Os Efeitos Nefastos de uma BCE

Espero que não haja um possível retorno a um concurso sem que as regras de acesso sejam claras e com critérios de acesso duvidosos que permitam este tipo de situações.

Agora que deve estar para breve a entrega da proposta do ME para a revisão do diploma de concursos aguardo com grandes expectativas a proposta inicial.

 

Professor falsificou documentos para conseguir dar aulas

 

 

1076963

 

A Polícia Judiciária (PJ) de Setúbal anunciou nesta sexta-feira que constituiu arguido um homem de 35 anos, suspeito de falsificação de documentos para melhorar as notas da licenciatura e conseguir os lugares de docência que pretendia.

Segundo um comunicado da PJ, as competências académicas e a experiência profissional que constava dos documentos falsificados pelo arguido permitiram-lhe obter um lugar como professor “numa escola da zona de Setúbal, ultrapassando milhares de candidatos”.

A polícia adiantou que aquele professor, licenciado em Informática, sabia que a classificação final que tinha obtido, de 11 valores, era insuficiente para obtenção dos lugares que pretendia, pelo que “falsificou declarações comprovativas de melhoria de nota, no âmbito da sua licenciatura e um certificado de habilitações do grau de mestre em Engenharia Informática, em qualquer dos casos com elevada classificação final”.

Para dar credibilidade aos documentos forjados, o arguido terá recorrido a “assinaturas digitalizadas retiradas de documentos verdadeiros e a cunhos de selos brancos, igualmente falsos, encomendados numa tipografia da margem sul do Tejo, desconhecedora da realidade”.

De acordo com a PJ, o arguido terá ainda falsificado as datas e os códigos de um comprovativo de acções de formação que leccionou, durante três anos, num Centro de Emprego, que comprovavam uma experiência profissional mais alargada, mas que também não correspondia à realidade.

Na sequência da investigação iniciada pela PJ em Novembro de 2015, o presumível falsário deverá responder pelos crimes de burla e falsificação de documentos.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2016/10/os-efeitos-nefastos-de-uma-bce/

9 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Pormenores on 2 de Outubro de 2016 at 13:43
    • Responder

    Pormenores que o Arlindo não reparou:
    – tratou-se de uma CE para Técnicos Especializados e não uma BCE;
    -falsificações de documentos podem ocorrer em qualquer concurso. Não é um problema do tipo de concurso, mas sim do candidato.

      • anónimo on 2 de Outubro de 2016 at 22:24
      • Responder

      Pois, nas CE aparecem no topo das listas candidatos “caídos de para-quedas”. Como nunca ninguém os viu nas listas, não há como verificar a sua elevada graduação. O que é certo, é que muitos ficam com os lugares e os outros ficam “a ver navios”.

    • Pedro Pereira on 2 de Outubro de 2016 at 13:56
    • Responder

    Lindo!

    • professor quando calha on 2 de Outubro de 2016 at 21:21
    • Responder

    um professor? no singular porquê?
    também a diferença entre falsificar um diploma ou comprá-lo numa dessas casas de má fama, digo, instituições de ensino superior que por aí há atualmente, ou melhor, de há umas décadas a esta parte… não é muita…

      • Please type your name on 4 de Outubro de 2016 at 23:11
      • Responder

      Deves ser muita bom. Tiraste o curso a quem? perdão, aonde?

      (Arlindo, não me interprete mal. Prezo e valorizo muito o trabalho que aqui vem fazendo. Mais gente, em muitas áreas, fizesse o mesmo e estaríamos todos muito melhor. Num tom aligeirado, procuro empolar algumas questões que me parecem pouco debatidas. Nada do que escrevo é ofensivo ou desconsiderante.)

  1. Parabéns à PJ . Não considero esta noticias importante. Penso que o blog não a deveria ter publicado. Os professores já estão demasiados “mal vistos” pela população, desrespeitados e ignorados.

    • Lady Gága on 2 de Outubro de 2016 at 22:12
    • Responder

    As escolas TEIP (digo escolas da TRAMPA) dado o o grau de autonomia aliado às BCEs prestam-se a estes esquemas

  2. Parabéns à PJ – deveria também investigar muita licenciatura oriunda da Privada. investigar as notas de alguns colégios privados : 20 valores … isso são esquemas de corrupção. Muito injusto para quem trabalha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: