Rankings 2012 – Os Números e As Notícias

Escolas públicas continuam a cair e metade fica aquém do esperado

6º Ano. Nas primeiras 100 escolas há apenas cinco públicas. Três são de música

Média dos exames volta a cair para valor negativo

Escola de Música no topo do secundário

 

Ranking 6º ano (Todas as escolas)

Ranking 9º ano (Todas as escolas)

Ranking Secundário por disciplina (com mais inscritos) (Todas as escolas)

Ranking Secundário (Todas as escolas)

Ranking Secundário escolas com mais de 100 provas (Todas as escolas)

 

No Diário de Notícias

Ranking das escolas do ensino secundário (2011/2012)

As melhores escolas que realizaram mais de 100 exames do ranking

As piores escolas que realizaram mais de 100 exames do ranking

As melhores 10 escolas

As piores 10 escolas

As melhores 10 escolas públicas

As piores 10 escolas públicas

As piores 10 escolas privadas

As melhores escolas por distrito

As escolas com as notas mais coerentes em relação aos exames

As escolas com as notas menos coerentes em relação aos exames

As melhores escolas a Português

As piores escolas a Português

As melhores escolas a Matemática

As piores escolas a Matemática

Comparação entre sexos

Segundo ciclo – As melhores 10 escolas

Segundo Ciclo – As 10 piores escolas

Terceiro ciclo – As 10 melhores escolas

Terceiro ciclo – as 10 piores escolas

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/10/rankings-2012-os-numeros-e-as-noticias/

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. e para o ano vai ser pior para as escolas publicas(…). Sempre ouvi dizer bem do colégio de Vilamoura, este ano está no top

    • RR on 13 de Outubro de 2012 at 15:57
    • Responder

    Se as escolas privadas são assim tão boas, à que mandar os maus alunos do serviço publico, para as privadas.
    Gostava mesmo de ver a melhoria que essas ditas escolas de excelência faziam aos ditos cujos.

    • Prof QZP on 13 de Outubro de 2012 at 22:30
    • Responder

    Se os alunos no publico vao para a escola comer e brincar (é um contentor de alunos para os pais) – não têm apoio e os pais não querem saber – é natural que os alunos das escolas privadas passem a frente. O nosso ministro vai continuar a dizer que há professores a mais nas escolas? Ou fazem falta mais professores na escola para dar apoio a estes alunos que em casa nao o tem?

    • Alberto Miranda on 14 de Outubro de 2012 at 12:48
    • Responder

    Estas listas deveriam separar determinados perfis de escolas: 1º-Escolas públicas inseridas no meio problemático (ex: Escola Nicolau Nasoni no Porto); 2º- Escolas puramente privadas (sem subsídios do estado);
    3- As escolas públicas dos meios rurais; Escolas públicas dos meios urbanos/ cidades.
    Não podemos juntar no mesmo saco escolas onde andam todo o tipo de alunos e aquelas que fazem uma selecção dos alunos(através do económico ou comportamental).

    • HD on 15 de Outubro de 2012 at 10:00
    • Responder

    Só não entendo pq os senhores directores das TEIPs continuam a querer meter lá os seus colegas a leccionarem. Se os resultados continuam a ser maus tem que se mudar a “equipa” que em muitos casos começa pelo director.
    “Experiência em TEIPs” para quê? Para estes resultados? A maior parte dos colegas que ficaram nas TEIPs nos primeiros concursos de contratação de escola foram colegas que não tinham qualquer experiência no ensino ( apenas o que teóricos como o senhor Crato lhes diziam nas Universidades).
    O senhor ministro ainda quer “fabricar” mais TEIPs. Claro que sim…

      • I. Cruz on 15 de Outubro de 2012 at 18:23
      • Responder

      Às vezes as coisas não são bem assim …. na TEIP que conheço bem (foram 3 anos) os colegas de L.P. e Mat. pertencem aos quadros da escola há muitos, muitos anos. Mais uma vez tentam arranjar relações que não existem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: