Uma classe a ser expulsa do País

O anúncio da percentagem de docentes desempregados comparativamente ao ano passado é preocupante. Se o desemprego aumentou em termos globais 3% só na classe docente esse número disparou para os 56% comparativamente ao ano passado. Imagino como possa ser em Setembro de 2012 com a redução prevista no Orçamento de Estado para 2012. O apelo para a emigração dos jovens altamente qualificados começa a surgir por todos os lados. O caminho que Portugal está a traçar vai fazer com que grande parte da mão de obra altamente qualificada saia do país dando lugar a um portugal cada mais pobre, mais velho e mais inculto.

 

[important][/important]
[important][/important]

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2011/11/uma-classe-a-ser-expulsa-do-pais/

9 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • on 20 de Novembro de 2011 at 22:46
    • Responder

    Quando se diz que há professores a mais é sinal que estamos a ser governados por incompetentes.

      • Manel on 21 de Novembro de 2011 at 2:37
      • Responder

      Nem Mais!!!

  1. O corte no subsídio de Natal pode ser superior a 50% .

    A “coisa” explica-se assim:

    O que o actual Governo criou, pela Lei 49/2011, de 7 Setembro, foi um imposto extraordinário de 3,5%, que incidirá sobre todos os rendimentos obtidos em 2011 a incluir na declaração de IRS que será entregue em 2012. São assim abrangidos os rendimentos provenientes do trabalho por conta de outrem e independente, prediais, de pensões e de mais-valias. De fora, ficam os rendimentos de capitais, como juros de depósitos e dividendos de acções, etc.

    Os trabalhadores por conta de outrem, dos sectores público e privado, e os pensionistas terão de pagar adiantadamente este imposto: parte do seu subsídio de Natal será automaticamente retida pelas entidades que o pagam e entregue ao fisco até 23 de Dezembro – o corte no subsídio de Natal é apenas uma antecipação do imposto extraordinário de 3,5%. Mais tarde, com a entrega da declaração de IRS, será feito o acerto.

    Veja-se o caso de um casal de professores, ambos no 5º escalão, sem filhos e considerando apenas os seus salários, sem outros eventuais rendimentos:

    Valor retido no subsídio de Natal, como pagamento antecipado do imposto – 926,00 € [463,00 € de cada membro do casal]

    Valor efectivo do imposto de 3,5% criado pelo Governo – 1.331,60 € [para os rendimentos do casal]

    Acerto a fazer no IRS – 405,60 € a pagar na liquidação do IRS, em 2012 [1.331,60 € – 926,00 € ]

    Ou um casal de professores, ambos no 3º escalão, sem filhos e considerando apenas os seus salários, sem outros eventuais rendimentos:

    Valor retido no subsídio de Natal, como pagamento antecipado do imposto – 838,58 € [419,29 € de cada membro do casal]

    Valor efectivo do imposto de 3,5% criado pelo Governo – 1.064.30 € [para os rendimentos do casal]

    Acerto a fazer no IRS – 225,72 € a pagar na liquidação do IRS, em 2012 [1.064.30 € – 838,58]

    Confira aqui:

    http://​www.deco.proteste.pt/​fiscalidade/​imposto-extraordinario-saib​a-quanto-recebe-a-menos-no​-subsidio-de-natal-s649851​.htm

    Lusa. 18.Nov.11

    “O Secretário de Estado da Administração Pública, Hélder Rosalino, anunciou, esta sexta-feira, que o Governo irá preparar uma revisão das tabelas salariais do sector público e proceder a uma redução do número de funcionários públicos, pois só assim o Governo poderá reduzir os custos com pessoal no Estado. (…)” …….[mais cortes nos salários e despedimentos]

    Lusa. 18.Nov.11

    “ A classe média será a mais afectada pelas medidas do Orçamento do Estado para o próximo ano, seguindo-se os funcionários públicos e os reformados, revela um estudo de mercado da Deloitte, a que a Agência Lusa teve acesso. (…)

    “Quando os funcionários públicos e pensionistas vão ficar sem subsídio de férias e de Natal, não podemos fugir da ideia que estes são quem está a fazer o maior sacrifício”, disse à Lusa Miguel Leónidas Rocha, ‘partner’ da Divisão de Consultoria Fiscal da Deloitte em Portugal.”

    Imposto extraordinário: saiba quanto recebe a menos no subsídio de Natal – Fiscalidade – DE
    http://www.deco.proteste.pt

    • Manela on 21 de Novembro de 2011 at 2:29
    • Responder

    Como é possível com 14 anos no MEC a leccionar aínda ser contratada (como muitos dos meus colegas) estar neste momento desempregada (como muitos dos meus colegas) ter usufruído de cursos de formação dados pelo MEC, ter dado provas em todas as escolas do meu profissionalismo (como muitos dos meus colegas), graduação 16,614. Ver passar principiantes de carreira a frente (da 2ºperioridade) alguns foram meus alunos (incrivél). Agora, com 47 anos vou emigrar, sim, quem é que quer um individuo com esta idade??? até para a caixa do super-mercado preferem meninas mais novas (no Colombo encontro algumas alunas a trabalhar para ajudar os pais).
    Como é possível, dantes um curso superior era o garante para viver e agora??? o que faço agora na minha vida, sei que vou arranjar uma maneira de dar a volta por cima… mas garanto que falta faz o (…) já sinto a falta dele, porque esse apesar de nem ter o curso de engenheiro aínda dava de comer a muitos pobres, agora até os pobres não têm de comer… Sim, eles comem tudo e não deixam nada… Quem é esta gente??? o que fizemos para sermos tão escurraçados??? porque colocaram turmas com trinta alunos?? Quais os resultados esperados para esses alunos??? o investimento dos pais?? a quem pedem explicações???
    Basta a massa cinzenta sair de Portugal que este morre, torna-se brutalizante porque quem pode enfrentar o maiores (com argumentações ao mesmo nível )saí, só ficam os necessitados e os subservientes. Por isso o convite foi feito, EMIGREM OU NÓS TIRAMOS O PÃO. Sim senhor!!!

    • Anónimo on 21 de Novembro de 2011 at 12:21
    • Responder

    quando se escreve prioridade assim é díficil acreditar que é um bom professor. . .

      • Anónimo on 21 de Novembro de 2011 at 15:43
      • Responder

      Carissimo colega tem toda a razão, agradeço o seu reparo. No entanto existem muitos que não sendo o que eu sou são aquilo que eu pareço!!! Sabe a quem se deve esta frase?

      • CátiaCrato on 21 de Novembro de 2011 at 15:51
      • Responder

      o anónimo das 12.21, não deve ser prof. concerteza , pois quando de forma barata se ofende um colega ou o dia está a correr mal ou então sente-se atingido. Já agora Emigre aproveite e fique por lá e leve o Crato pode ser que ele precise de si.

      • Jake on 23 de Novembro de 2011 at 9:37
      • Responder

      tá bem, o erro é de palmatória, mas isso não interessa nada perante o desabafo da colega.
      avaliar a competência de alguém pelo erro ortográfico cometido não é de bom tom. diria que é até quase falta de educação.

      ( sim, escrevi em letra minúscula a seguir aos pontos finais e comecei o post também por uma minúscula. só pq gosto. pelo menos na net posso corromper as regras da escrita).

      e concordo que quem é professor tem que saber escrever e consultar dicionários/flips quando a dúvida surge.
      Jake

    • ana on 21 de Novembro de 2011 at 12:27
    • Responder

    colega, quando escrevemos no computador por vezes podemos dar um erro sem nos apercebermos, com certeza também já lhe aconteceu.avaliar uma pessoa na sua capacidade e competência por um erro que dá, sem conhecer o seu trabalho, não me parece muito justo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: