Tudo o que há a saber sobre as Escolas TEIP

 

TEIP 3  

Relatórios plurianuais

A Direção-Geral da Educação (DGE) disponibiliza um relatório, intitulado Escolas TEIP (Territórios Educativos de Intervenção Prioritária), que apresenta a análise estatística da evolução de resultados nas Unidades Orgânicas que integram os Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP 3), realizado pela NOVA.ID, sob a coordenação do Professor Doutor Vítor Teodoro. A informação analisada teve por base os dados recolhidos nos relatórios anuais TEIP, no período 2012 a 2018.

Consulte o Relatório TEIP 2012-2018

Relatórios anuais

Os Relatórios TEIP pretendem dar a conhecer a execução do Programa TEIP na sua globalidade. Faz parte da avaliação do Programa TEIP a elaboração anual de um documento que apresente os resultados da sua implementação e orientações para o futuro. As principais fontes de informação mobilizadas na sua elaboração foram os relatórios de avaliação de final de ano apresentados pelas Unidades Orgânicas, o dispositivo de acompanhamento e avaliação posto no terreno pela equipa da DGE e a informação produzida pelos serviços do Ministério da Educação, através da MISI e GAVE.  

Consulte o Relatório TEIP 2019/2020
Consulte o Relatório TEIP 2018/2019
Consulte o Relatório TEIP 2017/2018
Consulte o Relatório TEIP 2016/2017
Consulte o Relatório TEIP 2015/2016 
Consulte o Relatório TEIP 2014/2015 
Consulte o Relatório TEIP 2013/2014
Consulte o Relatório TEIP 2012/2013

 

TEIP 2 

Relatórios 

Os  Relatórios TEIP 2009/10 e 2010/11 pretendem dar a conhecer a execução do Programa TEIP na sua globalidade. Faz parte da avaliação do Programa TEIP a elaboração anual de um documento que apresente os resultados da sua implementação e orientações para o futuro.

Consulte o Relatório TEIP 2009/10 

Consulte o relatório TEIP 2010/11              

As principais fontes de informação mobilizadas na sua elaboração foram os relatórios de avaliação de final de ano apresentados pelos Agrupamentos, o dispositivo de acompanhamento e avaliação posto no terreno pela equipa da DGIDC e a informação produzida pelos serviços do Ministério da Educação, através da MISI e GAVE.  

TEIP em Números

Documento sumário sobre o desenvolvimento do Programa TEIP, com dados reportados ao ano letivo 2009/10.

 

Estudos

O estudo, “Projeto Efeitos TEIP: Avaliação de impactos escolares e sociais em sete territórios educativos de intervenção prioritária”, foi encomendado pela DGIDC ao CIES do ISCTE,  como contributo para a avaliação externa do Programa TEIP2.

Este estudo concentra-se em aferir os resultados obtidos pelas principais estratégias e ações desenvolvidas no âmbito do Programa e compreender qual o envolvimento e grau de aceitação dos atores locais relativamente aos projetos educativos criados no quadro do TEIP. Os agrupamentos estudados foram selecionados de forma a garantir a máxima heterogeneidade, em termos de regiões do país, contexto social, dimensão organizacional e resultados escolares.

Nas conclusões do relatório são sistematizados os fatores críticos de sucesso, bem como um conjunto de recomendações estratégicas para a melhoria das políticas educativas em territórios socialmente desfavorecidos.  

Consulte o estudo aqui.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/07/tudo-o-que-ha-a-saber-sobre-as-escolas-teip/

3 comentários

    • Arrotatorios on 23 de Julho de 2021 at 12:30
    • Responder

    Relatos

    Documentos

    Papeladas

    Toneladas

    Justificatórios

    Taxativos

    • maria on 23 de Julho de 2021 at 15:16
    • Responder

    “Isto” é para uma “trese” de doutoramento? !

    Com a” cientificidade “que dela brotará só pode ser em “ciências” da educação! Pobreza intelectual : quer dos “investigadores ” quer dos arianistas orientadores ( todos com a mesma origem e lastro académico – não digo quais para não ferir susceptibilidades) .

    (quando muito, este amontoado de dados (eventualmente com alguma utilidade) seria trabalho para um ignorante desocupado que vagueia pelos corredores do ME se entreter . Não para um doutoramento!!!! )
    Assim anda o futebol naquelas faculdades.

    • Alecrom on 23 de Julho de 2021 at 19:33
    • Responder

    Mais um estudo circular, pescadinha rabo na boca.

    Estes estudos internos, autoencomendados e realizados por malta de confiança, dão sempre o mesmo resultado: sucesso em toda a linha e umas dicas para mais do mesmo.

    Daí a importância de surgirem estudos mais independentes, talvez como esse outro que hoje se falou por aí e que anuncia conclusões (para muitos) inesperadas.

    Venham mais estudos.

    Aproveito para:

    Todas as escolas procuram reduzir o insucesso e o abandono. Ou será que as escolas que este ano se tornaram TEIP vão alterar substancialmente os seus índices de abandono e insucesso só por serem TEIP?

    Quanto a “classificações externas” (PISAs e afins), TEIP e não TEIP, perante o facilitismo geringonço reinante, já estamos a ter piores resultados e vão continuar a piorar.

    Exigindo menos vamos conseguir melhor? Mistificando, facilitando, engeringonçando… vamos melhorar o quê?

    As retenções já são residuais e, para este choradinho acabar de vez, devem ser rapidamente… revogadas (só em situações de acordo entre encarregados de educação e equipas EMAEI).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: