19 de Janeiro de 2011 archive

Manifesto dos Professores de EVT

Foi acabadinho de publicar o Manifesto dos Professores de EVT que foi aprovado por UNANIMIDADE e SUBSCRITO pelos Professores presentes no Encontro Nacional da APEVT, a 15 de Janeiro de 2011, em Aveiro.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2011/01/manifesto-dos-professores-de-evt/

4º Aniversário

Apesar de já ter sido alterado já por duas vezes o Decreto-Lei 15/2007 faz hoje 4 anos.

Se o dia 19 de Janeiro ficou no esquecimento como o dia de Luto quero só lembrar que tudo começou nesse dia…

… e que ainda não parou!

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2011/01/4%c2%ba-aniversario/

Requerimento para adiar a ADD por 1 ano

O Sindicato Democrático dos Professores dos Açores elaborou um requerimento a solicitar o adiamento da Avaliação de Desempenho por um ano pelo facto de o tempo de serviço em 2011 não contar para efeitos de carreira.

Parece um documento bem elaborado e não fosse algum tratamento de excepção que tem ocorrido nos Açores um requerimento do género até podia ser feito no continente, com as devidas adaptações.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2011/01/requerimento-para-adiar-a-add-por-1-ano/

Vencimentos 2011

No Pé-ante-pé

No Adduo

No Umbigo

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2011/01/vencimentos-2011/

O voluntariado chegou à Presidência da República

Cavaco mandou suspender vencimento de Presidente

As novas regras ditam fim da acumulação de pensões com vencimentos públicos. Chefe de Estado opta por reformas de 10.042 euros.

O Presidente da República mandou suspender o seu vencimento de 7.415 euros mensais, dando seguimento às novas regras de contenção orçamental que acabaram com o direito de acumulação de reformas com vencimentos públicos a partir de 1 de Janeiro. Cavaco opta, assim, pelas duas pensões de professor catedrático e de reformado do Banco de Portugal que somam 10.042 euros mensais, num total anual de 140.588 euros. Uma opção [suspensão da remuneração] que, de acordo com a lei do Orçamento de Estado deve ser feita com declaração do interessado, à semelhança de todos os detentores de cargos políticos, mas que o Chefe de Estado ainda não entregou. Em alternativa, deu uma ordem directa aos serviços da Presidência para suspender o processamento do seu salário.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2011/01/o-voluntariado-chegou-a-presidencia-da-republica/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: