A redução dos quadros de zona

João Costa  anunciou a redução da dimensão dos Quadros de Zona Pedagógica. As negociações com os sindicatos devem decorrer neste verão.

O ministro da Educação quer reduzir a dimensão dos Quadros de Zona, regiões do país onde os professores podem ser colocados.

“Durante o tempo da troika, estes Quadros de Zona foram alargados para regiões muito, muito grandes, o que faz com que um professor vinculado num Quadro de Zona ainda assim tenha deslocações de 200 quilómetros”, afirmou nesta quarta-feira de manhã.

João Costa assume que quer reduzir a dimensão dos Quadros de Zona, assumindo que é “um primeiro passo na redução da ‘casa às costas’ dos professores”.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2022/06/a-reducao-dos-quadros-de-zona/

14 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • João on 1 de Junho de 2022 at 17:00
    • Responder

    Os QZPs deveriam corresponder aos distritos, com exceção das zonas metropolitanas do Porto e Lisboa.

    • Luluzinha! on 1 de Junho de 2022 at 17:01
    • Responder

    Ai que bom. Espero que o meu QZP, o 1, fique reduzido à cidade do Porto. Seria maravilhoso!

    • Carlos Moreira on 1 de Junho de 2022 at 17:02
    • Responder

    Umas migalhinhas para calar uns e convencer outros!

    • Vitor on 1 de Junho de 2022 at 17:17
    • Responder

    Além de reorganizar os QZP é também muito importante permitir vagas reais que permitam que muitos docentes colocados a centenas de quilómetros possam aproximar.
    Ao logo destes anos, tem havido sucessivamente professores colocados em QZP com graduações muito inferiores a outros que anos antes ficaram noutros QZP mais distantes e que nunca tiveram a oportunidade de aproximar, podendo-se considerar, de forma legítima, ultrapassados. Muitos destes professores, acabaram por entrar em quadro de agrupamento aproximando alguns Km, mas mesmo assim ainda a centenas de KM da residência, por nunca terem conseguido sequer vaga em QZP mais próximo por não terem sido abertas para concurso interno (mas todos os anos entraram outros docentes menos graduados em vagas de QZP que interessariam a outros docentes, e esta reorganização nunca foi feita, acumulando anos de injustiças).
    Como serão corrigidas essas situações??? Será que irão ser corrigidas??? Ou irão criar mais injustiças a acumular com as que já têm sido criadas???
    Nestas situações não ouço ninguém falar, nem sindicatos, nem associações de professores, nem diretores… Ninguém… e andamos nisto há anos…

      • QA e QE on 1 de Junho de 2022 at 21:16
      • Responder

      O que importa mesmo é que abram as verdadeiras vagas de quadro de agrupamento e de quadro de escola.

    1. Tocou num ponto crítico, parabéns! De facto, através do concurso externo ou externo extraordinário, entraram colegas contratados para QZPs do interesse dos colegas já vinculados, sem que fosse possível estes acederem a essas vagas… uma enorme injustiça!

  1. Calma, não disse quando e não sabemos que ponderações irá utilizar para diminuir as áreas dos QZP, poderão surgir QZPs ainda maiores, não se esqueçam dos “30%” de docentes no 10º escalão. Cada vez mais soa ao que ele é: um portador de atoardas que pelo caminho nada de bom deixa..

  2. Por ex° o AP 7 vai desde Santiago do Cacém ( Alentejo) até Mafra ( Grande Lisboa)

    1. Santiago do Cacém não pertence ao QZP 7 mas sim ao QZP 9
      Mafra não pertence ao QZP 7 mas sim a QZP 6

    • lucas on 1 de Junho de 2022 at 19:33
    • Responder

    o qzp 5 é o maior , medindo de uma ponta á outra é imenso 300km
    vai de Foz Coa a Vila de Rei perto de Abrantes

    • pensando on 1 de Junho de 2022 at 20:22
    • Responder

    Isto vai dar asneira, pois há quem já tenha sido de um QZP que agregou a um maior aquando da nova lei dos agora poucos QZPs e, há quem apenas seja QZP destes atuais desde sempre, pelo que vai dar uma valente asneirada…

    1. Simples! Todos irão concorrer aos QZP’,S reduzidos segundo a sua graduação. Não estou a perceber qual a celeuma?

        • Maria on 1 de Junho de 2022 at 22:44
        • Responder

        Isso é o que a Rita acha (e o que os professores em QZP desejam)! Mas tem a certeza que, de facto, vai ser assim?!?

          • prof on 2 de Junho de 2022 at 13:54

          Dada a falta de professores e há necessidade de novas vinculações, parece-me aceitável que se vincule no qzp correspondente ao da sua residência ou escola de colocação. Então não é para acabar com a “casa às costas”?

          De facto nos últimos anos entraram para qzp´s pessoas contratadas sem dar hipóteses aos que já pertenciam aos quadros. De referir que há gente contratada com graduações muito elevadas pois são amarelinhos ou outros casos que levaram muito tempo a vincular por optarem por ficar perto de casa.

          Portanto, é preciso criar um critério justo de modo a que ninguém fique ainda mais longe.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: