LBSE, uma discussão necessária.

 

Da esquerda à direita, todos têm vontade de alterar a Lei de Bases do Sistema Educativo. Das duas, uma, ou não sabem como encaixar interesses ou não têm coragem de o fazer.

(eu sei, mas não lhes digo)

 

Há muito que se fala sobre a necessidade de alteração da LBSE. Até hoje, apenas se falou, falou…

Urge a sua revisão e adaptação aos dias de hoje, à realidade dos dias de hoje, às crianças que frequentam as nossas escolas nestes tempos. Mas isso tem sido uma utopia, ninguém parece estar interessado em começar uma discussão alargada e que leve a algum lado.

Na semana passada foi discutida uma proposta unilateral de alteração. Esta semana, quem teve oportunidade de o fazer e não o fez, tomou da palavra. Mas mais do que isso… não houve.

Resta-nos assentar as expectativas em quem está verdadeiramente interessado… os professores.

 

Vivemos nestes tempos hodiernos, outros desafios.

Mudou o Mundo, mudou a sociedade, mudaram as crianças, mudaram os professores, mudaram as tecnologias que atualmente nos acompanham e em muitos casos nos tornam delas dependentes no dia a dia; mas a Escola e a Educação permanecem ainda hoje reféns de um passado anquilosante.

É urgente compreender esta mudança e as consequências que determinou.

É urgente, por isso, repensar o que se pretende da Escola e a sua organização.

É urgente repensar a formação e o papel dos diferentes fautores do processo educativo.

É urgente repensar que competências se pretendem que os alunos adquiram no final de cada ciclo de escolaridade.

Mas, tal como há 30 anos, estas decisões não podem, hoje, ser objeto de uma visão politicamente seguidista, decorrente de uma qualquer conjuntura política.

É importante um debate aberto a toda a sociedade portuguesa e em que os principais intervenientes no processo educativo tenham um papel ativo.

clicar na imagem

30lbse

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2016/10/lbse-uma-discussao-necessaria/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: