A saga da ESEQ continua

Não é erro José Eduardo, não é erro. Dizem que é para não pagar o mês de Agosto aos contratados.

Bem vindo à nova realidade.

E já agora, o Conselho de Escolas não pode tomar uma posição em relação a isto?

Se a estratégia do MEC é evitar o pagamento de salários no mês de Agosto uma das estratégias que podem vir a ser adoptadas pelos professores é fazer perdurar os contratos até final de Agosto. Estou assim de repente a lembrar-me dos CEF.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/09/a-saga-da-eseq-continua/

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Quiçá, nem o de Julho pagarão!

    • naris on 15 de Setembro de 2011 at 19:02
    • Responder

    os contratados dão o agosto de borla
    o zé paga tudo.

    • Rita Leite on 15 de Setembro de 2011 at 19:14
    • Responder

    Mas essa questão da data de conclusão do contrato não é um erro? Eu pensei que era uma gafe! Isto é extraordinário! Cada dia temos novidades alucinantes! Já não deve faltar muito para termos de passar recibos verdes!

    • SaraSilva on 15 de Setembro de 2011 at 20:09
    • Responder

    Parece que foi preciso o Dr. Lemos dar uma reportagem à sic a relatar a situação em que a escola (e outras) se encontra face à displicência, desrespeito e incompetência por parte da DGRHE…lançaram quase imediatamente os horários em questão…mas ainda a procissão vai no adro!! Muitas peripécias estarão para vir!!

    • lia on 15 de Setembro de 2011 at 21:23
    • Responder

    Como é possível dizerem que não houve candidatos na BR1 para estes horários, se eu e várias colegas do 420 concorremos para horários completos para o QZP do Porto ???

    1. Os contratados estão impedidos de concorrer às escolas TEIP e com Autonomia ao abrigo do Decreto Lei 20/2006.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: