A Prova de Vida do Bloco de Esquerda

Também o Bloco de Esquerda já deu entrada de um Projeto de Lei para a recuperação do Tempo de Serviço dos Professores.

 

Download do documento (PDF, 12KB)

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2024/03/a-prova-de-vida-do-bloco-de-esquerda/

14 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Helder Correia on 26 de Março de 2024 at 19:11
    • Responder

    Não percebi o título do post tendo em conta que o BE foi um dos partidos que desde sempre apoiou a recuperação integral do tempo de serviço dos docentes. E tanto quanto sei, as diversas tentativas feitas para esse efeito esbarrou sempre num muro do PS e do PSD.
    Obrigado pela atenção.
    Helder Correia, professor.

      • Padre Marx on 26 de Março de 2024 at 20:26
      • Responder

      Os artistas deste blog são todos laranjinhas e ficaram muito contentes com as promessas de carreira especial e escalão especial para diretores. Isso é o que lhes interessa e mais nada, este post e o outro sobre o PCP é só atirar lama (tácticas cheganas).
      O resto são folhas de Excel carregadas de publicidade manhosa (para quem não usa adblocker como eu).

        • Antonio on 27 de Março de 2024 at 7:59
        • Responder

        Não sei se o blog é laranja ou vermelho, mas sei que tem informação muito útil. Quanto à si, sem sempre a possibilidade de não visitar este blog. Trata-se de uma liberdade de escolha.
        Também não precisa de agradecer os fantásticos ‘exceis’ que por aqui anda.

    • Logo on 26 de Março de 2024 at 19:28
    • Responder

    “No ano letivo 2023/24, o número de docentes apenas com habilitação suficiente triplicou.” alguém pode explicar? No SIGRHE onde é que este candidatos com habilitação suficiente concorrem??? Só existe a possibilidade de concorrer com habilitação profissional e/ou habilitação própria…..Como tal, onde concorrem?? Como podem estes candidatos concorrerem com habilitação suficiente??… e mais conseguirem ver as ofertas de escola????

      • Manuel on 27 de Março de 2024 at 9:55
      • Responder

      Caro “logo” estes candidatos concorrem na opção “habilitação própria” e depois escolhem “outra formação”. O SIGRHE precisa ser melhorado neste sentido, acrescentar mais uma opção- habilitação suficiente-, porque pode engendrar confusões.


  1. É um título tendensioso deste post!
    Sabendo que as propostas de resolução da situação da carreira dos professores apresentadas no parlamento pelo BE, CDU e PAN, em 2019, foram chumbadas pelo bloco central PS-PSD-CDS. Basta ler as medidas propostas para a educação, apresentadas nos respetivos programas, para perceber que tanto o PS como o PSD nada tencionavam fazer para reverter a calamidade a que chegou a carreira docente e a escola pública. O PS tinha prometido o descongelamento e a restituição do tempo de serviço e, quando o BE e a CDU tentaram que fosse cumprida, o António Costa ameaçou com a demissão. Se houve erro da geringonça, foi acreditarem que o António Costa cumpriria promessas sem acordo escrito.
    Lembro, que o PS governou com maioria absoluta na anterior legislatura (nesse período só negociou com o Livre e o PAN).
    https://observador.pt/2019/05/10/professores-parlamento-debate-normas-da-direita-com-exigencias-para-recuperacao-do-tempo-total/
    https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/pcp-e-be-nao-apoiaram-manifestacoes-dos-professores-durante-o-periodo-da-geringonca

    • Morsa on 26 de Março de 2024 at 20:39
    • Responder

    Estou totalmente de acordo com o Projeto de lei do bloco de esquerda. Os meus agradecimentos.

    • 😡 on 26 de Março de 2024 at 21:10
    • Responder

    E DEMOCRACIA nas escolas, 50 anos depois do 25 de abril, nada???? Gestão democrática, urgente.
    Mas, será o BE um partido democrático ???
    São todos “chegas”….

      • Miguel on 26 de Março de 2024 at 21:50
      • Responder

      Portanto, a democracia nas escolas acabou por culpa do BE, é isso?

    • Zeca on 26 de Março de 2024 at 22:23
    • Responder

    Mas foram os amigos do
    PS, aqueles que o BE apoiou.


    1. No tempo dos seguintes ministros, o BE não teve nenhum acordo político com o PS:
      – Maria Lurdes Rodrigues (PS);
      – Isabel Alçada (PS);
      – João Costa (PS).
      Já agora, no tempo da geringonça, o PS e PSD votaram mais vezes juntos do que o PS com o BE e o PCP.
      Link: https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/psd-foi-o-partido-que-mais-vezes-votou-ao-lado-do-ps-durante-os-seis-anos-da-geringonca

    • Pedro on 27 de Março de 2024 at 17:14
    • Responder

    Atão e aquele tempo de serviço docente – REAL – que não é contabilizado para carreira, mas que foi alvo de descontos para IRS e para SS? O bloco de esquerda é a maior fraude que existe.


    1. A maior fraude que existem são aqueles que estiveram à frente do Ministério da Educação nos últimos vinte anos:
      – Maria Lurdes Rodrigues PS);
      – Isabel Alçada (PS);
      – Nuno Crato (PSD);
      -Tiago Brandão Rodrigues (PS);
      – João Costa (PS).
      Já agora, aprenda a escrever corretamente a sua língua materna,

      • Zé Povo on 28 de Março de 2024 at 11:01
      • Responder

      Bom, bom é o Chega, não é? A comer-vos de cebolada há vários anos? Tem juizo, pá.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: