Médicos Titulares?

Recebi por mail e parece-me elucidativo.

Já que muitos jornalistas e comentadores defendem e compreendem o modelo proposto para a avaliação dos docentes, estranho que, por analogia, não o apliquem a outras profissões (médicos, enfermeiros, juízes, etc).
           Se é suposto compreenderem o que está em causa e as virtualidades deste modelo, vamos imaginar a sua aplicação a uma outra profissão, os médicos.
           A carreira seria dividida em duas: médico titular (a que apenas um terço dos profissionais poderia aspirar) e médico.
           A avaliação seria feita pelos pares e pelo director de serviços. Assim, o médico titular teria de assistir a três sessões de consultas, por ano, dos seus subordinados, verificar o diagnóstico, tratamento e prescrição de todos os pacientes observados. Avaliaria também um portefólio com o registo de todos os doentes a cargo do médico a avaliar, com todos os planos de acção, tratamentos e respectiva análise relativa aos pacientes.
           O médico teria de estabelecer, anualmente os seus objectivos: doentes a tratar, a curar, etc. A morte de qualquer paciente, ainda que por razões alheias à acção médica, seria penalizadora para o clínico, bem como todos os casos de insucesso na cura, ainda que grande parte dos doentes sofresse de doença incurável, ou terminal. Seriam avaliados da mesma forma todos os clínicos, quer a sua especialidade fosse oncologia, nefrologia ou cirurgia estética…
           Poder-se-ia estabelecer a analogia completa, mas penso que os nossos ‘especialistas’ na área da educação não terão dificuldade em levar o exercício até ao fim.
           A questão é saber se consideram aceitável o modelo? Caso a resposta seja afirmativa, então porque não aplicar o mesmo, tão virtuoso, a todas as profissões?

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/04/medicos-titulares/

Como cumprir a lei não cumprindo a lei

O Ministério da Educação reuniu hoje com os Presidentes dos Conselhos Executivos do distrito de Coimbra encostando-os contra a parede quando afirma que caso não haja avaliação os professores contratados não verão renovados os seus contratos.

Esse é um facto que decorre da lei e ao que sei uma lei tem poder vinculativo que não poderá ser alterado por orientações às escolas através de roadshows ou powerpoints.

O artigo 41º do ECD na alínea c) releva a avaliação de desempenho para a renovação do contrato.

O Decreto-Lei 20/2006 no artigo 54º, ponto 3 diz que:

A colocação, em regime de contratação, é efectuada pelo período de um ano escolar, sendo renovável por iguais e sucessivos períodos, precedendo apresentação a concurso, desde que, cumulativamente, se trate de docente portador de habilitação profissional, se mantenha a existência de horário lectivo completo e exista concordância expressa da escola relativamente à renovação do contrato.

Farei as contas do número de docentes que estão nesta condições, se por acaso alguém estiver com paciência para proceder a essa contagem, fico estramamente agradecido.

Mas o que interessa-me a sério é o Decreto-Regulamentar 2/2008 onde fala por uma única vez num processo simplificado de avaliação de docentes, neste caso dos contratados que tenham entre 120 dias e seis meses consecutivos no mesmo agrupamento de escolas ou escola não agrupada e que mesmo assim poderá realizar-se por decisão do respectivo órgão de direcção executiva.

Mas ao que tenho lido a Ministra da Educação e os seus comparsas querem alterar este decreto-regulamentar com orientações verbais, e com procedimentos não regulamentados fazendo crer que existirá alguma espécie de avaliação rigorosa e que caso ela não exista os cerca de 4000 contratados que estarão nessas condições (como eu disse ainda não contei) estarão sujeitos a uma espécie de limbo.

Se o Decreto-Regulamentar existe e não define procedimentos simplificados para estes contratados poderem ver renovados os seus contratos, com que direito é exigida a avaliação para a renovação do contrato?

Porque não adoptar o mesmo procedimento, permitindo a simplificação e realizar-se por decisão do respectivo órgão de direcção executiva?

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/04/como-cumprir-a-lei-nao-cumprindo-a-lei/

Fita-cola para calar… Sócrates

fita cola

No dia que a fita-cola tornou-se publicamente num instrumento de punição encontro uma campanha publicitária onde o nosso PM faz uso desse plástico colante para promoção da imagem política.

É uma campanha publicitária inovadora e que já somou prémios. Uma das figuras é José Sócrates, não necessariamente pelos melhores motivos.Aproveitando uma frase pouco feliz do primeiro-ministro («cada um de vós dará o seu melhor para um país mais justo, para um país mais pobre»), a Heads Propaganda, de Curitiba (Brasil), decidiu colocar uma fita-cola, da marca Tesa, em cima da sua boca, para demonstrar que, por vezes, os políticos deviam tapar a boca. Segundo a revista Meios & Publicidade, esta publicidade será mesmo apresentada no Festival de Publicidade de Cannes.Mas, para além de Sócrates, surgem outras figuras e as suas correspondentes gaffes. São os casos de George W. Bush, Hugo Chavez, Silvio Berlusconi, Lula ou a polémica ministra do turismo, Marta Suplicy.A campanha foi lançada na imprensa brasileira em Janeiro e cativou o meio publicitário, que se apressou a colocá-la entre as melhores do ano, tendo recebido mesmo o Prémio Colunistas do Brasil.

«Decidimos juntar algumas asneiras que os políticos dizem e ligar isso com o produto. Começámos a procurar políticos e o primeiro que nos apareceu como óbvio foi o Bush por ser o campeão da bobagem», explicou Paulo de Almeida, director de arte da campanha.

E esta, hein?

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/04/fita-cola-para-calar-socrates/

Dia D – 15 Abril

Foi definido pela plataforma sindical o Dia D e elaborado um guião – Dia D, dia decisivo para a luta contra as políticas deste ministério e em defesa da escola pública.

Não creio que um 15 de Abril possa de alguma forma tornar-se tão decisivo como o verdadeiro 6 de Junho, não é por acaso que assinalo este dia como o verdadeiro Dia D, para mim o 6 de Junho foi a decisão de uma vida pessoal, foi nesse dia (no mesmo ano que Armstrong pisou solo lunar) que a minha mãe me colocou a respirar o ar imensamente poluído da Rua Martires da Liberdade no Porto.

Voltando ao 15 de Abril, se a organização deste dia esta em marcha resta-me aguardar pela mobilização nas escolas na promoção de um evento que alargará a muitos que não sonhavam participar na dinamização de lutas e de reuniões de índole político-sindical para ver no que vai dar.

Será disponibilizado um inquérito a ser preenchido por todos os participantes de forma a tornar vinculativas as decisões dos vários sindicatos na área da educação.

Assim, esperemos que a mobilização para a participação seja bastante elevada e que os docentes nas escolas consigam continuar a luta até ao triunfo final.

Eu estou pronto para mobilizar 30 agrupamentos e secundárias, mas não me chegam os dedos de todos os membros para os distribuir por cada um, ficarei a aguardar a vontade de todos e ver no que isto vai dar.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/04/dia-d-15-abril/

Concursos 2008/2009

AVISO DE ABERTURA – 7 de Abril.

Se esta data se cumprir serão estabelecidos os seguintes calendários:

Prazo de candidatura: 10 dias úteis até às 18h00 do último dia.

  1 – Contratação                                      Prazos  

– Candidatura ————————    08 a 21/04

– Validação ————————–   22/04 a 06/05

– Aperfeiçoamento ——————-     07 a 09/05

– Validação —————————    12 e 13/05

– Publicitação listas provisórias ——–       16/05

– Reclamação ————————-    19 a 26/05

– Validação da reclamação ————    27 a 29/05

– Manifestação de preferências/contratação e finalistas —–     17 a 18/07

 2 – Manutenção do DCE/DD                                      Prazos 

– Disponibilidade de aplicação relatório médico —-     14/04 a 30/05

– Publicitação listas definitivas ———————-          10/07

 3 – Destacamento por doença (novos casos)            Prazos 

– Disponibilidade aplicação relatório médico ———  23/06 a 25/07

– Candidatura —————————————-   21 a 25/07

– Validação ——————————————-  28 a 30/07

– Publicitação de listas ———————————     01/09

 4 – Afectação                                                        Prazos 

– Indicação componente lectiva (escolas) ——–   01 a 18/07

– Candidatura ————————————  14 a 18/07

– Validação ————————————–   21 a 23/07

– Aperfeiçoamento ——————————-   24 a 25/07

– Validação aperfeiçoamento ———————      28/07

– Publicitação listas provisórias ——————–     31/07

– Reclamação ————————————-  01 a 07/08

– Validação reclamação —————————  08 a 12/08

– Publicitação listas definitivas ———————      29/08

 5 – Finalistas                                          Prazos 

– Validação —————————-   21 a 23/07

– Publicitação listas definitivas ———-     01/09

 6 – DACL                                             Prazos 

– Candidatura ————————   01 a 07/08

– Publicitação listas definitivas ——–       29/08

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/04/concursos-20082009/

Hoje é mesmo só este Link

http://educar.wordpress.com/2008/03/31/a-musica-para-aquecer/

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/hoje-e-mesmo-so-este-link/

Mais ao lado, Colômbia

 Colômbia

Se avanzará en la consolidación de una carrera profesional docente, en la que los mejores serán seleccionados mediante concursos públicos. Los ascensos estarán supeditados a evaluaciones por competencias, en las que los educadores deberán demostrar sus capacidades profesionales para acceder a mejores remuneraciones, así como a estímulos ligados a su desempeño o a su ubicación en áreas rurales de difícil acceso.

Sob o Título “Plan Sectorial 2006-2010 – Revolución Educativa“.

A única novidade que acresce neste pequeno extracto ao que vamos por aqui conhecendo, é o estímulo à leccionação em àreas rurais de difícil acesso.

Neste PDF  encontrei muitas semelhanças com o nosso modelo de avaliação. Só mesmo a opinião dos alunos é que ficou de fora, mas foi substituída pelos seus resultados.

Evaluación de desempeño

Se realizará al terminar cada año escolar a los docentes y directivos docentes que hayan servido en el establecimiento educativo por un término superior a tres (3) meses durante el respectivo año académico)

Dto. Ley 1278/02 Art.32

Instrumentos de evaluación de desempeño.

Pautas para observación de clases y de practicas escolares; instrumentos para evaluación de superiores y colegas, encuestas a padres y estudiantes.

Dto. Ley 1278/02 Art.33

http://www.mineducacion.gov.co/

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/mais-ao-lado-colombia/

Continuando no Peru

POSTULANTES A INSTITUTOS PEDAGÓGICOS DAN EXAMEN EL DOMINGO

Seis mil 914, que aspiran ser los maestros del futuro, deberán sacar una nota mínima de 14 para aprobar. Proceso está a cargo del Ministerio de Educación.

El domingo 30 de marzo, a las 8:30 de la mañana, se aplicará, en todo el país, la prueba del Examen de Admisión Único Nacional para los postulantes a Institutos Superiores Pedagógicos (ISP), Escuelas Superiores de Formación Artística e Institutos Superiores de Formación Docente, tanto públicos como privados, anunció hoy el viceministro de Gestión Pedagógica, Idel Vexler.

Señaló que de acuerdo al cronograma de actividades, el proceso de admisión 2008, para el cual se presentan 6 mil 914 jóvenes, está constituido por dos fases, ambas con carácter eliminatorio. La nota mínima para aprobar, en ambas etapas, es 14, recordó el viceministro.

Idel Vexler explicó que la primera etapa, a cargo del Ministerio de Educación, es de aplicación nacional y medirá la capacidad comunicativa y lógico matemático, así como los conocimientos generales básicos del postulante. El 5 de abril se darán a conocer los resultados a nivel nacional, remarcó el viceministro.

Asimismo, indicó que dos días después se desarrollará la segunda fase a nivel regional, con pruebas de tipo psicológico, vocacional y de aptitudes personales respecto al nivel y la especialidad a los que aspira el postulante. Luego tendrá lugar una entrevista personal que verificará las capacidades de expresión comunicacional, conocimiento de la actualidad regional, y actitudes personales para la carrera a la que se postula, agregó Idel Vexler.

Por su parte, el director de Educación Superior Pedagógica del Ministerio de Educación, Guillermo Molinari Palomino, recordó que desde el año pasado, por decisión expresa del ministro Antonio Chang, empezó esta nueva modalidad de concurso, que – aseguró- busca elevar la calidad educativa mediante una mejor selección de los interesados en la carrera docente.

El año pasado, de los 14 mil 847 postulantes a los ISP, Escuelas Superiores de Formación Artística e Institutos Superiores de Formación Docente, sólo ingresaron 454.

En años anteriores se presentaban entre 25 mil y 30 mil postulantes y todos ingresaban. Pero desde el año 2007, con la aplicación, por primera vez en la historia del país, de la prueba única establecida por el Ministerio de Educación se ha generado una reducción considerable de la demanda. Entre los años 2002 y 2006, el número de postulantes promedio que ingresaban superaban los 24 mil.

Entre otras medidas que han permitido reducir la oferta de formación docente en el Perú figuran: La suspensión de la creación de nuevos institutos superiores pedagógicos hasta el 2011, el recorte de metas de ingreso al primer año de estudios en los institutos que no lograron una evaluación satisfactoria de su funcionamiento, y la aplicación de la evaluación nacional para el ingreso a estudios en la carrera docente que supone obtener un puntaje mínimo de 14 en una escala vigesimal.

OFICINA DE PRENSA Y COMUNICACIONES
28 Mar. 08

http://www.minedu.gob.pe/

Pois, do Peru vem o modelo de Avaliação de Conhecimentos e Competências, com um exame ao Domingo. Vou tentar descobrir como é o Sistema da Carreira Docente na Colômbia, Venezuela e arredores para ter uma ideia mais precisa do que vamos ter no futuro em matéria de educação.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/continuando-no-peru/

Tom Waits – Hold On

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=74xpualjuhk]

They hung a sign up in out town
if you live it up, you wont
Live it down
So, she left monte rio, son
Just like a bullet leaves a gun
With charcoal eyes and monroe hips
She went and took that california trip
Well, the moon was gold, her
Hair like wind
She said dont look back just
Come on jim
(chorus)
Oh you got to
Hold on, hold on
You got to hold on
Take my hand, Im standing right here
You gotta hold on

Well, he gave her a dimestore watch
And a ring made from a spoon
Everyone is looking for someone to blame
But you share my bed, you share my name
Well, go ahead and call the cops
You dont meet nice girls in coffee shops
She said baby, I still love you
Sometimes theres nothin left to do

Oh you got to
Hold on, hold on
You got to hold on
Take my hand, Im standing right here, you got to
Just hold on.

Well, God bless your crooked little heart st. louis got the best of me
I miss your broken-china voice
How I wish you were still here with me

Well, you build it up, you wreck it down
You burn your mansion to the ground
When theres nothing left to keep you here, when
Youre falling behind in this
Big blue world

Oh you go to
Hold on, hold on
You got to hold on
Take my hand, Im standing right here
You got to hold on

Down by the riverside motel,
Its 10 below and falling
By a 99 cent store she closed her eyes
And started swaying
But its so hard to dance that way
When its cold and theres no music
Well your old hometown is so far away
But, inside your head theres a record
Thats playing, a song called

Hold on, hold on
You really got to hold on
Take my hand, Im standing right here
And just hold on.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/tom-waits-hold-on/

Leonard Cohen – I’m Your Man

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=jkGOsIjLqPo]

If you want a lover
I’ll do anything you ask me to
And if you want another kind of love
I’ll wear a mask for you
If you want a partner
Take my hand
Or if you want to strike me down in anger
Here I stand
I’m your man
If you want a boxer
I will step into the ring for you
And if you want a doctor
I’ll examine every inch of you
If you want a driver
Climb inside
Or if you want to take me for a ride
You know you can
I’m your man

Ah, the moon’s too bright
The chain’s too tight
The beast won’t go to sleep
I’ve been running through these promises to you
That I made and I could not keep
Ah but a man never got a woman back
Not by begging on his knees
Or I’d crawl to you baby
And I’d fall at your feet
And I’d howl at your beauty
Like a dog in heat
And I’d claw at your heart
And I’d tear at your sheet
I’d say please, please
I’m your man

And if you’ve got to sleep
A moment on the road
I will steer for you
And if you want to work the street alone
I’ll disappear for you
If you want a father for your child
Or only want to walk with me a while
Across the sand
I’m your man

If you want a lover
I’ll do anything you ask me to
And if you want another kind of love
I’ll wear a mask for you

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/leonard-cohen-im-your-man-2/

Leonard Cohen – First We Take Manhattan

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=tFBKV0zVXSE]

 They sentenced me to twenty years of boredom
For trying to change the system from within
I’m coming now, I’m coming to reward them
First we take Manhattan, then we take Berlin
I’m guided by a signal in the heavens
I’m guided by this birthmark on my skin
I’m guided by the beauty of our weapons
First we take Manhattan, then we take Berlin

I’d really like to live beside you, baby
I love your body and your spirit and your clothes
But you see that line there moving through the station?
I told you, I told you, told you, I was one of those

Ah you loved me as a loser, but now you’re worried that I just might win
You know the way to stop me, but you don’t have the discipline
How many nights I prayed for this, to let my work begin
First we take Manhattan, then we take Berlin

I don’t like your fashion business mister
And I don’t like these drugs that keep you thin
I don’t like what happened to my sister
First we take Manhattan, then we take Berlin

I’d really like to live beside you, baby …

And I thank you for those items that you sent me
The monkey and the plywood violin
I practiced every night, now I’m ready
First we take Manhattan, then we take Berlin

I am guided

Ah remember me, I used to live for music
Remember me, I brought your groceries in
Well it’s Father’s Day and everybody’s wounded
First we take Manhattan, then we take Berlin

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/leonard-cohen-first-we-take-manhattan/

Mais um exemplo da América Latina

 

Educação no perú
O governo peruano, tentando melhorar o nível do ensino público nacional, acabou criando uma saia justa e uma crise de pessoal sem precedentes na história do país.

Nada menos que 99% dos professores de todo o ensino público foram reprovados em um exame nacional de qualificação, levando o Ministério da Educação a continuar empregando educadores que, em tese, não estariam capacitados para a função.

Para evitar centenas de milhares de salas de aula vazias, o ministro da Educação, José Chang, foi forçado a anunciar medidas de emergência para manter os professores em seus empregos.

Mais de 180 mil educadores fizeram a prova, apesar dos boicotes e greves organizados por sindicatos que temiam o corte de postos de trabalho.

Os professores dizem que os problemas na educação do país derivam da falta de recursos públicos e dos baixos salários da profissão de docente.

Mas o ministro da Educação defendeu o rigor em relação à capacitação dos professores, e apontou a necessidade de o país melhorar o padrão nacional de ensino.

O repórter da BBC em Lima Dan Collyns disse que, em meio às discussões, “não se cogita nenhuma força-tarefa para combater o problema na base, há apenas uma reiterada recusa oficial de reduzir os requisitos para os professores”.

Segundo o correspondente, o governo peruano sabe que o baixo nível de educação é um sério obstáculo para o desenvolvimento do país.

“Mas a atual política, positiva ao mostrar as limitações dos professores, não parece oferecer uma saída realista para a crise educacional”, ele disse.

 O pronuncio do Sistema de Ensino Português dentro de muito pouco tempo.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/mais-um-exemplo-da-america-latina/

31 Março (Abaixo-Assinado)

sindic.jpg

ENTREGA ABAIXO-ASSINADO NO M.E., DIA 31 DE MARÇO

ESTA INICIATIVA NO PRIMEIRO DIA DE AULAS, CONFIRMA QUE

3º PERÍODO SERÁ DE MUITA LUTA!

Durante a última semana de aulas e a interrupção lectiva da Páscoa, a Plataforma Sindical dos Professores pôs a circular um abaixo-assinado em que, no essencial, os professores colocam ao ME as mesmas exigências que já tinham apresentado na Resolução aprovada na Marcha da Indignação.

Em pleno período de interrupção, foram recolhidas cerca de 20.000 assinaturas que serão entregues no ME no dia 31 de Março, segunda-feira.

Poderia a Plataforma Sindical recolher, agora que o ano recomeçou, muitos milhares de outros subscritores, mas, sufragadas que estão estas posições pelos participantes na Marcha, preferiu aproveitar este abaixo-assinado para, no primeiro dia de aulas do 3º período voltar à rua e lembrar que, perante a intransigência ministerial, a luta dos professores não irá parar!

Neste dia 31 de Março a Plataforma Sindical promove uma Conferência de Imprensa, pelas 11.00 horas, no Hotel Marquês de Sá (Av. Miguel Bombarda, nº 130), em Lisboa, seguida de uma deslocação para o ME onde será entregue o abaixo assinado às 12.00 horas. Esta entrega será feita pelos membros das direcções sindicais das diversas organizações.

A Plataforma Sindical dos Professores convida os Senhores(as) Jornalistas a acompanharem a Conferência de Imprensa e a deslocação ao ME.
A Plataforma Sindical dos Professores

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/31-marco-abaixo-assinado/

3º Período em LUTA

Últimas notícias da nossa luta e que a comunicação social camufla: As reuniões dos sindicatos com a Ministra têm dado frutos, ao contrário do que se tem feito passar… o Ministério recuou ao ponto de querer negociar a avaliação dos contratados em troca de alterações ao Estatuto da Carreira Docente, um documento que se encontrava completamente fechado a qualquer discussão ou negociação!
A verdade é que o governo se encontra já bastante desorientado (com a pressão dos 100.000 hooligans!) mas os sindicatos, coerentemente, fizeram saber que não vão ‘vender’ os contratados: não há professores de 1ª e de 2ª!! Se não há avaliação para uns, também não deve haver para os outros!
Não podemos desistir agora! Estamos mais perto de recuperar a nossa dignidade profissional do que parece…
Reencaminho-vos as novas formas de luta para o 3º período: PARA QUE A MINISTRA NÃO SE ESQUEÇA DE NÓS!!
Novas concentrações de professores em locais públicos, todas as segundas-feiras, de acordo com o seguinte calendário:

1.ª Ronda:

De 10 a 14/03 – Luto nas escolas.
07/04 – Protesto nacional.
14/04 – Protesto em todas as capitais de distrito do Norte.
21/04 – Protesto em todas as capitais de distrito do Centro.
28/04 – Protesto na Grande Lisboa.
05/05 – Protesto em todas as capitais de distrito do Sul e Regiões Autónomas.

2.ª Ronda:

12/05 – Protesto nacional.
19/05 – Protesto em todas as capitais de distrito do Norte.
26/05 – Protesto em todas as capitais de distrito do Centro.
02/06 – Protesto na Grande Lisboa.
09/06 – Protesto em todas as capitais de distrito do Sul e Regiões Autónomas.

Para que o Governo e a Ministra não se esqueçam de nós.

Divulga. Juntos, podemos!

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/3%c2%ba-periodo-em-luta/

Load more

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: