A Proposta do CDS para a Alteração à Lei de Bases do Sistema Educativo

…pede um consenso alargado e estabilidade nas Leis e Decreto-Leis por um prazo não inferior a 6 anos.

Mas pelas reacções que já se fizeram sentir este projecto de Lei deve ficar apenas por um projecto.

A proposta que o CDS apresenta para a organização dos ciclos é interessante propondo um ensino Básico de seis anos divididos em dois ciclos e um ensino secundário também com dois ciclos de três anos.

O debate sobre a duração dos ciclos foi feito neste artigo com a apresentação dos resultados de um inquérito feito aos leitores do blogue.

Nesse inquérito a maioria preferiu manter a duração dos ciclos como eles estão agora.

 

 

cds

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2016/10/a-proposta-do-cds-para-a-alteracao-a-lei-de-bases-do-sistema-educativo/

7 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Marmelo on 4 de Outubro de 2016 at 18:32
    • Responder

    “Jesus, credo!” Isto é ensino particular e cooperativo por todo o lado… Será que foi redigida no Paço Episcopal?

    Lá para o meio até tem algumas coisas que podiam e deveriam ser estudadas com mais profundidade… como a divisão do ensino em dois ciclos ou a obrigatoriedade do ensino no último ano de pré. Se eles tivessem estado no governo poderiam ter implementado/estudado estas propostas… Ah, espera lá, estiveram lá 4 anos!

    • Jose Santos on 4 de Outubro de 2016 at 19:44
    • Responder

    Que é que se passa com estes tipos, nem sabem o que dizem nem o que escrevem.
    Mais um gozo com os professores do 1º ciclo

  1. Uma proposta feita em cima do joelho, para marcar posição junto dos interesses privados na educação, que para eles vêm sempre em primeiro lugar, disfarçados por vezes com o discurso hipócrita das “famílias”.
    Se quisessem “consensos” não era assim que procediam…

    Como explico em https://escolapt.wordpress.com/2016/10/04/cds-quer-mudar-a-lei-de-bases/

    • Ricardo Borges on 4 de Outubro de 2016 at 21:36
    • Responder

    Proposta horrível! Não faz sentido nenhum e protege acima de tudo o privado… É óbvio que não passará…

    • Agnelo Figueiredo on 5 de Outubro de 2016 at 0:37
    • Responder

    A corporação é reacionária, Arlindo. Nada de mudanças!

      • Virgulino Lampião Cangaceiro on 5 de Outubro de 2016 at 12:09
      • Responder

      Já lhe passou pela cabeça que “a malta” até pode querer mudanças mas não estas mudanças?

      • Jose Santos on 5 de Outubro de 2016 at 16:21
      • Responder

      Entre mudar para pior e ficar assim. Voto em nenhuma. Esta não seria uma mudança boa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: