letivas (700 minutos).

          • Vinculativo a Vincular on 9 de Junho de 2017 at 23:59

          O quê?????????????

          Os Professores Primários tem um ano lectivo completo sem componente lectiva????

          E ganham na mesma???????

          Que Grande Balda!…. Grande Mário Nogueira….Grande Sindicato….

          Também quero VINCULAR.

        • Maria Santos on 10 de Junho de 2017 at 4:48
        • Responder

        Tretas, José Ferreira, tretas…estamos a querer comparar o incomparável! Uma «bábá» ao mesmo nível de um professor altamente qualificado?!

          • José Ferreira on 10 de Junho de 2017 at 13:05

          A senhora não sabe as minhas qualificações nem, naturalmente, eu sei as suas. Não sabe a que nível de ensino leciono, nem eu sei a que nível V. Ex.ª leciona. Tretas são os seus argumentos. Não sei o que é para si uma “bábá”, mas sei que a senhora deve saber uma vez que é altamente qualificada. Pura e simplesmente respondi a um comentário sobre vencimentos e componente letiva. Sou levado a pensar que, na sua opinião, há instituições que qualificam excelentemente os futuros profissionais do ensino e outras que não o fazem. Assim sendo, deverá V. Ex.ª denunciar junto das instâncias competentes essas falhas graves do sistema. Quanto aos seus argumentos, esses não estão ao nível da sua alta qualificação.

          • Fátima Carvalho on 11 de Junho de 2017 at 16:32

          A colega está fora da realidade. Aconselho-a a ir ver como funciona uma turma do Pré-escolar e 1º ciclo. O professor “altamente qualificado” onde paira? Sou docente do 3º ciclo e secundário.

          • Sindicalista on 11 de Junho de 2017 at 17:02

          Ó Fatinha não te esqueças de fazer GREVE.

          Olha que é no dia 21 de Junho….Vai ser um ÊXITO…..

          O Kamarada Nogueira espera por nós.

          Saudações Sindicais!

        • em nome da felicidade on 12 de Junho de 2017 at 15:02
        • Responder

        um prof do 1° ciclo tem 1 turma e cerca de 20 alunos. Eu tenho 8 turmas e 200 alunos! (pense, por exemplo, na diferença de reuniões e de testes e isto é apenas um pormenor entre tantos…)

          • José Ferreira on 15 de Junho de 2017 at 11:21

          Penso em tudo. Com base nos números que apresenta, agora já temos alguma argumentação, parece-me que não está a ser minimamente séria, repito, parece-me. Considera todas as suas turmas com 25 alunos, ao invés, considera as turmas do 1º ciclo com 20 alunos. Sabe muito bem a senhora que as turmas do 1º ciclo poderão comportar 26 e que nesse ciclo os docentes avaliam, no mínimo 6 disciplinas (6×25=150 alunos para avaliar). Voltemos aos seus argumentos. Um docente com a redução máxima da componente letiva e que lecione Português ou Matemática terá, no máximo, duas turmas (60 alunos) e participará em duas reuniões. Ora assim sendo, esse docente deverá receber muito menos que a senhora. Fiquemos por aqui. Quando surgirem os outros pormenores….

      • Orlando Correia on 10 de Junho de 2017 at 20:05
      • Responder

      Algum dia deu aulas ao 1º ciclo…É melhor estar calado…

      • Fátima Carvalho on 11 de Junho de 2017 at 16:27
      • Responder

      eheheheheheh

        • Pai Preocupado on 11 de Junho de 2017 at 17:17
        • Responder

        Quero que a minhas filha vá para “EDUCADORA” (ou BÁBÁ – antigas AMAS).

        Ganhar 3.000 Broas por mês. Porreiro pá!

        Até lhe vou dizer que depois até pode colocar as Auxiliares a entreter os meninos.
        Maravilha!…Que mais é que ela quer?….

        http://www.arlindovsky.net/wp-content/uploads/2016/10/vencimento.jpg

          • Pai Preocupado on 11 de Junho de 2017 at 17:23

          P.S. – Vou-lhe dizer que depois até pode fazer uma formação no SINDICATO em Gestão e pode ir para a Direção. Assim ainda ganha mais uns COBRES.

          Porreiro Pá!….
          _____________________________

          https://4.bp.blogspot.com/-zUk4b2Fwuqs/VuiUCA_MeBI/AAAAAAAAEA8/3jOEIXgKMvEetWoO44j28HVqCOWreqdBw/s1600/1257%2BSuplementos%2BRemuneratorios.png

          • Educadora por paixão on 11 de Junho de 2017 at 19:17

          Talvez quisesse um pai mais instruído e esclarecido, pois os valores que apresenta não correspondem ao salário líquido!
          Além disso as “Educadoras de Infância” não são as antigas amas (estas ainda existem, não têm formação superior e tratam de bebés em casa!!!) , nem entretêm meninos, para isso contrate um “palhaço” (sem ofensa para estes profissionais que eu respeito!) ou tome o senhor conta dos filhos que resolveu ter! Sabe quantos educadores (pois também existem educadores!) estão sem emprego, outros a trabalhar como caixas em supermercados???
          É fácil criticar!
          Já agora, se quer que ela ganhe muito dinheiro é melhor mandá-la jogar futebol (e ser um Ronaldo ou um Messi). Esses sim ganham verdadeiras fortunas, mas eu não me preocupo pois não sei jogar futebol, nem me interessa o que ganham os outros!!!

          • Pai Preocupado on 11 de Junho de 2017 at 21:15

          Minha cara Educadora! Estes são obviamente os SALÁRIOS ILÍQUIDOS e são do conhecimento público.

          Quanto ao Ronaldo e ao Messi devo dizer-lhe que quem lhes paga não são os CONTRIBUINTES. E minha boa amiga Educadora esses dois jogadores NÃO SÃO FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS.

          Quanto à sua PAIXÃO não tenho a mínima duvida.

          E que PAIXÃO……………..

          Como eu a compreendo……

          Quanto a colocarem as auxiliares a entreterem a miudada até acho bem porque muitas dessas funcionárias até tem mesmo paixão pelas crianças.

          • Educadora por paixão on 11 de Junho de 2017 at 22:14

          Não me compreende, mas enfim não obrigo ninguém a aceitar as minhas opiniões tal como eu não sou obrigada a aceitar as dos outros.
          Pode crer que é paixão, pois já sou educadora há 30 anos e tenho mais licenciaturas, mas nunca quis mudar de “Vida”. Podia dar aulas até na Faculdade, mas nunca quis e sabe o que me move e continuará a mover? É a amizade que estabeleço com os meus educandos e a forma como os ajudo a crescer (muitos deles hoje já médicos, engenheiros, professores .. e até meus colegas de profissão!). Não é por acaso que mantenho contacto com a maioria dos meus alunos e que eles vêm ter comigo quando me encontram na rua, se por acaso não os reconheço para me cumprimentarem e falarem comigo! É difícil de perceber isto? Penso que não!
          Sabe, estou “congelada” na progressão da carreira desde 2001 e ganho muito menos do que na altura mas a paixão com que trabalho é a mesma, pois sou educadora por opção e vocação! Não me move a paixão ao material, ao dinheiro … esse passa e acaba, a amizade verdadeira fica.
          Aliás, se eu seguisse os conselhos do meu falecido Pai, nunca teria ido para a educação. Mas desde pequena que a escola, o estudo e os livros, juntamente com a minha formação musical, foram verdadeiras paixões para mim! A escola e as crianças são o meu mundo!
          Quanto ao facto do Messi e ao Ronaldo não serem funcionários públicos pode crer que todos pagamos para todos, inclusive nós, funcionários públicos, pagamos até para alguns ociosos que recebem rendimentos mínimos, têm subsídios e passam a vida nos cafés …

    • Alerta on 9 de Junho de 2017 at 23:21
    • Responder

    Caros Professores do Ensino Secundário, Não se deixem Instrumentalizar pelo camarada MÁRIO NOGUEIRA.

    Esse MÁRIO NOGUEIRA apenas defende os interesses das Educadoras (AMAS e/ou BÁBÁS) e dos Professores Primários e/ou Regentes Escolares (sei que defende também os professores dos Martelinhos – aqueles dos dos trabalhos manuais).

    Meus amigos, os grandes prejudicados são sempre e apenas aqueles que podem colocar em causa os EXAMES, ou seja, os PROFESSORES DO ENSINO SECUNDÁRIO.

    NÃO!….Não vão ser as BÁBÁS (antigas AMAS) – agora EDUCADORAS DE INFÂNCIA – que vão coadjuvar e vigiar os exames de 11º e 12º anos;

    NÃO!…Não são os PROFESSORES PRIMÁRIOS e/ou REGENTES ESCOLARES que vão coadjuvar e vigiar os exames de 11º e 12º anos;

    São SIM os Professores do Ensino Secundário que em qualquer País da Europa possuem um Estatuto completamente diferente e uma Tabela Salarial distinta.

    NÃO SE ILUDAM…NEM SE DEIXEM ILUDIR pelo CAMARADA NOGUEIRA e pelo JOÃO DIAS DA SILVA

    Perguntem-lhes como é nos restantes PAÍSES EUROPEUS.

    Perguntem aos SINDICALISTAS se nos OUTROS PAÍSES EUROPEUS é tudo ao MOLHO.

      • Alerta on 9 de Junho de 2017 at 23:22
      • Responder

      a ABRILADA resultou nesta PROFUNDA INJUSTIÇA. Mas tenham em atenção que não é o COMUNA MÁRIO NOGUEIRA que vai repor a JUSTIÇA.

      Lá chegará o tempo que em Portugal os Professores do Ensino Secundário serão tratados como nos RESTANTES PAÍSES EUROPEUS. NÃO ALINHEM NESTA FRAUDE dita de GREVE.
      https://oinsurgente.files.wordpress.com/2013/02/mario_nogueira_pcp_zorate255b1255d.jpg?w=277&h=400

    • Tiaguinho (o fôfo) on 9 de Junho de 2017 at 23:30
    • Responder

    É poucochinho mas é de muito boa vontade.

    Os meus amigos tem direito a um Balde de Plástico Verde (cor da Esperança)

    Cá está ele.

    http://www.suprimax.com/media/catalog/product/cache/1/image/800x/9df78eab33525d08d6e5fb8d27136e95/f/i/file_21_2_3_1.JPG

      • Contribuinte on 10 de Junho de 2017 at 0:24
      • Responder

      Não basta dar-lhes um BALDE VERDE……Era dar-lhes também uma ESFREGONA para limparem as salas e justificarem o dinheiro que ganham e que os contribuintes lhes pagam mensalmente….

      Este é o ÚNICO PAÍS DA EUROPA em que as BÁBÁS (antigas AMAS) e os PROFESSORES PRIMÁRIOS/REGENTES ESCOLARES (com cursinhos -ditos superiores – de 3 aninhos de PIAGETs, ESEs……ganham o mesmo que os Professores do Ensino Secundário. Qualquer dia querem ganhar tanto como os Professores do Ensino Superior.

      ISTO É A MAIOR DAS BANDALHEIRAS…. GRANDE MÁRIO NOGUEIRA

    • Serviço Minimo on 9 de Junho de 2017 at 23:46
    • Responder

    Estamos num IMPASSE

    A mim preocupa-me muito a questão dos Serviços Mínimos.

    O que se entende por SERVIÇOS MÍNIMOS?

    Será que posso Fazer Greve ou só posso Fazer o Que Fiz Até Agora?

    Isto é um DILEMA!…

    Sinto-me cansado….isto do SERVIÇO MÍNIMO é muito cansativo….

    https://www.queridasaude.com.br/wp-content/uploads/2016/04/homem-sentado-em-vaso-sanitario-com-dificuldade-em-defecar.jpg

      • Toninho on 9 de Junho de 2017 at 23:56
      • Responder

      É pá!…Ó Nogueira ….vê se te despachas….há aqui mais malta à espera……ou fazemos a greve de dia 21 de junho ou NÃO FAZEMOS GREVE NENHUMA e assim o vencimento desse dia já dá para o Papel Higiénico.

      Sim!…Isto de perder 1 dia de salário coloca em perigo o WC….e os próximos rolos de papel higiénico….

      ………..perder o salário do dia de greve!…Era só o que faltava…..Chiçaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa…..

      (…)

        • O Lider on 10 de Junho de 2017 at 0:17
        • Responder

        Eu vou tratar disso chamado Serviço Mínimo.

        Vamos fazer Comités de Greve à Porta dos WC das Escolas. Ai do Tiago que não ouça as Nossas Justas Reivindicações.

        Assim não se pode ser Professor.

        Ó pá não demores aí dentro que eu também estou à rasca….

        http://2.bp.blogspot.com/_grSyOiusGZQ/SA0bhOMmoVI/AAAAAAAAAlo/AVBfRaiuKNg/s1600/fenprof_mario_nogueira_zorate.jpg

  1. ANÁLISE das RAZÕES DA GREVE e das RAZÕES PARA DESCONVOCAR A GREVE dos Sindicatos Independentes:

    Razão da greve: “condições e horários de trabalho bem definidos (COMPONENTE LETIVA, COMPONENTE NÃO LETIVA DE ESTABELECIMENTO DE ENSINO E COMPONENTE NÃO LETIVA DE TRABALHO INDIVIDUAL), no âmbito da organização do ano letivo de 2017/2018;”
    Razão para desconvocar a greve: “ENVIO ÀS ESCOLAS DE UMA CIRCULAR com orientações precisas relativamente à definição dos horários dos professores, tendo sido ainda assegurado que os INTERVALOS NO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO PASSARÃO A INTEGRAR A COMPONENTE LETIVA, e que o calendário escolar do ensino pré-escolar será idêntico ao do 1º ciclo do ensino básico;”

    Razão da greve: “combate à PRECARIEDADE DOCENTE, através da realização de concursos de vinculação extraordinária no futuro próximo;”
    Razão para desconvocar a greve: “continuação da política de vinculação de mais docentes a curto prazo, nomeadamente, através da realização de NOVO CONCURSO EXTERNO EXTRAORDINÁRIO EM 2018;”

    Razão da greve: “procedimentos, efetividade e operacionalização do DESCONGELAMENTO DA CARREIRA DOCENTE em janeiro de 2018, e respetivo reposicionamento nos escalões;”
    Razão para desconvocar a greve: “cumprimento integral em janeiro de 2018, em conformidade com as regras vertidas no Estatuto da Carreira Docente, DESIGNADAMENTE, NO QUE SE REFERE AOS CASOS DOS 5º E 7º ESCALÕES, sendo alvo de negociação, MUITO EM BREVE, um projeto de Portaria sobre este aspeto em concreto;”

    Razão da greve: ”necessidade imperiosa e urgente de implementação de um REGIME ESPECIAL DE APOSENTAÇÃO para os professores e educadores, como medida de rejuvenescimento da classe docente, e de promoção da qualidade educativa, num novo tempo;”
    Razão para desconvocar a greve: “ESTÁ A SER ESTUDADO um regime funcional diversificado a partir de determinada idade e condições específicas, tendo sido assegurado que nenhum docente ficará prejudicado em relação a outras carreiras da administração pública, registando-se ainda a TENDENCIAL PREDISPOSIÇÃO para invocar no seio do Governo um regime de exceção para a classe docente;”

    Razão da greve: “necessidade de visar maior eficácia, eficiência e humanismo no funcionamento dos agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas, procurando-se, a curto prazo, A ALTERAÇÃO DO MODELO DE ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO dos estabelecimentos de ensino.”
    Razão para desconvocar a greve: “matéria EM DISCUSSÃO na Assembleia da República por iniciativa parlamentar, respeitando o Governo e o Ministério da Educação tal prerrogativa, MANTENDO-SE ATENTO e disponível para abordar o ASSUNTO NO MOMENTO PERTINENTE E OPORTUNO para o efeito.”
    “Com efeito, desde que o atual Ministro da Educação assumiu esta pasta tão importante, estes sindicatos apresentaram-lhe, em reunião havida em dezembro de 2015, estas mesmas reivindicações às quais se juntavam meia dúzia de outras, que careciam de alteração,“

    Razão da greve: como o REGIME DOS CONCURSOS,
    Razão para desconvocar a greve: 0

    Razão da greve: “a EDUCAÇÃO ESPECIAL,”
    Razão para desconvocar a greve: 0

    Razão da greve: “o NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA,”
    Razão para desconvocar a greve: 0

    Razão da greve: “a REVISÃO DOS CURRÍCULOS,“
    Razão para desconvocar a greve: 0

    Razão da greve: “a FORMAÇÃO CONTÍNUA E INICIAL DOS PROFESSORES “
    Razão para desconvocar a greve: 0

    Razão da greve: “e A MATÉRIA DA INDISCIPLINA“
    Razão para desconvocar a greve: 0

    Razão da greve: “e da INSEGURANÇA NAS ESCOLAS.”
    Razão para desconvocar a greve: “0”

    RESUMO:
    “ENVIO ÀS ESCOLAS DE UMA CIRCULAR”, “CONCURSO EXTERNO EXTRAORDINÁRIO EM 2018”, “MUITO EM BREVE”, “ESTÁ A SER ESTUDADO”, “TENDENCIAL PREDISPOSIÇÃO”, “EM DISCUSSÃO”, “NO MOMENTO PERTINENTE E OPORTUNO”, 0, 0, 0, 0, 0, 0 e 0.

    Muito pouco para desconvocar a greve.

    No entanto: os “Sindicatos Independentes poderão vir a planear outras formas de luta no início do PRÓXIMO ANO LETIVO”…

      • Maria Santos on 10 de Junho de 2017 at 4:51
      • Responder

      Uma coisa estranha…há um “Sindicato”, dirigido por dois oportunistas de dois empresários, sócios um do outro em firmas de construção civil, que está caladinho a beneficiar das dispensas sindicais.

        • Contribuinte on 11 de Junho de 2017 at 17:34
        • Responder

        O quê???????????????????????

        Os SINDICALISTAS (como o Mário Nogueira e o João Dias da Silva e tantos outros) SÃO PAGOS PELO ESTADO (pelos CONTRIBUINTES) e não dão aulas???????????????????????????

        Eu julguei que os SINDICALISTAS eram pagos pelos sócios do sindicato. Afinal estava enganado.

        Agora entendo!

        Porreiro Pá!…..

          • Contribuinte Otário on 11 de Junho de 2017 at 17:38

          Nogueira vamos comemorar!

          Isto merece uma comemoração.

          Saia mais uma de champanhe, fresquinha…..

          http://revistaadega.uol.com.br/media/versions/champagne-1262279028_free_medium.jpg

  2. Governo altera mapa para financiar colégio de amigos socialistas

    Tutela fez ajuste nas zonas que considera carenciadas de escolas públicas. E a correção permite à Escola Internacional de Torres Vedras ter contratos de associação. Os donos deste colégio têm ligações familiares à diretora-geral da DGEstE, entidade que gere os contratos, e ao PS.

    Dez dias depois de ter lançado o concurso para os colégios estabelecerem contratos de associação, o Ministério da Educação fez uma alteração nos limites geográficos que definem as áreas em que são apuradas carências na rede escolar pública. Esta alteração vai permitir que um colégio ligado ao PS possa ser contemplado com turmas financiadas até 2020.

    Trata-se da Escola Internacional de Torres Vedras, que está a perder alunos e que tem como sócios maioritários (57%), o casal Eduardo de Castro e Helena Maria de Castro, através da empresa Investimentos Imobiliários, Lda..

    Eduardo de Castro foi coordenador do PS de Rio de Mouro e fez parte da campanha autárquica de Basílio Horta, pelo PS, à Câmara de Sintra. Já Helena Maria de Castro tem ligações familiares (cunhada) da diretora-geral da Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), Maria Manuela Faria, como testemunharam várias fontes contactadas pelo SOL.

    https://ionline.sapo.pt/artigo/567293/governo-altera-mapa-para-financiar-colegio-de-amigos-socialistas?seccao=Portugal_i

      • Tiaguinho on 10 de Junho de 2017 at 11:59
      • Responder

      Eu já vos tinha dito que isto é para os amigos.

      Para vocês fica aquele Balde de Plástico Verde (cor da esperança)

      Mas tenham calma que eu vou dar-vos mais qualquer coisa!…Que tal mais trabalho?…mais papeis?….mais burocracia?…mais reuniões? (ouvi dizer que vocês adoram reunir)…

      Tão a ver como nós somos malta porreiro?

      http://static.globalnoticias.pt/storage/DN/2016/dn2015_detalhe_topo/ng6612397.jpg

        • Lider on 10 de Junho de 2017 at 15:09
        • Responder

        Tiago!… Eu e os Kamaradas estamos convosco.

        Não se preocupem com isso dos colégios. Eu mantenho as Tropas calmas.

        Uma mão lava a outra e as duas lavam o cx para que isto não cheire a mexxa.

        https://ecoonline.s3.amazonaws.com/uploads/2017/05/mario_nogueira_2_pn.jpg

          • Professor on 10 de Junho de 2017 at 15:29

          È pá!…não te esqueças que temos GREVE agendada para dia 21 de Junho e é preciso dar credibilidade à coisa.

          Já me tinhas dito que «esta não é para desmarcar» e que temos mesmo que cumprir calendário. porque ficou assim combinado com o Tiago.

          Ok…se alterarem os planos avisa.

          • Mário (o Grande Lider) on 10 de Junho de 2017 at 17:21

          Vamos festejar ao êxito desta grandiosa acção de luta.

          Camaradas saia uma enfusa de champanhe fresquinho……não se esqueçam de colocar na mesa mais três tacinhas…o Tiago, o João e a Leitão vem comemorar connosco.

          http://blog.ceciliadale.com.br/blog/wp-content/uploads/2015/09/IMG_1018.jpg

    • Afonso Oliveira on 12 de Junho de 2017 at 15:56
    • Responder

    Tanta gente a opinar e nem sabem qual a razão.
    Em primeiro leiam o ECD. Depois comparem a carga horária e depois….falem

  1. […] A dos micro-coisos para dia 14 já foi desconvocada (espero que não fosse com medo da minha sugestão de há uns dias de se auto-dissolverem se não conseguissem 5-10% de adesão). A dos espigadotes vai ser explicada por epistolografia aos “pais”. Por favor, não é que espere muito de vós, mas não poderiam começar por explicar aos próprios representados qual tem sido a vossa táctica, já que estratégia parece não existir, a não ser sobreviverem e conseguirem dinheiroihos para dar formações? […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: