Alunos que não foram às aulas de Cidadania e Desenvolvimento voltaram a ser chumbados

Dois irmãos têm boas notas a todas as disciplinas mas voltaram a não passar de ano por falta de assiduidade numa disciplina obrigatória, Cidadania e Desenvolvimento. Pais colocam providência cautelar.

Alunos que não foram às aulas de Cidadania e Desenvolvimento voltaram a ser chumbados

Tiago e Rafael são dois irmãos de Famalicão que têm notas ótimas a todas as disciplinas mas voltaram a ser retidos, sem passar de ano, por falta de assiduidade a uma disciplina obrigatória – Cidadania e Desenvolvimento. A polémica não é nova, com os pais a alegarem objeção de consciência defendendo que cabe à família, não à escola, educar os filhos em matérias como a sexualidade. Os pais avançaram novamente com uma providência cautelar para impedir que os filhos sejam reprovados.

Foi uma progressão (parcial) até nova deliberação por parte do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga, que considerou que o interesse das crianças (em progredir nos estudos nas outras disciplinas) devia prevalecer sobre o cumprimento da legalidade subjacente ao currículo escolar. O Ministério Público recorreu dessa decisão, tomada em 2020.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/07/alunos-que-nao-foram-as-aulas-de-cidadania-e-desenvolvimento-voltaram-a-ser-chumbados/

9 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Jorge Gonçalves on 5 de Julho de 2021 at 13:28
    • Responder

    Por alguma razão se chama escolaridade obrigatória e não escolaridade facultativa.
    Qualquer dia lembram-se de alegar que não concordam com os conteúdos de Matemática ou o que se lecciona em Português e por isso os filhos não frequentam estas disciplinas.

      • Zabka on 5 de Julho de 2021 at 15:44
      • Responder

      Concordo, mas isto vai mais fundo, é uma tentativa de importação das “culture wars” da extrema-direita global. Hoje é a Cidadania, amanhã é a Biologia (evolução) ou as Ciências (aquecimento global). Basta ver quem é o advogado desta espécie de encarregado de educação.

      • Luluzinha! on 5 de Julho de 2021 at 17:10
      • Responder

      Plenamente de acordo.

      • Maria on 5 de Julho de 2021 at 23:08
      • Responder

      A questão é mesmo essa. Cidadania e desenvolvimento deveria ser facultativa por abordar temáticas que podem ter uma carga de ideologia política ou de outra forma de visão do mundo. A sua lecionação não é neutra. Nada tem a ver com matemática ou outra disciplina que lida com questões objetivas.
      Não conheço estes pais, mas aplaudo pela sua coragem! Não querem ser cordeirinhos!

      1. Todas as disciplinas são uma “visão do mundo”.

    • Filipe on 5 de Julho de 2021 at 22:04
    • Responder

    Temos hoje o que ninguém esperava em Portugal , um Estado e sistema judiciário oligárquico minado de pedófilos , gays e lésbicas entre outros seres como o Primeiro Ministro e Presidente da República altos criminosos da Nação , os carrascos da juventude Portuguesa . A situação irá piorar com este regime fascista encoberto numa alegada pandemia , como se fosse agora a única doença e tão só mortal do ser humano .

    IDEOLOGIA DE GÉNERO:”Objetivo; demoler la Cristiandad” Dr. Alberto Bárcena

    Entrevista al Dr. Alberto Bárcena, prestigioso profesor de historia, quien nos explica los fundamentos de la perniciosa “ideología de género” que se ha impuesto en la educación oficial de manos de
    organismos supranacionales dependientes de la O.N.U.
    El profesor demuestra que esta “ideología de género” produce una fustración permanente en los escolares que se ven obligados a aceptar por normal y lícito lo que de suyo es anormal e ilícito por ir contranatura.
    La masonería utiliza la “ideología de género” para dinamitar la sociedad en lucha acérrima contra la Cristiandad amputando los valores tradicionales de la familia cristiana y tratando de socavar la natalidad de los pueblos con esta malsana planificación familiar. La alternativa contra este oprobio contra la moral es la información contundente y veraz de lo que se cuece realmente en estas formaciones supranacionales que dirigen realmente a las naciones. La “ideología de género” es la hoja de ruta tomada por estas para la educación de las naciones.

    1. Temos aqui um verdadeiro texto que só admite uma versão: a do cristianismo radical, onde considera contranatura a homossexualidade, quando até o Papa já referiu que deve ser aceite e respeitada.
      Lamento informar que por respeitar a escolha e orientação sexual dos outros, em nada me obriga a ter a mesma orientação que eles. Tal como respeitar a religião e fé de cada um, não me obriga a ser religioso ou ateu.

    • Arthur on 5 de Julho de 2021 at 23:00
    • Responder

    A disciplina obrigatória de cidadania é obrigatória?

    • mario silva on 6 de Julho de 2021 at 23:27
    • Responder

    o ME que proibe retenções e impõe um modelo burocrático que impede atribuição de nivel 2, é o mesmo que não tem problema em reprovar alunos…
    tipico de uma instituição intrisecamente hipócrita…

Responder a Arthur Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: