4 escolas complicadas têm 220 vagas para professores

Esta era uma das grandes razões para que este ano tivesse existido concurso nacional de professores.
Como eu também disse: não se justifica a existência de concursos válidos por 4 anos sem que pelo meio exista a possibilidade de um concurso intermédio de forma a colmatar as flutuações de ordem externa que existem nas escolas (aposentações, situações doença, alterações curriculares, aumento/redução de turmas, constituição de escolas TEIP e com autonomia, etc.)

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/08/4-escolas-complicadas-tem-220-vagas-para-professores/

7 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Anabela Silva on 26 de Agosto de 2011 at 20:33
    • Responder

    Acontece que os contratados não podem concorrer a escolas TEIP!! Pretendem professores efetivos que assegurem alguma continuidade, só que quem já está nessa situação não quer «aturar» alunos mais dificeis. Eu sou contratada há 12 anos e não escolho escolas, escolho áreas geográficas que não fiquem muito longe de casa e dos meus dois filhos: quero é trabalhar! Coloquem-me lá que eu faço o melhor que posso com os recursos que tenho!

      • Daniel on 26 de Agosto de 2011 at 23:02
      • Responder

      Podem anabela. Estes horários são para contratados.

    • Sandra s. on 26 de Agosto de 2011 at 22:33
    • Responder

    Arlindo, há uma questão que não entendo relativamente às TEIP. Se estas escolas têm autonomia para contratar docentes, por que é que não a têm para renovar os contratos? Há aguma lógica nisto que me escape?
    Se estas escolas pudessem renovar os contratos não tinham que se expôr publicamente com critérios ridículos, “manhosos” como se diz na blogosfera.
    Afinal, estas contratações “manhosas” não são assim tão diferentes das renovações do MEC.

      • Tiago Cardoso on 27 de Agosto de 2011 at 2:09
      • Responder

      Os critérios manhosos servem para “renovar” contratos.

    • Tiago Cardoso on 27 de Agosto de 2011 at 2:07
    • Responder

    Ora bola… nem sabia que eram assim tão complicadas. Candidatei-me as duas primeiras. Será que vou ser colocado numa delas. Medo.

      • Daniel on 27 de Agosto de 2011 at 6:01
      • Responder

      As de Sintra não conheço. No caso da do Cerco, é complicado. A Inês de Castro está dentro da normalidade, no secundário tem muitos alunos de excelência (uns 10 a 15 por ano).

    • Carina Garcia on 27 de Agosto de 2011 at 15:18
    • Responder

    Tiago não tenhas medo!Sou docente numa dessas”Sintra” há 3 anos e não quero outra:)tal como Damaia é do melhor:)…Boa sorte


  1. […] este ano devido ao anunciado corte nos contratos disponibilizados pelas escolas. Um corte que, como noticiou há dias o DN, não será tão sentido pelas […]


  2. I liked your blog very much.

    I want to thank you for the contribution.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog