Novidades Sobre os Percentis, Mais uma Machadada Nos Professores

De acordo com o novo documento da DGAE, com especial destaque para os percentis, o que se verifica de imediato é que o número de menções de mérito vão ser substancialmente reduzidas em relação aos anos anteriores.

Basta olhar para este exemplo onde no total é possível atribuir 9 menções de mérito. Até aqui estas menções eram calculadas em cada universo e seria possível atribuir as 9 menções de mérito, distribuídas pelos diferentes universos.

 

Contudo, nesta nova interpretação os docentes de todos os universos são ordenados pela sua classificação. como se vê no quadro seguinte.

 

 

E com o cálculo do percentil apenas os docentes com classificação superior a 9,400 poderão ter o Muito Bom. Ou seja, das 9 menções possíveis de atribuir, apenas 5 vão poder ter a classificação de Muito Bom. Neste exemplo como o único docente que tem classificação superior ao percentil 95 é do universo A (Contratado) não foi atribuído qualquer excelente, pois mais ninguém ficou com classificação superior a 9,869 (percentil 95).

E se alguém ainda acha que a libertação de vaga para acesso ao 5.º e ao 7.º escalão foi um benefício deste governo, engane-se, pois vão aumentar o número de docentes que terão de ir para a lista de vagas (mesmo que possam progredir após o dia 1 de janeiro do ano seguinte à sua mudança) agora e no futuro.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2023/05/novidades-sobre-os-percentis-mais-uma-machadada-nos-professores/

15 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Lecas on 24 de Maio de 2023 at 22:50
    • Responder

    Mas que lista?
    Os bloqueios do 5 e 7 escalões acabaram com o decreto lei último.

    Não percebo a sua lógica!!

    Finalmente acabou o chicote dos diretores .. as vagas


    1. Mas acreditas que quem deveria mudar em janeiro e teve bom vai mudar de imediato? Vai ter que aguardar até janeiro do ano seguinte para mudar de escalão.

      • Gardner on 25 de Maio de 2023 at 6:16
      • Responder

      Acabou, para alguns professores… Tive um horário incompleto em 2006 e, para mim, continua o garrote das vagas.


    2. Acabou só para alguns. Os que não trabalharam o tempo todo, esses estão sujeitos na mesma às quotas.

      • Esclarecimentos on 25 de Maio de 2023 at 9:44
      • Responder

      Posi é. Caso não tenham percebido, ou convenientemente não querido perceber, as vagas só acabaram para alguns.

      Quem entrou na carreira em 2005 e quem, por motivos de saúde, mesmo que devidamente comprovado medicamente, teve de faltar, continuam com o garrote das vagas.

      Aliás, neste caso ainda piorou.

      Neste momento, o que o governo de corruptos, ladrões e mentirosos fez foi tramar ainda mais os professores que têm entre 40 e 50 anos, cortando ainda mais as pernas da progressão na carreira, para aumentar as progressões de quem é mais velho.

      Ou seja, quem é de meia-idade, quem ganha menos, quem terá reformas de miséria, ainda ficou pior.

      Os colegas queentraram em 2005, os colegas que foram nos anos 90 a chamada geração mais bem preparada de sempre, e que, infelizmente, tomaram a decisão de serem professores, serão sempre penalizados e sacrificados.

      Terão ordenados de trampa e reformas de miséria, caso ainda tenham a sorte de terem alguma reforma. Mas têm sempre a hipótese de morrer em serviço, ganhando uma porcaria.

      Agradeçam a um governo de nojentos e moralmente miseráveis. E agradeçam a quem lhes deu votos para governarem.

      Depois das ultrapassagens, depois dos cortes, depois de 6 anos 6 meses e 21 dias (porque entraram em 01/09/2005 e não a 29/08/2005), depois de levarem com o pior de tudo … serão ainda mais sacrificados.

      A luta não pode parar. DEVE AUMENTAR E SER BEM MAIS ASSERTIVA!

        • Pirilampo on 25 de Maio de 2023 at 16:59
        • Responder

        Ainda não percebi muito bem! Mas as vagas nos escalões 5 e 7 acabaram ou não?

    • João on 24 de Maio de 2023 at 23:07
    • Responder

    Ainda não ouvi nenhum sindicato falar deste assunto.
    Vai ser completamente impossível atribuir todas as menções a que cada agrupamento tem direito!

    • Alex704 on 24 de Maio de 2023 at 23:08
    • Responder

    Continua a política sem mérito, dividir para reinar e por aí fora.

    • Carlos Moreira on 25 de Maio de 2023 at 9:11
    • Responder

    Deixa-me rir!!!

    • É triste! on 25 de Maio de 2023 at 11:44
    • Responder

    Já não há margem para dúvidas – classe a abater – DOCENTE. Quando já não houver professores entrega-se o ensino aos privados assim como a saúde.

    Só não vê quem não quer. e o PR assina em baixo.

    • Paulo on 25 de Maio de 2023 at 13:59
    • Responder

    Entrega se o ensino ao privado?
    A falta de professores manter se á… Não haverá professores nem no privado nem no público!
    Ninguém quer ser professor!
    A esperança é o governo explodir!

    • Pobre Povo on 25 de Maio de 2023 at 16:44
    • Responder

    Bravo Costas!!!!!

    Com dizia eu num comentário passado, dão com uma mão e tiram com as duas.

    Está tudo bem encaminhado para termos os do costume a açambarcar milhões com o negócio do ensino.

    Socialismo Tuga!!!!!!

    • Rui Filipe on 25 de Maio de 2023 at 17:27
    • Responder

    Entregue-se o ensino aos padres e todos alcançarão o reino dos céus. Ámen!

    • Susana on 30 de Maio de 2023 at 18:59
    • Responder

    Ou seja, das 9 menções possíveis de atribuir, apenas 5 vão poder ter a classificação de Muito Bom,
    Arlindo, pode explicar-me esta parte, por favor… Como é que se passa de 9 para 5? Porque é que não entram todos os que têm nota acima do percentil 75?


    1. Neste exemplo o percentil 75 é sempre superior à classificação 9,400. No caso do docente que está acima desse percentil não pode ser atribuído porque o universo A só teria direito a uma menção de mérito. E não existe no universo B mais ninguém com classificação superior a 9,400.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: