Na falta de Ass. Operacionais, usa-se Profs. das AEC

 

O caos já é tal que iam não tem cão, caça com gato.

Na falta de Assistentes Operacionais, há agrupamentos a valer-se do “horário não letivo” dos docentes que lecionam AEC para vigiar intervalos.

Um destes dias alguém vai ter que levar um balde e uma esfregona de casa…

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2019/09/na-falta-de-ass-operacionais-usa-se-profs-das-aec/

14 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • No name on 26 de Setembro de 2019 at 9:04
    • Responder

    Em tempos, há uns largos anos, dei Aec . Além de não terem contabilizado tempo de serviço ( sim , os primórdios das Acs funcionavam muito nestes moldes) , uma das funções era ajudar os mais pequeninos nos almoços . Como almoçava com eles na cantina lá estava eu nas minhas funções de babysitter. Após algum tempo decidi ir comer fora e acabou -se o “ pau para toda a obra “.

    • P.da Silva on 26 de Setembro de 2019 at 9:13
    • Responder

    O processo de proletarização dos professores já vem longo, desde a MLR, só que muita gente ainda não deu por ele e só acordarará quando lhe bater à porta. Os meus colegas professores das AEC são tratados, há muito tempo pelo ME como simples proletários educativos atrás da códea para ganharem algum tempo de serviço. Uma vergonha, o modo como são tratados. São professores como todos os outros.

    Professores de Portugal Inteiros- Uni-vos!

    • Pardal on 26 de Setembro de 2019 at 12:55
    • Responder


    Não vejo qualquer problema na questão dos professores vigiarem os alunos nos intervalos. Essa é uma das funções de qualquer professor.

    Há professores que se sentem incomodados com tudo, a única coisa que não os incomoda é o dia 23 de cada mês. Nesse dia quem se sente incomodado são os contribuintes/Encarregados de Educação.

    Um professor deve desenvolver todas as tarefas de cariz pedagógico, seja em sala de aula, seja noutro local qualquer da escola.

      • Maria Costa on 26 de Setembro de 2019 at 14:26
      • Responder

      Por essa mesma ordem de ideias, um médico também terá de mudar a fralda a um acamado! Acorde para a vida, Pardal! Nunca ouviu dizer que cada macaco no seu galho?

        • Mariana on 26 de Setembro de 2019 at 14:49
        • Responder

        Pois se já nem os enfermeiros mudam a fralda aos doentes!!! Para isso há assistentes operacionais. Enquanto há profissões que nos últimos anos, foram altamente valorizadas no caso dos professores cada vez o desprestígio é maior. Mas a culpa é nossa. Quem não se dá ao respeito não merece ser respeitado.

      • No name on 26 de Setembro de 2019 at 16:34
      • Responder

      😂😂😂

      • Manuel on 26 de Setembro de 2019 at 19:21
      • Responder

      E lavar-te a boca também não?
      Também queres que os professores varram e lavem a escola?
      Tem vergonha.

    • Maria on 26 de Setembro de 2019 at 14:35
    • Responder

    Este pardal calado era um poeta!Ele deve trabalhar or amor ao próximo,ou antes deve trabalhar de borla!Para mim para estar sempre na net,deve receber o rendimento mínimo
    !

    • ... on 26 de Setembro de 2019 at 19:00
    • Responder

    Olá, no meu agrupamento são os professores da escola que fazem vigilância dos intervalos da manhã e também vigiam os intervalos da tarde, até iniciarem as AEC. Os professores do 1 ciclo fazem tudo….

      • cel on 26 de Setembro de 2019 at 23:28
      • Responder

      post … das 19h : não estou a perceber?
      No teu agrupamento a vigilância de intervalos não é tempo letivo?
      Há tempos atrás é que não vigiavam intervalos porque não era letivo e… saíam mais tarde. não era?
      Porque dizer :fazem tudo?

    • N. Ribeiro on 26 de Setembro de 2019 at 23:19
    • Responder

    Será que o dr. Tiago Brandão varre o chão no final do conselho de ministros??

    • RC@ on 27 de Setembro de 2019 at 9:20
    • Responder

    Na minha escola cumpre-se o Trabalho de Estabelecimento (30 minutos diários) na vigilância das refeições. Cada professor fica afeto à vigilância da sua turma tendo como companheira de faina uma assistente operacional.

    • Rui Filipe on 27 de Setembro de 2019 at 10:32
    • Responder

    AECs um bom caso para se pensar.Quando leio colegas de diferentes ciclos e secundário, a trocar argumentos, de uns contra outros, lembro-me muito dos colegas das AECs. Conheci alguns com quem aprendi algo de física quântica e de outros saberes, Felizmente, estes de quem me lembro em particular, conseguiram bolsas para tirar o doutoramento e dedicarem-se a’ investigação .
    Muitos dos professores das AECs, são dos professores mais qualificados para ensinar e dos menos considerados nas escolas. Por aqui se vê, a consideração que governantes prestam a’ Escola e ao Ensino.

    • Luísa Silva on 29 de Setembro de 2019 at 18:20
    • Responder

    Concordo plenamente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: