Reflexão sobre o teletrabalho com filhos pequenos

 

Antes das minhas divagações: duas premissas.

Todos os problemas, condicionantes e possíveis queixumes não são nada, em comparação ao que vivenciam os pais de meninos com necessidades especiais nestes dias com escolas fechadas. Esses merecem todos os subsídios e apoios e deveriam obtê-los automaticamente.

O problema não é só dos professores e não é pior para os professores. Se eu posso dizer aos meus alunos “esperem aí que vou ajudar a minha filha (na verdade vou limpar-lhe o rabo), façam o exercício tal enquanto esperam”, imagino que um funcionário de call-center com chamadas a cair o dia todo entre as 9h e as 17h deva atender muitas chamadas na casa de banho ou a mudar fraldas. Ou um funcionário numa multinacional, como faz quando está numa reunião com um cliente muito importante e não pode interromper o cliente?

Considero que pedir teletrabalho a quem tem filhos pequenos é cruel. Na minha humilde opinião, não está garantido nem o bem-estar da criança, e muito mais grave, nem a sua segurança física. Está violado o artigo 18.º da convenção sobre os direitos da criança (UNICEF): 

1. (…)A responsabilidade de educar a criança e de assegurar o seu desenvolvimento cabe primacialmente aos pais (…). O interesse superior da criança deve constituir a sua preocupação fundamental.

2. Para garantir e promover os direitos enunciados na presente Convenção, os Estados Partes asseguram uma assistência adequada aos pais e representantes legais da criança no exercício da responsabilidade que lhes cabe de educar a criança e garantem o estabelecimento de instituições, instalações e serviços de assistência à infância.

Qual a solução? Garantir a dispensa remunerada de teletrabalho aos pais com crianças em idade pré-escolar, ou até aos 7/8 anos? (vi aí uma petição que pedia dispensa de teletrabalho se tivermos crianças até aos 12 anos. Não concordo. Um miúdo de 9 anos já percebe mais de informática do que os pais. O que é que eu faço enquanto ele está nas aulas online? Faço-lhe tostas mistas e sumos de laranja em vez de fazer o meu teletrabalho? ) Vejamos, garantir essa dispensa iria criar repercussões infinitas. Imaginem que a professora do vosso filho de primeiro ciclo tem filhos pequenos. O vosso filho fica sem professora. Ou a professora de Inglês, de Francês, de Geografia (e não, não haverá substitutos em muitas disciplinas e os alunos ficariam sem aulas). Outra situação hipotética, tenho um acidente de viação ao ir às compras por exemplo. Não consigo falar com ninguém do seguro porque todas as colaboradoras têm filhos pequenos e “meteram o apoio”. Ou o meu computador avariou e não consigo falar com nenhum técnico porque tiveram dispensa de teletrabalho. As situações são aos milhares. Estamos prontos para assumirmos as consequências de se dispensar os pais de filhos pequenos do teletrabalho? Não vamos reclamar depois quando não houver serviços do dia-a-dia e não houver professores?

Penso que não há medida possível neste momento, pois já estamos dentro do buraco. Mas se calhar, haveria mais compreensão de todos os lados. Pois nos grupos dos professores vê-se competição em quem dá mais aulas síncronas, do género:  eu estava sempre online mas a professora da minha filha só se ligava duas horas por dia. Pois, se calhar você tem dois filhos com 14 e 16 anos e ela tem dois gémeos de um ano e outro de 4, “né”?  Penso que deveria haver alguma sensibilidade nas direções em preocuparem-se com a situação individual de cada professor. Se um professor é casado com um trabalhador essencial, vai ficar sozinho com 2 ou três filhos, é razoável pedir o mesmo número de aulas síncronas do que a um professor sem filhos ou com os filhos já adultos? E claro, os encarregados de educação também devem mostrar alguma compreensão em vez de criticarem o professor porque não respondeu logo aos e-mails ou porque não está a dar as aulas todas.

Vou-me despedir, pois as minhas divagações foram completamente inúteis e não cheguei a nenhuma conclusão. Acho que só podemos contar com o bom senso uns dos outros. Força, companheiros do teletrabalho com filhos pequenos, vão precisar dela. Acabo com um conselho. Primeiro a família, depois o trabalho. Não pode estar online a hora que é preciso? Agenda tarefas, envie planos de trabalho e depois vê à noite quando eles dormem. 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/02/reflexao-sobre-o-teletrabalho-com-filhos-pequenos/

7 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Maria on 3 de Fevereiro de 2021 at 10:47
    • Responder

    Uma pequena correção: as escolas estão abertas para receber os alunos com medidas adicionais, nas respetivas unidades e com os professores de educação especial, desde o dia 22 de Janeiro.

      • maria on 3 de Fevereiro de 2021 at 14:44
      • Responder

      Maria

      E também estão abertas para os forretas que lhes custe os olhos da cara utilizar – a partir de casa – o computador pessoal. Aí terão os computadores “do empregador” à disposição , evitando o risco de irem à falência por usarem – temporariamente – os próprios meios em prol dos seus alunos.

        • Isabel on 3 de Fevereiro de 2021 at 15:47
        • Responder

        Gente que pensa como tu tem ajudado à desconsideração contínua dos professores. Apesar de tudo aquilo que nos tiram, ainda achas pouco. Devias ter ido para missionária.

    • Atento on 3 de Fevereiro de 2021 at 16:23
    • Responder

    O problema de teletrabalho para com pais filhos pequenos (até 8 anos) é preocupante.
    Não é + critico para o todo (dito sistema) pq somos uma país com um grande problema nos últimos anos, baixa natalidade…..

    • gin on 3 de Fevereiro de 2021 at 17:23
    • Responder

    À noite ver emails?! Não! A noite é para descansar e dormir!

    • Sorceress on 3 de Fevereiro de 2021 at 23:08
    • Responder

    teste

  1. Yet another thing is that when looking for a good on the net electronics store, look for online shops that are continuously updated, preserving up-to-date with the most recent products, the best deals, in addition to helpful information on products. This will make certain you are handling a shop that really stays over the competition and offers you what you ought to make knowledgeable, well-informed electronics buying. Thanks for the critical tips I’ve learned through your blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: