Isto Já é Abuso

Vou já ali procurar um suplemento que anule estes subsídios.

Bem sei que os termos da Lei poderão anular os subsídios, pelo menos até final de 2013, mas por favor, haja vergonha de publicar leis desta natureza sem a respetiva norma no final da Lei, já que a única que pelos vistos se aplica é esta.

E como é dito no artigo 23º
O presente Decreto-Lei entra em vigor na data de entrada em vigor do Orçamento de Estado para 2012.

Promulgado em 3 de Janeiro de 2012 e
Referendado em 5 de Janeiro de 2012.

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/01/isto-ja-e-abuso/

8 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • JC Narciso on 21 de Janeiro de 2012 at 10:02
    • Responder

    ISTO É QUE É UM ABUSO:

    Os professores ( + os sindicatos, que nos representam e o MEC) têm que se convencer (os do quadro ou os do não quadro) que são todos iguais, na teoria e na prática, embora isso não aconteça, tornando-se neste momento na maior vergonha do sistema educativo. Não faz sentido que haja professores com a mesma formação (até muitos contratados com mais formação posterior em relação aos seus «colegas» do quadro) que estejam divididos entre «quadros» e «contratados», até porque muitos dos «contratados» têm mais tempo de serviço do que muitos «quadros». Esta situação contribui para que se assista à maior bandalheira na Educação de todos os tempos!
    É chegada a hora de se fazer luz nas cabeças iluminadas para que se extingam de vez todos os quadros e se faça um concurso, como deve ser, para todos, baseado no tempo de serviço (e na formação, como é óbvio), com o intuito de se arrumar a casa. Estabelecer-se-ia um salário médio para todos e os mais velhos seriam de fato recompensados, ao verem os seus nomes aparecerem no topo das suas listas de recrutamento.
    Quem tem medo disto?
    Obrigado.


  1. #0,
    Linkado e comentado no Umbigo.

    #1,
    Que pena o maravilhoso PM Sócrates e a sua boníssima ME Maria de Lurdes Rodrigues não terem resolvido tramanha injustiça.
    Foram 6 e 4 anos, respectivamente, que lá esttiveram.

    • maria on 21 de Janeiro de 2012 at 14:25
    • Responder

    Posso informar-vos, com segurança e com casos conhecidos, que no último ano de Governo Sócrates foram para a aposentação professores do 1.º ciclo (bachareis.9.º ano + 2 anos) com 2000 de pensão e que quem ficou (licenciados, mestres, doutores) no ativo, se optar pela aposentação aos 55, levará 800 euros de pensão. E sabem porquê? Porque perderam em média + 5 anos a estudar. Tem tudo a ver com Sócrates e com aquele estilo chico-esperto que ele cultivou, o problema é que estes voltaram a taxar quem ficou no ativo e, portanto, aqueles que ficaram a trabalhar, continuam a receber em média, menos 300 que os ditos aposentados! Interessante!…

      • JOVA on 21 de Janeiro de 2012 at 21:55
      • Responder

      Para sua informação os docentes do 1º Ciclo aposentavam-se mais cedo para compensar as 25 horas letivas que tiveram até ao ano transato. A partir de 2011 o horário destes docentes é de 27 horas letivas. Os docentes do 2º e 3º ciclo que se aposentaram tinham quantas horas? E agora quantas tem um docente com 55 anos de idade e 33 de serviço do 2º ou 3º ciclo? Eu do 1º ciclo tenho 27. Mas em vez de criarmos situações em que nos estamos a separar porque não lutamos todos para o mesmo lado?

    • nelya on 21 de Janeiro de 2012 at 15:05
    • Responder

    É uma autêntica verdade Maria. È por isso que não há estimulo para o trabalho.

    • Tykhead on 21 de Janeiro de 2012 at 18:06
    • Responder

    Não é novidade … http://www.cm-elvas.pt/apoio_ao_municipe/imagens/concursos_publicos/31_janeiro_2007.pdf

    Despacho 1500/2007 do MCTES … até o nome coincide … mas o governo era outro …

    • Padeiro on 22 de Janeiro de 2012 at 10:47
    • Responder

    ABUSO, é a falta de atitude dos PORTUGUESES

    • sandra s. on 22 de Janeiro de 2012 at 18:04
    • Responder

    Arlindo, concordo em absoluto contigo. É um abuso tudo o que se passa neste país, até as declarações do Presidente de República acerca das suas dificuldades económicas … Esta gente mentalizou-se que somos TODOS uns otários.E será que não somos??????


  1. […] Arlindovsky coligiu e já comentou o essencial de uma nova habilideza em forma de decreto-lei, o 11/2012. Trata-se da regulamentação de um dos […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog