Tiram aos Professores e outros Funcionários Públicos para dar a residentes não habituais

 

A verdade vem sempre ao de cima. Tiram a uns para beneficiar outros. Neste caso os residentes não habituais.

Isto não afeta só os professores, afeta todos os funcionários públicos e, acima de tudo, os contribuintes residentes habituais deste país, que é um paraíso só para os residentes não habituais.

Benefícios para residentes não habituais custa o triplo do descongelamento das carreiras dos professores?

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2023/03/tiram-aos-professores-e-outros-funcionarios-publicos-para-dar-a-residentes-nao-habituais/

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Lua e Sol on 6 de Março de 2023 at 23:02
    • Responder

    Posso colocar aqui uma dúvida? (não sei se posso?
    Vou arriscar:
    – Foram definidos Serviços Mínimos (SM), por exemplo, para os dias 2 e/ou 3 de março, pelo “Tribunal Arbitral” (3 horas/Turma…), para a greve da Fenprof, FNE, etc.
    Os professores eram obrigados a cumprirem?
    Ou, SÓ SE FOSSEM CONVOCADOS PELA ESCOLA? Se o professor não fosse convocado pela escola, não tinha que cumprir os SM, pois não?
    Portanto, podia fazer greve, o dia inteiro, correto?

      • ar fresco on 7 de Março de 2023 at 0:18
      • Responder

      Tinha que ser convocado com o mínimo de 24h.

        • Lua e Sol on 7 de Março de 2023 at 1:05
        • Responder

        Merci.
        Com “ruídos” de certos colegas precisava de uma “confirmação” à minha interpretação da Lei.

        Mas 24 horas…mínimo ou até 24H…às vezes pode haver chatices…
        Se a convocatória, via e-mail, por exemplo, “chegar” às 22:00, para estar no dia seguinte na escola às 8:00, como é? (chato, mas será ilegal ou?). Cumpre-se, ou não?

        Chegando a Convocatória no dia anterior, mas com menos de 24H, é de evitar chatices ou é de exigir o total cumprimento da Lei? Cada um ou uma pode decidir…
        Mas, no exemplo referido, a Lei foi cumprida? Pode-se incumprir alegando que o prazo não foi cumprido?
        Não é para chatear, é só para sabermos exatamente, se, no exemplo referido, o professor tem, ou não, razão, caso não cumpra?
        (é que isto do juridiquês pode ser “confuso”).

    • Paulo on 8 de Março de 2023 at 6:05
    • Responder

    Se as leis são claras e para cumprir para quê tanta questão?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: