Provas de Aferição de História e Geografia de Portugal 5º Ano e Ciências Naturais e Físico-Química 8º Ano

 

História e Geografia de Portugal 5º Ano / Prova de Aferição

 

Ciências Naturais e Físico-Química 8º Ano / Prova de Aferição

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2017/06/provas-de-afericao-de-historia-e-geografia-de-portugal-5o-ano-e-ciencias-naturais-e-fisico-quimica-8o-ano/

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Contribuinte Indignado on 8 de Junho de 2017 at 18:38
    • Responder

    Caros Professores(as)

    Hoje os alunos realizaram “Provas de Aferição”, as quais envolveram um enorme contingente de Recursos Humanos e de meios materiais.

    Os custos financeiros desta operação são elevadissimos.

    No Jornal da SIC um aluno que realizou a prova foi entrevistado sobre o assunto e referiu que não se empenhou em estudar para a prova dado esta valer ZERO.

    Agora pergunto eu:

    – Para que serve esta palhaçada?

    – Será que o dinheiro dos contribuintes é para delapidar desta forma?

    (…)

      • Professor Indignado on 8 de Junho de 2017 at 19:23
      • Responder

      Caro Contribuinte

      Isto é um Stressssssssss….a Geringonça manda-nos fazer esta encenação para ver se cola….

      São Secretariados de Exames, São Reuniões, São Coadjuvantes, São Vigilantes…..são papeis e mais papeis…….é a policia a trazer provas e a levar provas (eles também precisam de gastar combustível)……

      Mas devo dizer-lhe que esse aluno entrevistado pela SIC tem razão….tudo isto vale ZERO, ou seja, é um FAZ DE CONTA

      Cumprimentos

    • Paulo Jorge Moreira on 10 de Junho de 2017 at 23:33
    • Responder

    E o chamarem para corrigir Professores contratados?

    Há outra situação mais urgente, que surgiu por e-mail este fim de
    semana, que é o facto do IAVE estar a contactar Professores contratados
    para corrigirem Provas de Aferição do IAVE, quando o vinculo contratual
    destes é com a Escola ou o Agrupamento de Escolas. Isto obviamente é
    ilegal.
    Como já um colega postou no Blog do Arlindo:

    “Pois, há
    é alguns problemas legais graves, apesar de não parecerem, quanto à
    subcontratação de Professores contratados, quando o seu contrato é com
    uma Escola ou com um Agrupamento de Escolas, para corrigir tais provas.
    Este problema nunca antes tinha surgido, pois como não é legal, nunca se
    tinha chamado Professores contratados a corrigir provas a nível
    nacional, numa entidade que é um Instituto e não a sua entidade patronal
    momentânea. Recordo que o IAVE é um Instituto. Se não havia nas Escolas
    Professores de Quadro, logo com o vinculo legalmente necessário, não se
    começava este processo de provas de Aferição contando com mão de obra
    ilegal, pois são Professores contratados juridicamente alocados a uma
    Escola ou Agrupamento de Escolas. Mais grave, muitos deles têm
    micro-horários, não tendo nem componente, nem remuneração por este
    trabalho para esse Instituto. Não estará aqui uma situação de trabalho
    forçado e mesmo de escravatura? Alguém que me prove que estou errado.
    Assim volto a colocar a questão:

    “Até que ponto é legal um
    Professor contratado, com um micro-horário, cuja entidade patronal é uma
    Escola ou agrupamento de Escolas, seja obrigado a trabalhar obrigado e
    de graça para uma organização como o IAVE que não é a sua entidade
    patronal, para a qual, essa sim, tem um micro-vinculo laboral?…””

    • Carla B. on 11 de Junho de 2017 at 20:01
    • Responder

    Boa tarde.
    Observei um engano nos Critérios de Classificação da Prova de Aferição de Físico-Química, item 7, onde consideram Verdadeiro na frase IV, penso que seja Falso. Pois, antes de um líquido (puro) chegar ao ponto de ebulição apenas existe o estado físico líquido. Quando o mesmo líquido (puro) atinge o ponto de ebulição, e durante este, coexistem os dois estados físicos (líquido e gasoso). Por isso, no item 7 da PA, durante os primeiros 8 minutos, apenas existe o estado líquido.

    Pode dizer-me quais os procedimentos a tomar para fazer chegar esta observação ao IAVE? Obrigada.

    • sluiz on 12 de Junho de 2017 at 16:09
    • Responder

    50 provas, 150minutos de dispensa de trabalho de estabelecimento… Acho um pouquinho insuficiente… Ainda tenho aulas, vigilâncias e suas respectivas reuniões, avaliações, reuniões de avaliação… Enfim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: