Aposentação docente bate recordes em 2022

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2022/01/aposentacao-docente-bate-recordes-em-2022/

13 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Sardão pró Karamba on 12 de Janeiro de 2022 at 16:12
    • Responder

    Onde anda o professor karamba? Não vem comentar?
    Certamente que só virá postar as suas habituais postas de pescada depois de levar com o Sardão versão V55.7, com abundância e alta frequência, como está habituado.

      • Amor on 12 de Janeiro de 2022 at 19:49
      • Responder

      Este colega sonha com o Karamba. É o seu objetivo de vida… 🤣🤣

        • Sardo para este on 12 de Janeiro de 2022 at 22:50
        • Responder

        Tem calma que o professor karamba logo te avia com o Sardão normal, porque a v55.7 é só dele e tu não tens direito a esse. Mas o normal já te deve chegar.

    • mila on 12 de Janeiro de 2022 at 16:14
    • Responder

    so não se reforma quem nao pode

    • gin on 12 de Janeiro de 2022 at 16:28
    • Responder

    “A maioria tem vencimentos brutos entre 2000€ e 3000€” – esta frase é por si só suficiente para incendiar a conversa no café! Mas tem mesmo? A maioria? hmmm

      • Ana on 12 de Janeiro de 2022 at 16:40
      • Responder

      Claro que tem. E qual é o problema?!

      • heitor on 12 de Janeiro de 2022 at 17:51
      • Responder

      Acredito que sim, tendo em conta que falamos de gente com 30 e tal ou 40 anos de serviço. No entanto, 2 mil euros brutos não são fortuna nenhuma, bem pelo contrário. O valor líquido dá uma pensão ridícula.

    • carlos on 12 de Janeiro de 2022 at 19:35
    • Responder

    Os números não estão certos. Em Janeiro foram 202 (12 Educ. Infância / 69 Prof. / 121 Prof.ª) e em Fevereiro foram 166 (11 Educ. Infância / 55 Prof. / 100 Prof.ª).

      • Eco on 12 de Janeiro de 2022 at 19:45
      • Responder

      A mesma cassete

        • carlos on 13 de Janeiro de 2022 at 0:58
        • Responder

        Não é cassete. Basta abrir ambos os PDF (disponíveis no Diário da República) e ver os números. Bom trabalho!

    • mario silva on 12 de Janeiro de 2022 at 23:24
    • Responder

    Eis o resultado da politica daquela **** de ministra entre 2005-2011…
    A maioria quer ir embora porque o ambiente e condições de trabalho desmotivam e as pessoas ainda querem um periodo da vida com alguma qualidade antes de morrerem.
    O valor das pensões de reforma não será esse mas muito menor para todos aqueles que estão abaixo dos 55 anos.
    Os governos não se importam porque é financeiramente vantajoso já que indo os mais velhos com pensões menores depois contratam mais novos com salários de porcaria do inicio da carreira, e desde que as crianças tenham um lugar para estar enquanto os progenitores trabalham, é indiferente se são bem ensinadas.

      • A roda on 13 de Janeiro de 2022 at 8:29
      • Responder

      Concluiste isso sozinho ou foi no Apoio da escola?

Responder a Eco Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: