A Educação no debate Rio/Costa

“É difícil aturar aquilo que os professores aturam diariamente” – Rui Rio

“Todas essas medidas de flexibilização… têm combatido as questões de indisciplina” – António Costa

Mais não digo vejam e ouçam vós próprios…

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/09/a-educacao-no-debate-rio-costa/

12 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Rui Filipe on 23 de Setembro de 2019 at 22:44
    • Responder

    Conversa para boi beber!

    • Pedro Coelho on 23 de Setembro de 2019 at 23:17
    • Responder

    Mas ao Expresso da semana passada o Rio disse que quer “a reintrodução da avaliação dos professores.”
    A sério?
    Mesmo?
    Mais nada?

      • José on 24 de Setembro de 2019 at 1:40
      • Responder

      Ó Pedro, vota no Costa, não te chateis com outros!
      Quando vires o ECD alterado e os escalões cá para baixo, nao te queixes!
      Se assim é, olha… cá para mim já tanto me faz, já estou no 10.o desde 1.1.2018.
      E poucos meses já faltam para me libertar do inferno…
      Fica bem, com o Costa!

    • Costa on 23 de Setembro de 2019 at 23:45
    • Responder

    Para mim não é psd, ps ou outro qualquer. É Rui Rio, sem dúvida.

    • Karin on 23 de Setembro de 2019 at 23:50
    • Responder

    Bom, este Costa é um cromo. Afinal quem é que pensa que está a enganar. Palavras mansas está o mundo cheio. Ele enterrou os professores, não quer saber deles para nada e está convencido que os professores vão ter memória curta e lhe vão perdoar a ignorância na hora da verdade. Só espero que sejam os professores a tirar lhe o tapete…. Nós saímos de cabeça levantada, ele já não sei!

    • José on 24 de Setembro de 2019 at 1:33
    • Responder

    A flexibilização reduz a indisciplina!
    Este António Costa é mesmo um pândego!
    Um triste! Até dá pena!

    • s230g on 24 de Setembro de 2019 at 10:44
    • Responder

    Lembro me que durante a legislatura do PSD estive desempregada 4 anos, depois de ter estado a trabalhar durante 10 anos. Aqui em casa fomos 2 a ficar nesta situação. O meu marido teve de ir para Lisboa com horário incompleto depois de mais de 15 anos de serviço, Lisboa, a 500 km de casa. Houve redução da contratação de professores, desemprego. Fomos “convidados” a sair do país. A ideia será turmas maiores, professores do quadro a ganhar pouco mais e desemprego para os contratados, é a promessa. Avaliações com cotas…

    • Maria on 24 de Setembro de 2019 at 13:28
    • Responder

    Também me lembro que durante a legislatura PSD ficamos sem um dos subsídios, que nos foi retirado (para não dizer uma palavra mais forte), num dos anos dessa legislatura… Não perdoo isso!!

    • António Alves on 24 de Setembro de 2019 at 13:34
    • Responder

    Não voto PS, jamais… Mas as promessas do Rio são muito mais miseráveis… Essa do combate à indisciplina é um chamariz para idiotas… As ideias do senhor são muito claras: revisão da carreira para redução de custos; com a suposta ideia de acabar com a burocracia na avaliação troca-se pela criação de um portefólio individual (David Justino dixit): uma ideia absolutamente parva e que faria o professorado trabalhar para as evidência ”portefoliares” (saudades de MLR???); criação de uma escolinha para senhores directores e chefes em geral; entrega , total, da educação às autarquias… Podíamos continuar , mas para mim basta… Em quem vou votar? Em todos menos: PS; PSD; CDS; CDU; PAN; BLOCO… Destes o mais impossível seria, apesar de tudo o PAN: gosto pouco de ditaduras, ainda para mais trajadas de Democracia!

    • Maria on 24 de Setembro de 2019 at 14:09
    • Responder

    Ps e PSD, jamais!
    Lembrem-se da sinistra MLR, foi ela (PS) que mais nos humilhou, e nunca mais nos reergueremos!…
    Mas PSD , CDS e PS, querem todos rever/alterar o ECR para proletarizar ainda mais a profissão, pois acham que os prfos portugueses trabalham pouco (que é isso de aturar 6 turmas com 58 anos, 4 níveis, 3 disciplinas, 140 alunos, muitos com barreiras à aprendizagem, ser DT, realizar os exames, corrigi-los…. arcar com tantos outros projetos ao abrigo do 79º, reuniões infindáveis , burocracia que arrasa qualquer cérebro…) e são muito bem pagos! Indisciplina? Nãaa…é trabalho fácil…. sabem lá o que é estar dentro duma sala de aulas !….
    Já os polícias/bombeiros… têm reformas( e mordomias) aos 55, que se desgastam rápido e muitos nunca saíram de trás de uma secretária!… ou podiam lá ficar até aos 60, não?
    Espero que os profs não tenham memória curta! Sejamos inteligentes!

    • P.da Silva on 25 de Setembro de 2019 at 9:26
    • Responder

    A proletarização dos professores é o caminho que o PS nos tem oferecido desde a MLR. A.Costa sabe que somos muitos e sempre apostou na divisão da classe para reinar. Já lançou umas migalhas sobre a monodocência e não se esqueceu de promover os militares e aumentar os magistrados. Com este PS de A. Costa já nem se trata de dinheiro, escalões ou índices. por mim falo, mas de dignidade profissional. Derrubou-nos hipocritamente para a lama jogando a comunicação social e o país contra nós, que nos passou a ver como mercenários preguiçosos.
    De A.Costa já sabemos o que esperar – mais do mesmo; R.Rio, com todos os defeitos da suas propostas devolve-nos alguma esperança de recuperação da nossa dignidade profissional.

    • Rui Filipe on 25 de Setembro de 2019 at 10:08
    • Responder

    Um país de castas, a moda da Índia.
    Mas como português e ao que parece, a palavra castas foi criada pelos portugueses, eu cá por mim, gosto é das boas castas de uvas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog