adplus-dvertising

Artigos mais comentados

  1. Notificação da Mobilidade Por Doença — 854 comentários
  2. Sai Hoje? — 339 comentários
  3. Lista de Candidatos à BCE — 332 comentários
  4. De Volta ao Sonho — 319 comentários
  5. Manifestação de Interesse para Timor-Leste — 315 comentários

Lista de artigos do autor(a)

Visão simplificada da Avaliação de Professores

Finalmente alguém me conseguiu esquematizar e explicar de uma forma simples e estruturada como vai funcionar a avaliação dos professores. Não é nada complicado!!!!!!!!! Uma visão simplificada de como vai funcionar a avaliação dos professores.

Visão simplificada

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/visao-simplificada-da-avaliacao-de-professores/

Estatuto do Aluno?

Mas o que é que o Estatuto do Aluno tem a ver com as agressões de alunos a professores?

Quem diz isso está a fazer oportunismo político.

Pois, eu já sabia que o Valter estava a fazer-se ao lugar da MLR., não a sabia era tão inteligente para atacar um subalterno desta forma tão subtil.

[vodpod id=ExternalVideo.488751&w=425&h=350&fv=] from arlindovsky.wordpres posted with vodpod

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/arlindovsky%e2%80%99s-weblog-%e2%80%ba-editar-%e2%80%94-wordpress/

A propósito do Carolina Michaelis

A notícia do dia de ontem sobre o acontecimento na Escola Secundária Carolina Michaelis, fez-me recuar uns anos no tempo, enquanto era jovem e do pouco tempo que passei nessa escola.

O meu 12º ano foi feito no Carolina Michaelis (1987-88), não foi fácil nessa época, depois de 2 anos no Rodrigues de Freitas, fazer uma passagem para a escola em frente. Isto porque a Secundária Carolina Michaelis foi uma escola feminina até 1979, enquanto que o Rodrigues de Freitas era frequentada pelo “machões” da cidade.

Meia dúzia de anos após o fim do domínio feminino desse liceu, imaginam como foi a dificuldade em lidar com o sexo oposto. Parece que ainda hoje o elemento feminino domina por essas bandas.

Outro lembrança que me ocorreu foi a consciencialização da minha personalidade da época. Quero referir que usava na época uns trajes um tanto ou quanto estranhos, era detentor de um moicano, e frequentava os locais mais hardcore da altura.

Bandas como os “cagalhões”, “cães, a morte e o desejo” e os “badalhocos” eram fonte de inspiração diária do intenso ritmo punk dessa época no Porto.

Esta geração “estranha” como muitos a viram era possuidora de valores e ideais próprios e dificilmente se encontrava perante actos de vandalismo desta estranheza.

Não quero fazer uma distinção de gerações diminuindo a geranção actual, porque todas elas são marcantes da mentalidade de toda uma sociedade. Se a geração actual está mal preparada isto deve-se ao facto de os adultos a prepararem mal. Políticas de facilitismo na educação em contraponto com a imensa dificuldade da vida real levará a uma nova geração perdida e que dificilmente se voltará a encontrar.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/a-proposito-do-carolina-michaelis/

A mão de Maria de Lurdes Rodrigues

Sob o título, 9ºC em grande!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=3MWPXMEgtwY]

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/a-mao-de-maria-de-lurdes-rodrugues/

Bom ponto de vista

abandono.jpg

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/bom-ponto-de-vista/

A contradição das faltas como serviço lectivo efectivo

Na página da DGRHE foi colocado um pdf de faltas equiparadas a prestação efectiva de serviço para efeitos da avaliação.
Até aqui tudo bem, mas a interpretação da DGRHE no concurso de acesso a professor titular já não foi a mesma para efeitos de pontuação no factor assiduidade.

Mais uma vez se vem provar a desordem que vai na casa e a incompetência de quem gere o Ministério da Educação.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/a-contradicao-das-faltas-como-servico-lectivo/

Não sei se ria ou se chore

O Partido Socialista (PS) português entregou nesta sexta-feira, no Parlamento, um projeto de lei que regula o funcionamento dos estabelecimentos que fazem tatuagens e aplicam piercings, proibindo a sua aplicação na língua.O projeto também estabelece a proibição da aplicação de piercings, tatuagens e de maquiagem definitiva em menores de 18 anos.O PS justifica o projeto alegando que a adoção de um regime para a instalação e o funcionamento dos estabelecimentos de colocação de piercings e tatuagens tem como principal objetivo a definição de um “quadro de referência de qualidade”, que constituirá “fator de proteção dos consumidores e de informação para os profissionais”.Segundo o projeto de lei, apenas serão permitidas a colocação de piercings e a realização de tatuagens em salões especializados. As exceções se aplicam aos furos para brincos, que podem ser feitos em joalherias, e a maquiagem definitiva, cujo procedimento pode ser realizado em institutos de estética, conforme a legislação já em vigor.

No projeto de lei, também são definidos os tipos de jóias que podem ser utilizadas na fase de cicatrização da ferida, que obrigatoriamente devem ser hipoalergênicos, assim como as peças autorizadas após a fase de cicatrização.

Caso aprovado, o projeto também proíbe a aplicação de piercings na “língua e no pavimento da cavidade oral”, na proximidade de vasos sanguíneos, de nervos e de músculos ou sobre quaisquer tipos de lesão cutânea.

Também serão proibidas a aplicação de piercings de prata e folhados a ouro e a utilização de “pistolas de perfuração da orelha e da asa do nariz que não estejam higienizadas e equipadas com dispositivo descartável”.

Sobre as tatuagens, o projeto de lei estabelece que as tintas utilizadas devem ser esterilizadas, sendo que as embalagens dos preparados de tintas devem estar devidamente rotuladas.

“Nas atividades de tatuagens e de maquiagem são apenas permitidas agulhas estéreis, de uso único e descartável”, reitera o projeto.

Por último, passa ainda a ser obrigatório que piercers e tatuadores informem ao consumidor “previamente e por escrito” sobre todo o procedimento, a natureza dos produtos e as possíveis conseqüências da colocação de um piercing ou da realização de uma tatuagem, “dando-lhe oportunidade para que possa refletir sobre o assunto”.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/nao-sei-se-ria-ou-se-chore/

Já ia ficar indignado!!

Marcha Indignação DN

 Estava a ver que não aparecia em lado nenhum a prova da minha presença na Marcha da Indignação!

 DN de 12 de Março

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/03/ja-ia-ficar-indignado/

Ruas diz que dossier da Educação está fechado

Descentralização: Ruas diz dossier da Educação está fechado

O dossier da transferência de competências da Administração Central para as autarquias na área da Educação está fechado, disse hoje à agência Lusa o presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), Fernando Ruas.O líder da ANMP ressalvou, no entanto, que ainda será necessário definir alguns pormenores e recolher dados relacionados com este processo, dando como exemplo os 5.000 funcionários que haverá a mais e os municípios pretenderem saber onde é que estão a mais e em que concelhos poderá haver menos.

«Há rácios bem diferentes de câmara para câmara, o que não há é o quadro ideal para cada concelho», disse.

No parecer enviado ao Governo, a ANMP refere ser «já do conhecimento geral que existirão 5.000 funcionários a mais e, em número indeterminado, funcionários a menos».

O autarca defende que se existir pessoal a mais, a câmara recebe os funcionários, mas o Governo paga esse pessoal, e nos casos em que o número seja inferior, o Governo deve pagar esse diferencial.

O diploma do Governo, a que Lusa teve acesso, estabelece que «quando o pessoal não docente seja em número inferior ao resultante do rácio [ainda a definir em portaria conjunta dos membros do Governo responsáveis pelas áreas da Educação, Administração Pública e Local], são transferidas para os municípios as dotações correspondentes ao pagamento das remunerações do pessoal não docente necessário para cumprir aquele indicador».

Chama-se a isto uma transferência 100% segura.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/02/ruas-diz-que-dossier-da-educacao-esta-fechado/

Alterações à proposta de “Autonomia, Gestão e Administração”

ME e Conselho das Escolas analisam concretização de medidas de políticaA equipa governativa da Educação reuniu com os membros do Conselho das Escolas para analisar condições de concretização de medidas de política, como o Estatuto do Aluno e a avaliação dos docentes.

A ministra, Maria de Lurdes Rodrigues, e os secretários de Estado, Jorge Pedreira e Valter Lemos, apreciaram com os presidentes dos conselhos executivos que integram este órgão consultivo do Ministério da Educação também outros temas, como as propostas de transferências de competências para as autarquias locais e as mudanças na gestão das escolas.

Neste último ponto, os governantes ouviram os conselheiros sobre a proposta que irá a Conselho de Ministros na próxima 5.ª feira.

Da reunião saiu o acolhimento da maior parte das sugestões apresentadas, designadamente a possibilidade de o Conselho Geral ser presidido por um professor, o aumento do prazo de duração dos mandatos de três para quatro anos, requisitos mais flexíveis na designação dos adjuntos do director e mais autonomia na forma de constituição e designação das estruturas intermédias, para além dos departamentos curriculares.

Entre as sugestões acolhidas encontra-se ainda a da alteração na composição do conselho pedagógico, criando uma comissão especializada com pais e alunos, mas com as competências técnicas reservadas aos docentes, a mudança da regra do regime de exclusividade dos directores, no sentido de lhes permitir a participação em organizações não governamentais e actividades de voluntariado, e a possibilidade de o mandato dos órgãos de gestão actuais ser prorrogado para facilitar a transição para o novo regime.

Sobre a avaliação, ficou patente durante o encontro a determinação das escolas e dos professores em a concretizar.

Neste sentido, as condições para a concretização da avaliação serão melhoradas, com as escolas a poderem evoluir ao seu próprio ritmo, mas com respeito pelo prazo final.

Desde sempre afirmei que a questão da Presidencia do Conselho Geral iria resultar na possibilidade de qualquer membro desse conselho poder presidir ao Órgão, com excepção dos alunos. Não me espanta em nada esta alteração.

No que respeita ao mandato do director passar a ter uma duração de 4 anos, considero uma coincidência muito grande que existam Eleições Legislativas e Autárquicas na mesma altura. Será uma coincidência inocente? Não me parece que assim seja, mas admito que sim. Não se tornará o cargo de Director um cargo político com tamanha semelhança?

Requisitos mais flexíveis para designação de adjuntos. o que é isso? O Director para ter uma “liderança forte” tem de ter mais de 100KG e os adjuntos podem ter entre 50 e 90KG? É isso?

A Ministra dizer que vai dar mais autonomia na forma de constituição e designação das estruturas intermédias, é irrelevante, porque dar mais autonomia do que aquilo que dá nessa área (zero), pode ser zero vírgula um.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2008/02/alteracoes-a-proposta-de-autonomia-gestao-e-administracao/

Leia mais

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: