Excerto da troca de argumentos entre António Costa e a professora no Peso da Régua

 

Excerto da troca de argumentos entre António Costa e a professora:

Professora: “A mim não me roubaram seis anos e seis meses, roubaram-me 14 anos”.

António Costa: “Agora posso falar eu? Se a carreira se mantém descongelada, e eu posso garantir que a carreira continuará descongelada, é porque temos feito o descongelamento com conta peso e medida, porque no passado prometeram-lhes uma grande carreira mas depois nunca concretizaram”.

Professora: “Quem me prometeu a mim que trabalho há 40 anos na escola foram os governos PS e PSD, porque não há alternativa neste país, há alternância”.

António Costa: “Nós descongelámos, mantemos a carreira descongelada e garantimos que a carreira vai continuar descongelada. A recuperação do tempo que foi feita foi exatamente na mesma medida que foi feita para as restantes carreiras: o correspondente a 70% do tempo congelado. Em segundo lugar, temos em conta que o congelamento não teve o mesmo impacto nas pessoas em função da posição que tinham na carreira. Um congelamento no segundo escalão não era o mesmo que um congelamento no terceiro escalão. Por isso, agora criámos um acelerador onde eliminámos a quota”.

Professora: “Está na mão do senhor primeiro-ministro, agora, libertar-nos da prisão, que o outro governo nos colocou. Portugal não está melhor do que nunca, economicamente?”

António Costa: “Mas para continuar melhor temos de dar um passo de cada vez e por isso resolvemos o tema e fizemos justiça relativamente ao congelamento… Segundo tema fundamental é a precariedade. Introduzimos agora o mecanismo da vinculação dinâmica que todos os seus colegas que fazem 1.095 dias possam ficar efetivos”.

Professora: “Dei aulas durante 30 anos em Tarouca e aos 53 tinha que estar reformada. Tenho 60 anos e não vou ter dinheiro para um lar de idosos”.

António Costa: “Mas não vamos revisitar agora o tema das reformas. Todos os portugueses viram aumentada a sua idade de reforma conforme o aumento da esperança de vida. Aquilo que falta fazer nessa matéria e estamos a negociar com os sindicatos é, relativamente à monodocência, aos professores do primeiro ciclo e aos educadores… porque esses não beneficiam da redução do tempo de serviço dos outros professores”.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2023/06/excerto-da-troca-de-argumentos-entre-antonio-costa-e-a-professora-no-peso-da-regua/

28 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • maria on 11 de Junho de 2023 at 12:04
    • Responder

    Diferenças

    A Professora, a professora, a “professora” ou a educadora de infância do Peso da Régua? É que , com aquela classe… “tou” mesmo a ver…
    E os cartazes? Também não simpatizo com o “retratado”. Contudo, lamento que não houvesse alguém por ali com uma réstia de bom senso. Os autores da proeza poderiam ser “professores” , mas a má imagem é para os Professores.

      • Anonimo informado on 11 de Junho de 2023 at 12:12
      • Responder

      Leia um livro chamado “O Triunfo dos Porcos”.
      O protesto foi uma metáfora baseada nesse livro, de George Orwell, sobre uma sociedade / quinta, onde os pircos se revoktam exescravizam todos os outros animais da quinta.
      Seria bom termos um país mais culto.
      Não tenho dúvidas que ele percebeu e se vitimizou.

      1. Precisamente, é uma alegoria do Triunfo dos Porcos e confundir porcos da política com racismo, vai uma grande distância…
        As respostas do antónio costa mostra como traz a cartilha memorizada, sem olhar a factos

        • Anonimo informado on 11 de Junho de 2023 at 14:35
        • Responder

        Peço desculpas pelos lapsos ortográficos. Erros de digitação.

    1. Onde está a “falta de classe”? Acho que essa professora falou muito bem. Sobre os cartazes, acho que só pecam por demasiado meigos. São os professores que têm que pagar a roubalheira imunda dos governos socialistas.

    • Anónimo on 11 de Junho de 2023 at 12:09
    • Responder

    Se um congelamento no 3o escalão não é o mesmo que um congelamento no 2o, também um congelamento no 2o não é o mesmo que um congelamento no 1o.
    O que este governo fez foi beneficiar que estava na carreira a 30/08/2005 e prejudicar eternamente quem entrou em 01/09/2095 e levou com 99% dos congelamentos, incluindo com o que o governo onde ele estava (o de Sócrates) fez.
    O que fizeram foi prejudicar eternamente quem esteve 30 dias doente nestes anos, e agora vai ficar eternamente no 4o escalão.
    Quem entrou em 2005 nunca saira do 4o escalão. Isto é um congelamento!
    É uma hipocrisia e cinismo dizer o que o atual PM disse.
    A aldrabice e o engano têm de acabar.

      • João Almeida Pinto on 11 de Junho de 2023 at 12:39
      • Responder

      Esperemos que o bom senso impere e que o PR vete o diploma.

    • Ilda on 11 de Junho de 2023 at 12:20
    • Responder

    Estes cartazes são tiros nos pés…
    Tanto este como o do lapis no olho

    • Congelamentos on 11 de Junho de 2023 at 12:30
    • Responder

    Da maneiro como o Costa I fala, parece que é “natural” o congelamento de carreira – algo que não passa duma quebra de contrato, com o intuito de desviar o dinheiro “poupado” à custa dos professores para cobrir os desvarios de má gestão da Banca – e que ele está a fazer “um grande favor” em repor parcialmente – repor na totalidade era com retroativos – a justiça. E fala em evitar “novos congelamentos” como se a classe aceitasse agora pacificamente, voltar a ser moeda de troca para sustentar mais um elefante branco … E a mulherzinha que quis refilar, perguntem-lhe só em que condições ela se reformou e como se reformou. Verão que ninguém agora se reforma nas condições dela. Ela não é professora, é uma negociante tal como o marido

      • Pedro Oceano on 11 de Junho de 2023 at 14:30
      • Responder

      Nem mais. Tem toda a razão.
      Aliás, para quem agora está nos escalões inferiores, pode nem contar com reforma nenhuma. Façam as contas e vão ver que nem lá vão chegar. Vão morrer antes, uma vez que a idade vai aumentando todos os anos.
      Já para não falar no valor de reforma que, daqui a 20 anos, se ainda existirem reformas, será miserável para quem não passará dos escalões inferiores, fruto das vagas no 5.º e 7.º escalões.

      Ela reformou-se no bom tempo e com condições excecionais. Mas é fácil falar dos outros quando se está no “bem bom”.

    • Anabela Pinho on 11 de Junho de 2023 at 12:54
    • Responder

    Um diálogo com um surdo e um mentiroso nunca resultou nem resultará, infelizmente… Tempo perdido… Isto já roça a chacota e o gozo com a classe docente!!!
    Terá de ser pela luta!

  1. “Nunca lutes com um porco, ficas todo sujo, e ainda por cima o porco gosta”. George Bernard Shaw

      • Bonavidaadocosta on 11 de Junho de 2023 at 14:31
      • Responder

      Cuidado. Olhe o “racismo” 😀 😀 😀

    • Man72f on 11 de Junho de 2023 at 13:39
    • Responder

    Mas não há ninguém que lembre a este senhor [se é que merece este título!…] que os professores – e a sua carreira – têm um regime próprio consubstanciado no Estatuto da Carreira Docente? Ou o ECD serve para apenas para o que lhes interessa [a anáfora remete para a corja do costume…].
    Enfim, a política no seu pior: legislam muito bem . depois, por conveniências, colocam os diplomas na gaveta…

    • Alice Gomes on 11 de Junho de 2023 at 13:41
    • Responder

    Gostaria de corrigir: ” não dei 30 anos aulas em Tarouca” mas sim, há 30 anos dei aulas em Tarouca. Sou de Braga e nessa altura andava de casa às Costas .
    Tudo o resto foi mesmo assim e mais que não aparece.
    Se dúvidas houver se sou professor! Sim, em Barcelos, tenho 60 anos de idade, 40 de trabalho, estou retida no 6° escalão, graças aos compadrios que a ADD permite. Sim, já simulei e não vou ter dinheiro para pagar um lar de idosos. Mas VÓS também não, ACORDEM ENQUANTO É TEMPO.
    Quanto aos cartazes, já tive oportunidade de dizer que não me identifico com eles, contudo todos sabemos, como classe culta que somos, que a caricatura sempre teve muito poder na crítica social e política.
    Já leram “O triunfo dos porcos” ? qualquer semelhança é pura coincidência.
    Fiquem bem e não desistam.

    • professor roubado on 11 de Junho de 2023 at 13:51
    • Responder

    Os professores e os portugueses em geral, talvez por causa de tantos anos de ditadura, ficaram presos no politicamente correto. Isso é o que estes políticos aldrabões gostam! O PS atual é o melhor amigo do Chega e do populismo, o rol de galambices tristes, a aldrabice e o roubo despudorado arruínam a democracia!
    Ficar calado e não reagir é muito pior! Todo o meu apoio, só tive pena não estar lá…!!!
    Mesmo correndo o risco de ficar sujo, é preciso lutar com os porcos senão eles vão governar a nossa vida e seremos devorados…

  2. Triunfo dos Porcos, leiam, se bem que Orwell escreveu-o como crítica ao stalinismo, daí se compreender que a FENPROF (oriunda do PCP) não “veja” isso…

    Esta reacção da FENPROF (oriunda do PCP) mostra as guerrinhas de sindicatos…

    Nós, os isentos, é que perdemos com isto. Ou já se esqueceram da moleza da FENPROF (oriunda do PCP e que deu a mão ao PS) para com as medidas draconianas dos hipócritas fingidos do antónio costa e joão costa? E o sousa tavares não é melhor.

    Estes dois, antónio costa e FENPROF(Oriundo do PCP) são falsas vítimas com arremedos de pseudo indignação com os cartazes.

      • sindicalizadoemsaida on 11 de Junho de 2023 at 14:34
      • Responder

      A Fenprof sempre foi submissa a governos, sobretudo a socialistas.
      Daí muitos terem-se desvinculado e mais se seguirão.
      O que aconteceu no tempo da geringonça demonstrou bem o que são. Submissos.
      Sempre popularam por defender direitos que, quem lá estava, podia usufruir. Os restantes que paguem as quotas.
      Os nomes que indicou é de gente que sabe que pode “comprar” os sindicatos com benesses aos seus dirigentes.

    • incorreto on 11 de Junho de 2023 at 14:36
    • Responder

    O camarada Mário Nogueira foi quem assinou este estatuto que temos agora, depois de grandes manifestação em Lisboa e da mudança da ministra Maria de Lurdes! Nessa altura estava no 7º escalão da carreira, faltava um ano para o 8º e “subi” para o 4º. Agora continuo no 7º!!!Comparei há dias com um colega com mais um ano de serviço, que teve a sorte de subir lá atrás para o 8º e a simulação da reforma dava uma diferença de 300 líquidos entre os dois. Por isso a colega Alice tem toda a razão!
    Continuem no politicamente correto! Politicamente incorreto é roubar, mentir de forma miserável e não ter carácter. daqui a pouco os políticos podem fazer tudo isso, é a politica, os outros são os porcos do Orwell.

  3. Por favor, cliquem no meu nome e verifiquem que retratar Costa como um porco é demasiado suave para o partido do latrocínio institucional, da Casa Pia e da Maçonaria. São os professores os que mais têm de pagar a roubalheira dos governos PS. Não percebo como é que continua a haver tantos professores a votar no PS e nos partidos da Geringonça. Espero que esta profissão acabe depressa. Os manifestantes sugeriram aos professores que abandonassem a profissão. Que se lhes faça a vontade! Depois quero ver como é que vão descalçar a bota…

    • incorreto on 11 de Junho de 2023 at 16:54
    • Responder

    Os únicos que se podem sentir insultados com os cartazes são os porcos!!!
    Este PS tomou conta do país para seu único e exclusivo benefício, não têm profissão nem nunca trabalharam! Nada têm a ver com o PS de Mário Soares, Salgado Zenha ou Guterres. Odeiam os professores porque não dependemos da esmola da porca leiteira da politica, como dizia Rafael Bordalo Pinheiro! Os professores são colocados por concurso e não por tacho.
    Este governo não governa, dá esmolas!!

    • Laura dias on 11 de Junho de 2023 at 20:59
    • Responder

    Não diga parvoíces, não insulte e não afirme o que não sabe… a “mulherzinha” a que se está a referir suponho chamar-se Fernanda Tadeu, é educadora de infância e é esposa do 1º ministro… Vou esclarecê-la sobre a sua situação profissional, a saber:
    Fernanda Tadeu NÃO ESTÁ REFORMADA!!!… Fernanda Tadeu aderiu ao programa de rescisão de contrato com o Estado, iniciado em 2013 e encerrado em 2014, podiam aderir ao programa todos os docentes com menos de 60 anos e com contrato de trabalho em funções públicas… mais de 3500 professores aderiram ao programa de rescisão de contrato… eu não aderi porque a compensação remuneratória, não era significativa/não compensava/era uma ninharia!!!!!… e só se ficará com direito à reforma quando se atingir a idade legal – 66 anos e 4 meses de idade… a reforma com que se irá ficar, não tem nada haver com a dos professores que se estão a reformar atualmente, com essa rescisão a reforma vai ficar com um valor muito baixo!!!!…

    P.S. Não diga o que não sabe e, quando tiver dúvidas, consulte a legislação!!!!…..

      • Man72f on 11 de Junho de 2023 at 21:53
      • Responder

      Lauro Dias? Ecce Homo! Já agora, um pequeno reparo: uma professora [ou educadora de infância, tanto faz…] que renega a luta da sua classe [profissional], de resto, vilipendiada e pornograficamente roubada naquilo que há de mais sagrado – o tempo de serviço efetivamente trabalhado – desculpem, mas sim, a Prof. Fernanda Tadeu não passa de uma muherzinha – sem pensamento e brio próprios. Cansado de gente espécie “pasta mole”! É que um dia, como diz o célebre poema, .vai ser com ela – e não haverá ninguém que a defenda. ‘Tadinha da Tadeu. A Fernadinha. A do Toninho…

      • Atento on 12 de Junho de 2023 at 9:02
      • Responder

      Talvez fosse boa ideia informar-se sobre o porquê da sra. ter aderido ao tal programa. ficou a perder? Acho que não.
      Aliás, é curioso que o programa tenha aberto justamente nessa altura e fechado pouco tempo depois. É o que dá a promiscuidade entre certos “partidos”.
      Sairá com uma reforma que nada terá a ver com os que se reformarão ao mesmo tempo que ela. É só perceber o porquê de ter saído.
      Há que estar atento e não comer tudo o que nos dão à boca.

    • incorreto on 11 de Junho de 2023 at 22:36
    • Responder

    O roubo dos professores tem um inimigo público – José Sócrates!! os outros, incluindo o Costa são apenas socretinos. Já repararam no casinho do ministério das infraestruturas!? Todos aqueles ratos eram do tempo do maior vígaro da nossa democracia. Reproduziram-se que nem ratos no aparelho de estado e funcionam como a máfia. Tomaram conta de tudo e destilam ódio contra as classes profissionais que não controlam.
    Agora não me venham dizer que os professores são a reserva moral da nação, ao fim de 15 anos a serem roubados, aldrabados e humilhados na opinião pública era o que faltava!! Temos os nossos deveres na sala de aula e, pelo que vejo, são cumpridos mas não somos missionários, era o que faltava ficarmos a substituir o clero!!!
    Nem o clero é politicamente correto e exemplo para ninguém!

    • incorreto on 11 de Junho de 2023 at 22:50
    • Responder

    Incorreto e de mau gosto foi levar o ramo podre para as comemorações do 10 de junho! Foi uma afronta ao senhor Presidente da República e a todo o povo português que não é burro! Se o Galamba não mentiu então mentiu o costa primeiro ministro. Pensava que ia com a sua tadinha fazer o percurso a pé, imitar o Marcelo com selfies e grandes abraços, ia humilhar o Presidente da República e saiu humilhado, quanto maiores são as fotos mais impacto têm!!!
    Meu Deus… o politicamente correto!!!!!!!
    agora expliquem-me como se faz uma caricatura do costa sem os lábios grosso!!!??? Na próxima vez tentem alguém parecido com Fred Astair, que se saiba este não era aldrabão mas era bom bailarino!!

    • FrankieAT on 12 de Junho de 2023 at 11:30
    • Responder

    A cartilha do “Triunfo dos Porcos” não pega na sociedade civil. Os cartazes são de uma idiotice pegada, um perfeito tiro nos pés e por muito que “berrem”, já perderam toda e qualquer simpatia por parte do povo.

    O respeito ganha-se, não é dado. E quando dum lado, grassa o insulto, a chacota e a tentativa de superioridade intelectual típica do professor protestante, ainda por cima pagos pelo erário publico, dificilmente quem decide irá atender. Eu não atenderia pedidos de quem me insultasse e não consegue ter um discurso ou conversa sem estar a gritar.

    • Gardner on 12 de Junho de 2023 at 18:37
    • Responder

    Se é da redução do ecd 79, não noto nada… Ainda trabalho mais na escola e em casa…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: