Provas e exames vão custar milhões em novos computadores

Governo autorizou despesa superior a 6,5 milhões para que equipamentos avariados ou sem arranjo possam agora ser substituídos.

Escolas gastam milhões de euros em computadores para garantir provas online

As escolas vão poder gastar 6,5 milhões de euros na compra de novos computadores. Em resposta enviada ao JN, o gabinete do ministro João Costa esclarece que o objetivo da medida, autorizada no Conselho de Ministros de quinta-feira, é que as escolas substituam equipamentos que estão avariados, assegurando as condições para a realização das provas de aferição (2.º, 5.º e 8.º anos) e provas nacionais do 9.º que, este ano, serão em formato digital.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2024/03/provas-e-exames-vao-custar-milhoes-em-novos-computadores/

3 comentários


  1. Daqui a 2 anos estão estes avariados.
    Dinheiro deitado ao lixo.


  2. Quem vai preparar estes novos computadores, quando chegarem às escolas. E em termos de contratação de serviços/equipamentos, haverá concurso ou não????????? 6,5 milhões……


  3. Associações de diretores e de pais e encarregados de educação, só vocês podem parar esta charada!
    Ninguém tem nada contra o digital. Ninguém quer voltar a preencher o IRS em papel ou fazer os concursos de professores à mão. Isto é unânime. Todas as escolas tiram partido do digital com software de gestão, por exemplo, e reconhecem-lhe mais-valia. Mas aqui é diferente. Vamos de remendo é remendo e ninguém diz basta!
    Ora vejamos, novos computadores. Quando? Quem vai preparar os PC a dois meses das provas? E o problema da Internet? Querem implementar provas offline com os problemas técnicos severos que isso gerou o ano passado, deixando as escolas sozinhas na resolução e na responsabilização perante os problemas? Senhores diretores, pais e encarregados de educação, sejam o adulto na sala! No mínimo não às provas finais! Provas e exames digitais, porque não, quando isso trouxer ganhos!? Mas com condições materiais, suporte técnico, conectividade e sempre que os alunos tenham todas as condições. O ano letivo passado foi mau de mais e ninguém tirou consequências da vergonha nacional que foram as provas de aferição. Este ano será pior e as responsabilidades vão recair sobre as escolas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: