Jornal das 21:30

Escolas não aceitam alunos com necessidades educativas especiais por falta de professores e funcionários, turmas com mais de 20 alunos e com mais de 2 casos por turma. Nuno Crato diz que a lei está a ser cumprida.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=FdhHwaJF54M]

Professor que leccionava no secundário passa para o 3º ano e dá aulas em 3 escolas, Mafra

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=rGRgZ7Q–sM]

Inglês reacções RTP

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=qpKWLJc967o]

Pais e alunos em vigília cm

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=5R6RgWdlsto]

Manifestação Sebastião da Gama RTP

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=lJxD-ZKs87o]

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/09/jornal-das-2130/

Casos Muito Reais

Sou Profissionalizado no 550 e ando a concorrer à ofertas de Escola.

Se quiser publicar o que lhe vou relatar está à vontade…

Concorri a uma Oferta de Escola de 18 horas no Agrupamento de Escolas Carlos Gargaté, Charneca da Caparica cuja data de candidatura encerrou sexta dia 20.
____________________________________________

Na segunda dia 23, Recebo o email gerado pela DGAE :

De: DGAE <dgae.mec@dgae.mec.pt>
Assunto: Contratação de Escola
Data: 23 de Setembro de 2013 17h23min19s WEST
Para: souXXXXXXX@gmail.com

Exmo.(a) Sr.(a),

Jorge SeXXXXos, com o número de utilizador 6XXXXXXXXXX, cumpre o presente e-mail dar seguimento ao disposto no Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho no Art.º 39, ponto 9, pelo(a) 172327 – Agrupamento de Escolas Carlos Gargaté, Charneca da Caparica, Almada, na oferta n.º 8.

Para dar seguimento ao processo de seleção deve entrar em contacto com a escola.
_____________________________________________

Assim o fiz as 17:38h enviando todos os documentos que o aviso de abertura requer e verificando na página do agrupamento que fiquei em 2 lugar na lista

Pelas 23:18h do mesmo dia

“Boa noite,
Desde as 18h que fiquei preocupada com o email que enviou, pois tenho de o informar que não poderei considerar o seu portefólio para avaliação curricular porque o júri já tinha reunido e pontuado os colegas da tranche, cuja informação tinha sido rececionada em tempo útil.
Mesmo que atendêssemos ao facto de ter enviado os dados fora de prazo, o problema é que não podemos voltar atrás na aplicação
Na esperança que consiga rapidamente uma colocação, os meus cumprimentos,
A diretora,
GXXXXX XXXXXXX”

Havia outros exemplos do colega Jorge, mas chega apenas este para mostrar como no prazo de poucos minutos após a recepção do email da DGAE já de pouco adianta enviar a documentação para a escola.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/09/casos-muito-reais/

Ainda Fui a Tempo

… e dupliquei a aposta.

 

Assim temos o dobro de hipóteses de conseguir ganhar. 😉

 

 

euromilhoes24setembro

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/09/ainda-fui-a-tempo/

Distribuição por Zona Pedagógica dos Não Colocados na Mobilidade Interna

… após a reserva de recrutamento 2.

 

NCMIZPRR2

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/09/distribuicao-por-zona-pedagogica-dos-nao-colocados-na-mobilidade-interna/

Dúvidas

… que me chegaram por mail. Pedia aos que ficaram colocados em horário anual, na RR2, que verificassem qual a informação que diz no horário em que obtiveram colocação.

A contagem do tempo de serviço interanos desapareceu há algum tempo, no entanto de quando em vez é lançada uma circular a dizer que o tempo de serviço retroage ao dia 1 de Setembro. Aconteceu isso em 2010 nos horários pedidos pelas escolas TEIP até ao dia 15 de Setembro e novamente este ano com a circular B13025586X que retroagiu ao dia 1 de Setembro o tempo de serviço das colocações na Contratação Inicial que aconteceram dia 12 de Setembro de 2013.

Se entenderem podem responder a estas questões na caixa de comentários.

 

1 – Um professor contratado que fique colocado agora (Setembro) numa oferta de escola (numa escola TEIP) com horário anual e completo, o tempo de serviço começa a contar a partir de quando (desde o dia 1 de Setembro, desde a data de aceitação na plataforma ou desde a data em que se apresenta na escola)?

2- Um professor contratado que fique colocado em Outubro numa oferta de escola (numa escola TEIP) com horário anual e completo, o tempo de serviço começa a contar a partir de quando (desde o dia 1 de Setembro, desde a data de aceitação na plataforma ou desde a data em que se apresenta na escola)?

3 – Um professor contratado que fique colocado na próxima reserva de recrutamento com horário anual e completo , o tempo de serviço começa a contar a partir de quando (desde o dia 1 de Setembro, desde a data de aceitação na plataforma ou desde a data em que se apresenta na escola)?

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/09/duvidas/

Denúncia dos Critérios das Escolas

… tenho me deparado com situações muito desagradáveis durante este concurso, decidi que já não “aguento mais” e que cabe me a mim ter também um papel fundamental nesta fase…tentativa que as coisas mudem!

 

EXPOSIÇÃO:
IRREGULARIDADES PROCESSUAIS NO CONCURSO DE TÉCNICOS ESPECIALIZADOS
NA ESCOLA SECUNDÁRIA D. JOÃO II – SETÚBAL, 401316
2013/3014

 

Eu, xxxxxxxxxxxxxxxxx, com o número de bilhete de identidade – xxxxxxxxxx, Arquivo de xxxxxxxxxx, técnica especializada com número de candidato – xxxxxxxxxxxxx, opositora ao concurso de oferta de escola, venho, por este meio expor a V.Exas. o que considero, à luz da Lei geral e da particular, serem procedimentos irregulares, pouco transparentes e perfeitamente ilegais por parte dos responsáveis da direcção da Escola Secundária D. João II – 401316, aquando do lançamento de critérios e sub-critérios na plataforma, “entrevista”, seriação e demais procedimentos, conforme abaixo:
 
Tendo sido aberto o concurso contratação de escola, através do processo oferta de escola entre 9 e 12 de setembro, a escola supra referida publicita no seu site a sua oferta só no dia 17, quer isto dizer: findo o prazo legal de concurso. (anexo I). Ora, nos requisitos legais (critérios obrigatórios) para os candidatos ao lugar, surgem “Ponderação da avaliação de portefólio” – 35pts; “ponderação da entrevista” – 35pts; “ponderação de número de anos de experiência profissional” 35pts.
 
Note-se, desde já, que os critérios obrigatórios, emanados pelo Ministério, não especificam que a experiência profissional se relacione directa ou indirectamente com a experiência em leccionação. Cabe à escola, no estrito cumprimento da legalidade, gizar os sub-critérios.
 
A Escola Secundária D. João II exigiu, então, o seguinte: “continuidade pedagógica”- 15pts – critério ilegal de acordo com o dec-lei 132/2012, como V. Exas. saberão! -; “experiência profissional na leccionação” – 10pts; “avaliador externo reconhecido pela ANQ” e “Licenciatura em Gestão Turística e Hoteleira”. Acresce ainda o detalhe, que, do meu ponto de vista, conduz à ilegibilidade de um descritor de sub-critério da “Entrevista”: “Acompanhamento dos estágios profissionais com viatura própria”- 35pts! Ou seja, para a direcção constitui um sub-critério a pergunta ao candidato: “Tem viatura própria e está disposta a usá-la no acompanhamento do estágio profissional dos seus alunos?” Se sim, tem 35 pontos. (anexo II e anexoIII).
Exmos. Senhores, a situação seria absolutamente risível, não fora o facto de se tratar de uma instituição pública, paga pelos contribuintes, e o outro facto não menos importante: Quero trabalhar e tenho, constitucionalmente, direito a isso. De acordo com as minhas habilitações académicas e profissionais.
 
A leitura possível destes factos (lançamento de concurso de escola e seriação de candidatos) é a de que a direcção ter-se-á apercebido de que não tinha procedido conforme a circular-síntese, chegada às escolas no dia 16 do corrente, e o resultado é uma barbárie que não podemos aceitar. Recordemos de novo que esta escola publicita no seu site o dito concurso só no dia 17 de Setembro. Tentando simplificar: os critérios e sub-critérios, lançados na plataforma, não são tidos em conta na seriação final dos candidatos.
 
Conforme poderão reverificar no anexo III, “Seriação dos Candidatos ao Horário nº1 – 18 Horas”, os candidatos estão graduados através – supostamente! – dos critérios obrigatórios, aos quais o responsável pelo processo atribui cotações a parâmetros que não foram cumpridos, nomeadamente o de “Avaliação de Entrevista”. Não se fez qualquer entrevista, não se apresentam certificados e outos comprovativos (Experiência Profissional na Área) e constata-se alteração da denominação dos cursos.
 
Mas atentemos no critério de “Avaliação da entrevista”, e do que deste se escreve no doc. acima referido, mais pormenorizadamente: “ Na avaliação da entrevista o único subcritério era o Acompanhamento dos estágios profissionais com viatura própria. Foi considerado que todos estes candidatos reuniam essa condição, dando portanto a pontuação máxima, visto que o critério não afectava a seriação final”. (SIC).
 
Portanto o responsável pela selecção dos candidatos considerou que estes teriam viatura própria e estariam dispostos a acompanhar os estágios profissionais, utilizando-a. Para além de ser ridículo e manifestamente representativo de impreparação e incompetência para o cargo, é um sub-critério ilegal e não se imagina possível que, valendo uma ponderação de 35pts, o momento de “Entrevista” seja reduzido a uma pergunta que, no caso, nem tão pouco foi feita, pois nunca nesta escola, no âmbito deste concurso, para esta área específica, se fez, de facto, qualquer entrevista.
Claro se torna também que é obsceno, no sentido etimológico do termo, atribuir a todos uma cotação máxima por “se considerar” que o critério (lembremo-nos: o da entrevista para atribuição de cargo de docência!) “não afectava a seriação final”.
 
Ainda nesta “pérola” de excelente desempenho de estruturas directivas das nossas escolas, podemos ler, em nota de rodapé, que “ Todos os outros candidatos não enviaram portefólio conforme solicitado no site da escola”, quererá isto dizer que foram excluídos do concurso. Interessa, porém, recordar que a Escola Secundária D. João II publicitou esta sua oferta no dia 17 de setembro, ou seja, quando o prazo legal já tinha acabado. Não é legítimo que uma instituição exclua candidatos por motivos que ela própria não entendeu e quando esteve irregular num procedimento tão simples e orientado como foi o deste concurso (vide circular nº13017959V de 16/09/2013). Ainda tendo em conta que não fez qualquer tentativa de contacto com os candidatos, para poder ultrapassar este seu erro, um simples email comunicando a necessidade de envio do portefólio com data limite, seria algo simples e profissional da parte da escola.
 
Impõe-se, assim, na minha opinião, uma averiguação de todos os procedimentos concursais para os técnicos especializados, pois são inúmeras as queixas, multiplicados os amiguismos e as incompetências. Não podemos admitir que um concurso público se eclipse na opacidade da impreparação e má-fé de quem tem responsabilidades acrescidas na gestão de uma escola pública.
Solicito a V. Exas se dignem a apurar os factos e a sua conformidade com o disposto na Lei que nos regula enquanto cidadãos em geral e professores em particular.
 
24 de Setembro de 2013
xxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
Nota: este documento não respeita o novo acordo ortográfico por opção do seu autor.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/09/denuncia-dos-criterios-das-escolas/

Tesourinho Contratual

… em Cinfães.

 

cinfaes

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/09/tesourinho-contratual-5/

Mais Um Problema das Habilitações

… que permitem que um horário completo vá para contratação de escola como sendo do grupo 300 mas onde também vai ser leccionada a disciplina de Francês.

Afinal o grupo 320 serve para quê?

 

Contratação de escola

Horário 19

De acordo com os nºs 4 e 5 do artº 39º do Decreto Lei nº 132/2012 de 27 de Junho, avisam-se todos os interessados que se encontra aberto concurso para admissão de 1 docente do grupo 300 – 22 horas

Modalidade de contrato – Contrato de trabalho a termo resolutivo certo Duração do contrato – Até 31 de agosto de 2014

Local – Escola Básica e Secundária Matilde Rosa Araújo

Funções – Português /Francês

Requisitos de admissão: Habilitação profissional (50%)

Entrevista (50%)

Na entrevista será considerada a experiência relevante para a função.

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/09/mais-um-problema-das-habilitacoes/

Load more

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: